O ET TARADO

Desde os primórdios, as grandes nações colonizadoras priorizaram o serviço de inteligência e informações, os espiões, os 007s. Os navegantes da Escola de Sagres, os descobridores, não passavam de um destacamento precursor em buscas de terras a serem exploradas. Na era moderna, o Trump não vive sem espionagem. Existe uma horda de espiões travestidos de ongueiros e religiosos embrenhados na Amazônia mapeando nossas riquezas. Astronautas são espiões “Hi-Tec”.

Assim como nós, terráqueos, ansiamos desvendar o Universo, outros mundos distantes têm agentes nos espionando e nós não percebemos. Na Terra existem extraterrestres que enviam informações para seus planetas. Nós não damos conta de quem seja, pode ser um vizinho, ou uma pessoa próxima. Recentemente fui visitar o amigo Frederico, internado num hospital psiquiátrico; a expectativa de receber o tal do precatório deixou-o avariado da cabeça. Ele mostrou-me um papel cheio de desenhos, garranchos, que achou no lixo do Hospital. Afirma ser documento de um E.T. Ele me garantiu que passou uma semana trabalhando para decodificá-lo e deu-me para que eu lesse o que conseguiu decifrar. Ele mesmo digitou no computador do hospital. Eis o documento decodificado:

“SUPREMO AHNIUQOD. Grande Chefe do planeta ATOX 666.

Desci do disco voador travestido de humano, estou na Terra, precisamente no Brasil, em uma cidade com o nome Maceió (vide mapa), onde vivem mais de um milhão de terráqueos. Existe uma faixa de areia branca chamada praia, repleta de uma planta alta e bonita, os coqueiros. A praia fica entre os prédios de moradia e o mar, uma vastidão de água salgada, não presta para os humanos beberem. A boniteza da cor desse mar, não se sabe se azul ou verde é impressionante, deve haver uma magia, deixa todos felizes, aqui o povo é bom e alegre. As terráqueas costumam deitarem-se na areia branca para se queimarem com os raios do Sol. As fêmeas daqui não são como as nossas, feito tábuas, pranchadas e verdes. As fêmeas daqui têm curvas, dá vontade de alisá-las, de agarrá-las; os terráqueos machos chamam de gostosas. As duas curvas da frente têm o nome de seios, ficam à mostra pelos decotes. As duas curvas maiores ficam por trás e abaixo, são chamadas de bunda. É muito bonita. Não existe no Universo coisa igual, os terráqueos gostam muito, mas nem todos podem pegá-las, alisá-las. Na praia as fêmeas usam uma tanga para mostrar os seios e a bunda. Ao ver um terráqueo passando óleo nas pernas e na bunda de uma gostosa deitada, pensei que eu também podia e alisei a bunda da fêmea; levei uma tapa na cara. Tive que desligar meu dispositivo de sensibilidade sexual endurecido. Tenho muito a aprender.

RIQUEZA – Existe muita riqueza, mas ela está nas mãos de poucas pessoas, os ricos. Esses ricos têm dinheiro e propriedade. A riqueza é mal dividida entre os terráqueos. Neste lugar onde estou, Maceió, tem açúcar, petróleo, salgema, coco e muitas outras fontes de riquezas, inclusive o turismo; por ser uma terra belíssima difícil de existir igual em todos os universos. O povo é dócil, os políticos, representantes do povo, fazem o querem. Eles vivem brigando pelo poder e roubam muito, até merenda de crianças. Se esse roubo acontecesse em nosso planeta, seriam condenados à morte.

Senhor Supremo, depois de três dias volto a escrever informações: Tudo continua como antes, estou ainda travestido de humano e me dando bem. Todos os dias, eu descubro mais costumes sobre as fêmeas. Fico no calçadão da praia apreciando elas passarem, com vontade de agarrar aquelas maravilhas. Quando tirei do bolso dinheiro daqui que falsifiquei para pagar uma bebida deliciosa chamada cerveja, uma fêmea, conhecida como rapariga, me abordou perguntando se não queria fazer um programa. Perguntei o que era programa e se eu podia alisá-la, Ela sorriu e falou no meu ouvido o que faria comigo. O sensibilizador estremeceu, fui para o apartamento do hotel.

Supremo, vocês no planeta ATOX 69, não podem imaginar o que seja transar aqui na Terra; não é feito aí que os filhos nascem em chocadeira. Aqui o macho e a fêmea se abraçam, é bom demais. Para evitar engravidar e não pegar doença, as raparigas exigem que eu use camisa de Vênus. Os nossos amigos de Vênus já estiveram por aqui, e trouxeram essa camisa, vou investigar.

Nesse momento estou no quarto do hotel esperando as raparigas, contratei duas. Vou passar a noite raparigando, é a melhor coisa do Universo. Depois eu conto com mais detalhes. Vou mandar essas informações, via Internox com cópia para o DR. Um abraço do subordinado. RAMLIG– 21.”

Essa foi a possível tradução do documento achado por Frederico. Depois que decodificou o papel achado no lixo, ele quer ir à ONU. Confidenciou-me convicto que o Hospital psiquiátrico está infiltrado de extraterrestre. Até seu médico, de barbicha bonita, o competente Dr. José Moreira, Fred tem certeza e prova, é um E.T. é esse cara que recebeu a cópia, o tal do DR.

3 pensou em “O ET TARADO

Deixe uma resposta