A PALAVRA DO EDITOR

Este Editor no seu exercício diário de abestalhar o mundo

Um leitor desta gazeta escrota fez um comentário trocando meu ofício de editorzinho  safado por “jornalista”.

Um rebaixamento inominável, haja vista o nível do jornalismo banânico dos dias atuais.

Minha ocupação de fuxiqueiro em tempo integral foi ofendida de forma pesada.

Quem quiser me ver puto, é só me chamar de “jornalista”.

O leitor escreveu o seguinte, com parêntesis e tudo, se referindo a mim:

“Te manca JBF (jornalista bolsonariano fanático)”

E deu um novo sentido para a sigla JBF, que designa o Jornal da Besta Fubana.

Bom, ainda bem que o leitor não me tachou de “jornalista luliano”.

Ufa!!!

Aí seria uma ofensa imperdoável.

Uma injúria de lascar.

Conversei com Chupicleide sobre o assunto e ela deu mais um significado para a sigla JBF:

– Esse leitor é um Jumento Bostífero Ferrenho.

Vôte!!

Dei uma bronca nela e ordenei que não fizesse isso nunca mais.

Todo leitor tem espaço aberto nesta gazeta pra me esculhambar à vontade.

Mas eu não permito que ninguém da minha equipe esculhambe com qualquer leitor.

Na verdade, quem ficou muito ofendido com a frase de Chupicleide foi o nosso jumento Polodoro.

Ele relinchou de raiva e deu um coice nela.

Chupicleide pediu desculpas e os dois fizeram as pazes.

Polodoro e Chupicleide numa boa

11 pensou em “O EDITOR É REBAIXADO DE POSIÇÃO

  1. Abestalhado Editor Berto.
    Desde que me tornei um abestalhado leitor assíduo desta Gazeta Escrota.
    Foi como encontrar o sal para o alimento insosso.

    Aqui encontramos as terras férteis. As já cultivadas. As que produziram os excelentes frutos, prontos para serem colhidos.

    Um bom exemplo do que esse leitor fez. Colocando você à “Um rebaixamento inominável”.
    Seria compará-lo ao dito que você está sempre citando: ” de idiota e mato, o mundo está cheio”.

    Complementando, se você me permite. Criaram o “Prêmio Darwin” para o mais idiota do mundo.
    Certa vez o Umberto Eco disse: “As redes sociais deram voz aos imbecis”.

    Nobre e eloqüente “editorzinho safado” conte com os leitores e admiradores do “fuxiqueiro em tempo integral”.

    Nosso apoio e solidariedade à Chupicleide e Polodoro.

    Um ótimo sábado para todos.
    Véspera de Todos os Santos. Para combater as bruxas daqui e as que vem dos istrangeiros.

    • Os 3 luizes (Berto, Freitas e Sancho)

      Tento comprementar os dizeres do meu xará:

      Minha esposa diz para eu evitar más influências, mas eu ignoro porque não quero perder todos os fubânicos amigos.
      Quem não presta são meus amigos do JBF; eu? Eu só ando com eles.
      Ter um amigo fubânico é ter alguém para cometer certas idiotices…

  2. Berto, você se enganou. Eu me referí ao jornalista que postou e não a você. Porisso o “Jornalista” (Aliás a sigla é uma bela coincidência). Se eu um dia te xingar vai ser como “editor”.

    Gostaria que, a bem da verdade, você retificasse o seu post. Mais uma vez: não foi endereçado a você. Basta ler.

    • Basta ler. Foi endereçado ao Constantino. Direito meu discordadr dele e colocar uma alcunha (sem palavras chulas, claro). Você e o Polodoro se enfureceram à toa.

      • Tá feito o registro, meu caro

        Vou avisar pro Constantino que você estava falando dele.

        Meu “furor” já sumiu!!!

        E Polodoro já parou de relinchar.

        Existem os pontos de interrogação e de exclamação.

        Mas é uma pena que não exista o ponto de ironia…

        Saiba que é um privilégio contar com leitores do seu quilate nesta gazeta escrota.

        Quando quiser, além do espaço dos comentários, use também a seção de cartas pra expor seu pensamento.

        Abraços e um excelente final de semana.

  3. Caro Berto, Francisco é um querido leitor lá dos pampas que muito nos prestigia com sua presença. Tem um modo de escrever e interpretar a que era chamada por Bilac de “Última flor do Lácio, inculta e bela” .

    Disse que basta ler (agora o chamou de iletrado). Então vamos lá:

    “Te manca, Constantino, te manca JBF ( jornalista bolsonariano fanático)”

    É, ele não tem muita intimidade com a inculta e bela.

    • Você estaria correto se não fosse o texto entre parêntesis, obviamente dedicado ao Constantino.

      Nem tento considerar-me acima das solas do sapato de Bilac.Não espere de mim construções no melhor português, apenas o que sinto em relação ao material que leio, E que pode estar errado como aquela do Papa, lembra?

      Afinal erro fluentemente em português, iinglês e espanhol.

      Não costumo me arrepender do que falei, mas me arrependo de não ter falado o que penso. Mas obrigado pelo “querido leitor”.

      Agora, o “basta ler”, foi entendido pelo Berto.

  4. JBF ( jornalista bolsonariano fanático)?

    Fazendo pequena alteração, para alegria do Goiano, do Famigerado, do Vermelhão e do Francisco, poderíamos ter JBF ( Jornalismo Bolsonariano Fanático ou Jornalismo Bolsonariano Fantástico – ao gosto do freguês).

    • Perfeita a sua colocação, prezadissimo Sancho. Touché.
      😊😊😊😊😊😊😊
      Como toda moeda tem dois lados, as siglas podem ter mais de um significado. No caso, o meu e o da maioria.

      • Prezadissimo Sancho para prezadíssimo Francisco,
        Uso frase de António Lobo Antunes em uma entrevista: “Dois homens, quando são homens, estão condenados a entender-se, não é?”

Deixe uma resposta