HÉLIO CRISANTO – UMA LUA, UM CAFÉ E UM BATENTE

No natal da criança abandonada
Não tem ceia na mesa ou panetone
Nem um copo de suco ou de danone
Pra tirar-lhes da boca uma risada.
Sua cama constrói numa calçada
Seu lençol é a folha de um papel
Sem conforto na rua dorme ao leu
E a chibata da vida dando açoite
Vejo a farsa sorrindo a meia noite
Pendurada no gorro de Noel

2 pensou em “O NATAL DA CRIANÇA ABANDONADA

Deixe uma resposta