RODRIGO CONSTANTINO

As redes sociais e a imprensa foram tomadas nesta segunda com mensagens alarmistas sobre a passagem de militares blindados por Brasília. Aqueles que enxergam ameaça fascista em cada esquina desde a vitória de Bolsonaro aproveitaram para bancar os resistentes corajosos na luta contra o Mal – e ainda tem boboca que cai nessa. Foi algo extremamente brega de se ver.

Alexandre Garcia colocou os pingos nos is:

Faz meses que está programada a passagem de um comboio de blindados que farão um exercício militar no campo de instrução de Formosa, que fica ao norte de Brasília. É um campo de instrução muito bem aparelhado para serviços militares e, por coincidência, a votação da PEC do voto impresso foi marcada nesta segunda-feira (9) também para terça.

Mas estão dizendo que os blindados da Marinha vieram do Rio de Janeiro para atemorizar a votação na Câmara. Um absurdo, chega a ser ridículo. Essa passagem por Brasília é necessária porque vem pela rodovia federal num trajeto de 1.400 quilômetros, atravessa a cidade e vai para o campo de instrução de Formosa.

Mas a oposição ao governo foi à Justiça querendo impedir o que eles estão chamando de “desfile militar de atemorização” para a votação. Ninguém olha o calendário e vê que isso aí é uma coisa que já estava prevista, que não tem nem condição de um blindado vir do Rio de Janeiro de um dia para o outro. É um completo absurdo.

Os partidos de extrema esquerda chegaram a acionar o tapetão supremo para impedir um simples desfile, mas dessa vez nem o ex-advogado do PT sucumbiu. Era patético demais o pedido! O que não impediu cada petista e tucano de exalar falsa virtude democrática nas redes. A esquerda não vive sem um fascismo imaginário para combater! Foi o caso do tucano Xico Graziano, que resgatou a icônica imagem do indivíduo chinês parando uma fila de tanques no massacre da Paz Celestial:

Engraçado que hoje os que investem nessa narrativa patética, enxergando ameaça no presidente eleito por quase 58 milhões de brasileiros, são os mesmos que bajulam o regime chinês! O tucano João Doria é tão esforçado em defender a ditadura chinesa que mais parece um lobista do regime!

Já Ciro Gomes, cujo PDT recebe grana do Partido Comunista Chinês, fez o de sempre: acusações bizarras e levianas. O candidato da Nova Esquerda, o queridinho do MBL, disse que as Forças Armadas foram “subornadas” e as chamou de “partido político miliciano”. Mas isso tudo bem, pois vem da esquerda!

Eis a verdade: os que estão “apavorados com tanques em Brasília numa cerimônia festiva e tradicional são os mesmos que morrem de medo de polícia em morro. Seria coincidência? O que tem de esquerdinha com fetiche com um milico fardado não está no gibi… podemos apenas imaginar o que seus terapeutas escutam no consultório! Flávio Bolsonaro rebateu bem essa turma:

Entendo a esquerda associar militares a ditadura, afinal assim foi em Cuba, Venezuela, Coreia do Norte… Não se preocupem, Bolsonaro não é Fidel, Chaves (sic) ou Kim. Bolsonaro é democrata, defende menos intervenção do Estado, não apoia MST, não desarmou a população e respeita a CF/88.

Mas coerência nunca foi o forte da esquerda, que vive da estética, das narrativas. E por isso que nove partidos, em nota, pediram “vacina no braço, não tanques nas ruas”. Deixando de lado que o Brasil é o quarto país que mais vacinou no planeta, esse tipo de mensagem dá uma baita preguiça em seres pensantes. Mas o que resta à esquerda sem essa demagogia barata?

Lacrar parece ser a única meta da esquerda. Por isso Luciano Huck não perderia a oportunidade de aderir ao grupo dos “heróis da resistência”:

É tudo muito cansativo em nosso país. Em vez de condenar a ingerência absurda do TSE no Legislativo, ou a campanha indevida de Barroso em prol do sistema atual “inviolável”, que foi violado, nossos “formadores de opinião” preferem investir na narrativa de que Bolsonaro é um golpista. Será que ainda tem quem caia nessa ladainha?!

Sempre enfrentei, mas medo mesmo eu tenho é dos canhões do PT e do PSOL…

4 pensou em “O FETICHE DA ESQUERDA COM OS MILITARES

  1. Depois da deixa do Graziano, teve um TromPetista (não importa o nome) idiota que quis entrar para a história como o cara que parou o comboio militar, ou teria morrido como um herói da resistência.

    Foi preso pela PM do DF e seu trompete, este sim, devidamente amassado pelo comboio. A esquerda brasileira, que não pode ver uma vergonha, que quer passar, fez uma vaquinha para repor o tal trompete ao idiota Petista (redundância).

  2. Em abril de 1964, muitos “valentes” que latiam estridentemente tiveram que bater os calcanhares nas bundas quando saíram em desabaladas carreiras rumo à uma embaixada salvadora. Teve “macho” que se vestiu de mulher para conseguir êxito em sua fuga para o Uruguai.. Cães vira latas que infernizam com seu latidos barulhentos e fogem desesperadamente no primeiro bater de pé !

  3. Quem acompanha sites militares sabe que a base dos Astros 2020, lançadores de mísseis que alcançam mais de 300 km, e são de saturação, ou seja, muuuiiitooos ao mesmo tempo, entende o quanto é ridículo esse mimimi. Para assustar mesmo esses esquisitos, bastava por a base em alerta. Dista uns 70 km da sede desses estranhos. E os enviesados preocupados com blindados da marinha. Tenham dó. Ninguém pensa nisso, e se pensassem não desfilariam. Entendem? Para os que acham que tudo é preparação para golpe, meninos, leiam 1964: A conquista do estado. Não foi rompante de nenhum General. Foi o PIB, principalmente financeiro e industrial, a elite pensante e a grande mídia da época. A instalação de um governo militar foi consequência, não ato. Alguém vê algo pelo menos parecido com isso hoje? Ora, francamente…Aos livros cambada! Se souberem o que são.

  4. O medo da esquerdalha é que chegaram em Brasília mais 2500 homens que defendem o Brasil, isto é um perigo para os canhotos….

Deixe uma resposta para Paulo Terracota Cancelar resposta