ALEXANDRE GARCIA

Isto não foi noticiado, mas, na semana passada, o presidente Bolsonaro participou de uma reunião dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China, e África do Sul).

E ninguém disse que a moeda mais forte do grupo é o real, que está mais valorizado que o rublo russo, que a rupia indiana, que o yuan chinês e que o rand sul-africano.

* * *

A inflação da pandemia

Outra coisa que ficam dizendo por aí é que a inflação é causada pela instabilidade política. A ONU acaba de derrubar essa versão. A FAO acaba de mostrar que a inflação dos alimentos, nos últimos 12 meses, foi de 39,7%. Milho, trigo, óleos vegetais, subiram todos os alimentos. Foi a inflação mundial da pandemia e é preciso que a gente tenha isso em mente.

* * *

Mais um

Mais um processo contra o ex-presidente Lula foi para o lixo. A juíza da 9ª Vara Federal de São Paulo mandou arquivar o inquérito que investigava tráfico de influência por parte do petista em relação à OAS, com base na delação do dono da empreiteira, Léo Pinheiro, aquele do caso tríplex do Guarujá.

A juíza alegou que só tinha o depoimento dele e nada mais, e que o caso já está prescrito. Isso beneficiou Lula, o próprio Léo Pinheiro e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, que também estava sendo investigado.

* * *

Manifestações do dia 12

As pessoas estão tão incomodadas na mídia porque promoveram, anunciaram muito, previam uma multidão muito grande para dar uma resposta forte ao 7 de setembro e saiu pela culatra. Foi um vexame em toda a parte e agora estão dizendo que o ato do último domingo (12) foi um movimento “centro-direita”. Ora, lá na Avenida Paulista, onde mais juntou gente, em dois palanques, estavam lá o partido socialista, o partido comunista, o ex-partido comunista, o PDT, o PSDB – e isso não é centro-direita nem um pouco.

Havia lá cinco presidenciáveis, ou seis, se a gente contar a senadora Simone Tebet (MDB-MS). Estava o João Doria (PSDB), João Amoêdo (Novo), Luiz Henrique Mandetta (DEM), Ciro Gomes (PDT) e Alessandro Vieira (Cidadania). O que a gente está vendo é que vai dividir a chamada terceira via. Ela vai acabar ajudando alguém a ganhar em primeiro turno, ou vai ficar fora do segundo turno, se dividindo. Acho que vão pensar a respeito de não terem conseguido atrair o povo.

Anunciaram como manifestação anti-Bolsonaro e talvez tenha sido por isso que fracassou. E mais: a palavra mais repetida no dia 12 e mais escrita nas faixas era “Bolsonaro”. Ou seja, acabou que os atos fizeram também uma tremenda propaganda para o presidente, que foi o mais citado na manifestação.

* * *

O país dos queijos

Por fim, uma grande vitória dos queijeiros brasileiros, que levaram 183 queijos para o concurso mundial do queijo na França e só perderam para os queijos franceses, que são os melhores do mundo. O Brasil levou 57 medalhas, inclusive cinco de super-ouro. A maior parte das medalhas foi para Minas Gerais, mas também teve premiação para São Paulo. Está aí a França reconhecendo, entre 940 queijos do mundo, os nossos brasileiros.

7 pensou em “O REAL É FORTE, MAS NINGUÉM FALA

  1. Em 5 dias (dia 7 e dia 12/09) se provou que a esquerda não tem povo nas ruas. Bolsonaro saiu muito fortalecido.

    A inflação é mundial, prova é que os alimentos subira, em dólar, no mundo inteiro. O petróleo também subiu em dólar no último ano.

    Alguma mente mais curta poderia dizer: – “mas o BR produz e exporta alimentos e petróleo, e produz em real, portanto não precisa seguir os preços mundiais”.

    Errado, insumos agrícolas são importados em dólar. Diesel e gasolina são em parte importados, pois o BR não tem capacidade de refino (herança sombria do PT).

    Para reduzir a inflação tem que reduzir impostos e o tamanho do estado. O governo atual tem mirado isso, mesmo com oposição dos congressistas 3ª via.

  2. Alexandre Garcia desinformando por desconhecimento, ou má intenção.
    “Isto não foi noticiado, mas, na semana passada, o presidente Bolsonaro participou de uma reunião dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China, e África do Sul).
    E ninguém disse que a moeda mais forte do grupo é o real, que está mais valorizado que o rublo russo, que a rupia indiana, que o yuan chinês e que o rand sul-africano”

    Oscilações das moedas mencionadas o ano de 2021. (Fonte CNBC)
    Em 2021:
    Real – (-0,38%)
    Rublo – (+1,5%)
    Rupia – (-0,70%)
    Renminbi – (+1,4%)
    Rand – (+3,4%)
    Mais uma falácia: a inflação não é composta apenas de alimentos é um conjunto de preços. Basta comparar com outros países e ver que a inflação no Brasil está bem acima de outras nações:
    USA – 5%
    Africa do Sul – 5%
    Alemanha – 3%
    Zona Euro – 2%
    Reino Unido – 2%
    Índia – 6%
    Brasil – 9,68%
    E para alegrar os bolsominios, Argentina 52%
    Uma pergunta importante: Se Bolsonaro não é culpado pelo desemprego, inflação, custo da energia, do gás, etc., o que o Capitão tem a ver com os prêmios dos queijos mineiros?

  3. Quando você lê o que as pessoas sérias pensam sobre o que está acontecendo no mundo real a história é muito diferente do mundo da fantasia de Alexandre Garcia
    – existem diversos riscos a serem monitorados ao longo do 2S que podem levar a um menor ritmo da atividade econômica.
    – prorrogação do auxílio emergencial por meio de crédito extraordinário ou a exclusão do novo programa social do teto de gastos impediria uma apreciação da moeda doméstica.
    – a hipótese de que a evolução do cenário recente leve o Copom a optar por uma aceleração do ritmo de alta da taxa Selic em sua reunião de setembro

    O que não está bom, pode ficar muito pior.

    • (…) o que as pessoas sérias pensam…

      Certamente você se refere ao Marcelo Bertoluci? Se for, eu apoio.

      Mas (sempre há um mas), como você usou o plural, favor elencar quais outras pessoas sérias entrariam no seu rol, faz favor.

      Palavras do Bertoluci: “Alexandre Garcia é honesto mas não entende nada de economia”.

      Perfeito.

      Analisar números é fantástico, pois não resistem a um minuto de porrada.É só começar a espancar que os números confessam o que você desejar.

      Ontem estive em Mogi das Cruzes, na mansão de minha irmã Marya Yelena, professora, petista e comunista. Chegaram seus amigos vermelhos para uma reunião (obviamente, como se trata de uma mansão, havia espaço para reunirem-se sem ninguém aglomerar). Depois que o teor alcoólico estava no ideal, fiz uma pesquisa eleitoral e das 20 pessoas reunidas, 19 irão votar no Conde em 2022. Só eu disse que votaria no Jair.

      Como minha irmã era a anfitriã, não fui espancado, mas olhares de “ódio do bem” me fizeram entrar no Quixote Véi di Guerra e partir rapidinho para o ABC Paulista.

  4. O Alexandre Garcia é honesto mas não entende nada de economia. Ou melhor, entende os mesmos clichês da maioria dos jornalistas, que não estudam matemática na faculdade.

    O preço dos alimentos subiu porque a maioria dos países desandou a imprimir dinheiro, incluíndo os EUA cuja moeda serve como referência. Quanto mais dinheiro é fabricado, menos ele vale.

    E dizer que o real, que vale hoje 20% do que valia quando foi criado três décadas atrás, está “valorizado” porque seu valor numérico é maior do que o rublo ou o renmibi é de uma ignorância assustadora.

  5. Inflação acumulada em doze meses, geral e setor de alimentos (numeros até julho/21):

    Brasil . . . 8,35 . . 12,59
    Uruguai. . 7,33 . . 5,55
    Paraguai . 4,50 . .8,60
    Chile. . . . 3,80 . . 4,60
    Bolívia. . . 0,19 . -0,38
    Perú . . . . 3,25 . . 3,66
    Equador . -0,69 . -3,47
    Colômbia . 3,63 . .8,52

    Inflação não é causada por “instabilidade política”, nisso o Alexandre está certo. Inflação é causada pela fabricação de dinheiro pelos governos. Basta ver os números da Bolívia e Equador e compará-los com os nossos.

Deixe uma resposta