O INACREDITÁVEL CRÍVEL

*  * *

A gente só acredita nesta coisa inacreditável porque deu na Falha.

Tá tudo coerente:

O esgoto jornalístico onde foi publicada a notícia, o tolôte de merda que ilustra a matéria e, coroando tudo, a imbecilidade do texto.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

11 pensou em “O INACREDITÁVEL CRÍVEL

  1. Esse nosso país é composto por pessoas com sangue de barata.
    Acabou-se o tempo em que pessoas como “Leão Coroado” já teriam degolado este calhorda por muito menos do que todas as patifarias que este energúmeno já praticou.

    • Senhor Adônis Oliveira:

      Será que o que o senhor chama de “Leão Coroado”, não seria, na realidade o “Leão do Caverá”, apelido do invencível Honório Lemes (1864-1930), revolucionário maragato, cujo reduto inexpugnável era na Serra do Caverá, entre os municípios de Alegrete e Rosário do Sul (RS)?

      O Honório Lemes tinha, entre os seus comandados, o “tenente” Adão, o “nego Adão”, degolador costumaz, que não deixava nenhum inimigo vivo, principalmente se fossem uruguaios, bandidos arregimentados pelo Júlio de Castilhos (chimango) e que faziam toda a sorte de crimes, no território gaúcho.

      O ódio do “nego Adão”, devia-se ao fato que foram uruguaios “chimangos” que invadiram a chácara onde ele morava, e acabaram com a sua família e incendiaram o seu rancho.

      Ele, um adolescente, estava no campo com seu pai – quando ouviram os gritos desesperados das mulheres e as risadas e frases debochadas dos uruguaios.

      Seu pai, então, ordenou-lhe que se escondesse, e a galope foi defender a família, mas foi aprisionado e degolado na hora.

      As mulheres (mãe e irmãs) depois de estupradas, foram também degoladas e o rancho incendiado e os animais de criação todos mortos a tiros.

      O “nego Adão”, então, fugiu pelos campos afora, até encontrar um “piquete” de maragatos e a eles se juntou, jurando que todo o “chimango” e/ou “castelhano” que fosse aprisionado, deixassem para ele degolar.

      E, assim, criou-se a fama de degolador do “nego Adão”.

      Quanto ao “Leão do Caverá” – Honório Lemes – um pobre
      tropeiro analfabeto, mas com grande liderança (presente em todas as revoluções gaúchas), ao lado dos maragatos, deve-se uma frase antológica, que eu queria que orientasse a política e os políticos brasileiros, e que estivesse escrita, em letras garrafais – à vista de todos – em uma placa enorme, no Congresso Nacional e em todas as repartições públicas, da Presidência da República à mais humilde prefeitura.

      Que frase?

      Conta-se que, na única entrevista que ele deu à mídia da época, um repórter perguntou ao Honório Lemes, o porquê dele estar presente em todas as revoluções gaúchas, ao que ele respondeu com uma simples – mas, para mim, lapidar – frase, que está escrita, na parede frontal, de seu jazigo:

      “QUERO LEIS QUE GOVERNEM OS HOMENS E NÃO HOMENS QUE GOVERNEM AS LEIS”.

  2. Se isso não é uma ameaça, eu não sei mais o que é.

    Quais seriam estas medidas anti democráticas?

    Qual o histórico de medidas anti democráticas já tomadas por Bolsonaro?

    Recado de bandidos este da Falha, que ou é fake ou sinal de que não estamos em uma democracia, pois o STF não pode mandar recados, tem que julgar.

    Mas como ultimamente o STF dá pitacos até em DPVAT.

  3. Com Tófi é asssim, ou entra nos eixos ou o pau come! Com o Paladino da democracia estão as grandes bancas de advogados, o PT em peso, as seguradoras do DPVAT e etc., ou seja o Tófi não tá sozinho na sua cruzada democrática.

  4. Para aqueles que não sabem, José de Barros Lima foi o capitão que liderou a revolução pernambucana de 1817.
    Ao receber voz de prisão do comandante português que tentava abortar a revolução, puxou a espada e o degolou na hora e de um só golpe.
    Passou a ser conhecido como “Leão Coroado” pela sua bravura, assim como pelo fato de ser careca e ter cabelos longos nas laterais.
    Foi enforcado e esquartejado ao ser esmagada a revolução;
    Em sua homenagem, até hoje o maior maracatu pernambucano se chama Leão Coroado.

    • Muito obrigado, senhor Adônis, por mais essa lição de história brasileira.

      De fato, o “Leão Coroado” não é o “Leão do Caverá”.

  5. Essa revolução foi a precursora da seguinte, de 1822, que determinou grandemente a independência do Brasil.
    É de homens assim que estamos precisando, a fim de aniquilar qualquer ditadorzinho de opereta que queira nos manietar, tal qual temos assistido diariamente.

Deixe uma resposta