PERCIVAL PUGGINA

Escrevo tomado por uma dúvida matinal. Devo acreditar no que percebi e entendi pessoalmente enquanto o presidente lia seu discurso na ONU, ou no que me estão a repetir os grandes meios de comunicação do país a partir daquele momento?

O alinhamento geral com determinada causa política cria e cristaliza em nossas comunicações sociais situações que deveriam constranger consciências profissionais bem formadas.

Seria ridículo, não fosse tal conduta vista, internamente, como atividade missionária, quase religiosa, pastoral, dever de ofício por motivações supostamente nobres… Embora sejam o inverso disso. Chega-se ao absurdo de criticar a fala presidencial por não apontar mazelas do país, o que significaria reproduzir o discurso da mídia, da oposição, ou da maioria petista no STF, cotidianamente servido aos desavisados. Talvez desejassem que a tarefa de falar pelo Brasil fosse cedida a um editorialista do Estadão ou da Folha, ou a Bonner, ou ainda ao garoto Felipe Neto. Aí sim, na perspectiva da mídia, o Brasil teria cumprido seu papel perante a nação e o mundo.

Arre! Não estou exagerando. Descrevi exatamente o que essa mídia militante desempenha de modo cotidiano, em favor de sua causa e contra a imagem do país.

O presidente fala, a bolsa sobe e o dólar cai, mas a mídia vai ouvir operadores do mercado para os quais esse movimento nada tem a ver com a fala presidencial. Igual ao que faz sempre que busca algum “perito” ou “cientista” para opinar sobre assuntos a respeito dos quais os veículos já têm opinião formada e alinhada com sua própria militância.

Foi demais para esse tipo de jornalismo ouvir um discurso bem feito, tanto para o público interno e externo, apresentando o Brasil de modo positivo (coisa que tinha o dever institucional de fazer!). Havia consistentes razões para Bolsonaro assim se manifestar. E nenhum para fazer o contrário. Muitos outros chefes de Estado e de governo e diplomatas também são manipulados pela desinformação que cerca o Brasil desde que a esquerda, a contragosto de sua parceria mundial, perdeu a hegemonia aqui.

Durante oito anos, tive a privilegiada experiência de escrever inúmeros discursos para governadores aqui no Rio Grande do Sul. Sei, portanto, como se constroem esses pronunciamentos a partir de predeterminados objetivos externos e, por vezes, internos. A fala do presidente foi muito bem estruturada. Sintética, conteve o essencial. Mostrou o que mais mudou, de quem nos aproximamos e de quem nos afastamos, em que direção vamos e o que proporcionamos aos interessados, sejam migrantes ou investidores.

Deixou à imprensa a semeadura do desânimo, a roupa suja e a tarefa cotidiana de falar mal do Brasil.

14 pensou em “O DISCURSO NA ONU E A MÍDIA MILITANTE

  1. Vale a leitura …

    Depois de afirmar que BOLSONARO não tem a mínima capacidade de dar um rumo ao nosso país, o ESTADÃO recebe uma resposta da qual jamais esperou vir de um engenheiro civil, especialista em Marketing pela ESPM do Rio. Um Pernambucano que também não tem papas na língua, e fala das coisas como elas realmente são.
    O texto diz o seguinte:

    “É incrível como um jornal da tradição e tamanho do Estadão continue cego às evidências! Preso a um passado que se desmancha, frente a um presente que seus anacrônicos editores se negam a enxergar!
    O mundo muda numa velocidade estonteante.

    A mídia impressa caminha para a falência. Nem o exemplo da editora Abril serviu para lhes abrir os olhos.
    Acorda Estadão!

    Bolsonaro não governará, nem indicará “rumos”, através de discursos eloquentes, retórica brilhante, embromação de longas palavras. Bolsonaro governará com a mais poderosa forma de liderança que o mundo conhece: O Exemplo e a Verdade!

    Vocês são de um tempo em que a admiração por longuíssimos discursos, de uma, duas ou até três horas impressionava as massas e hipnotizava os jornalistas! Era o tempo do fanatismo aos discursos de Fidel Castro, Carlos Lacerda e Leonel Brizola!

    Acorda Estadão! Este tipo de comunicação ACABOU!

    ✅ 99% dos jornais erraram suas previsões sobre a possibilidade de vitória de Bolsonaro.
    ✅ 99% das televisões erraram em seus comentários sobre as chances de Bolsonaro vencer.
    ✅ 99% dos Institutos de Pesquisas apostavam que Bolsonaro perderia para qualquer candidato no segundo turno.
    ✅ 99% dos políticos e partidos deste país não acreditavam na possibilidade de Bolsonaro vencer as eleições.
    ✅ 99% dos jornalistas deste país, zombaram de Bolsonaro e riram de suas fraquezas, quando, de forma franca e verdadeira, dizia que não conhecia de economia e iria deixar esta área estratégica nas mãos de um competente economista.

    Todos quebraram a cara! Achavam ridículo um candidato à presidência se apoiar numa citação bíblica para tocar sua campanha. Mas, ele continuou pregando perante multidões crescentes: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.”
    Nada mais verdadeiro que isso!

    Jornais como o de vocês, do velho Estadão, continuam na anacrônica elaboração de editoriais de 1000, 2000 ou 3000 caracteres! Gastam papel em vão! Mas, estão sem saída.
    Isso porque se negam a acordar perante a nova política.
    A política verdadeira. Aquela que nega a “articulação”. Que nega as mentiras. Que nega a “embromação”.
    Acorda Estadão!

    Tanto vocês quanto o jornal “O Globo” baixam desesperadamente o preço da assinatura de R$ 109,00 para R$ 29,00 reais, tentando vender jornal impresso por R$ 1,00 a edição, e não conseguem atrair os consumidores.
    Estão apavorados com a falência eminente da ex-gigante FOLHA DE SÃO PAULO? Acorda Estadão!

    Não é baixando os preços e prometendo entrega gratuita que farão ressuscitar os Cadernos de Classificados, que chegavam a pesar mais de 1 Kg de papel impresso. Hoje, são só 300 gramas, caminhando para “Zero”.

    Ninguém se sente satisfeito em gastar horas lendo um jornal escrito por professores, intelectuais, doutores, jornalistas, todos sem prática! Todos teóricos! Todos que compõem os 99% dos que apostaram contra a vitória de Bolsonaro! Viajantes de uma “Época” que ACABOU!

    O povo está cheio de suas opiniões pessimistas! O povo quer esperança! O povo só quer a VERDADE!

    O povo já não se influencia pelas armações de seus jornalistas, que buscam unicamente arruinar o mandato de um Presidente eleito de forma democrática.

    No editorial em que ofendem a imagem de nosso presidente, vocês afirmam a impossibilidade de ele dar “rumo” ao país. Se esse “rumo” significa fazer articulação, toma lá dá cá, ou maracutaias como em outros governos, certamente que esse “rumo” não vai acontecer. Podem apostar!

    Sou sincero em dizer, que não desejo o mal a tão tradicional órgão de imprensa. Mas, se puder lhes dar um conselho de leitor, lhes diria: Tomem outro rumo!

    John Kirchhofer
    Repassando, Copiei e colei para poder passar para 5 pessoas, pois estava limitado a 1.

    NÃO ESQUEÇA DE COMPARTILHAR!!!
    🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷
    Não podemos dar audiência a quem trai nosso país!

    • Estar doente de ódio em relação a Bolsonaro é ler o que o Eng. Kirshhofer escreveu e ver somente a fala de um “Bolsomínion”. É ler e não entender o que está escrito, pois o ódio o consome.

      Infelizmente temos um comentarista neste espaço que está acometido deste mal. É inteligente, articulado nas palavras, quando o assunto não envolve Bolsonaro, mas quando envolve o conservadorismo ou o Governo Federal, torna-se outra pessoa; incapaz de interpretar um texto ou raciocinar.

      Eu acredito que v. possa ver a verdade, caro C. Eduardo.

      • É inteligente, articulado nas palavras, quando o assunto não envolve Bolsonaro, mas quando envolve o conservadorismo ou o Governo Federal, torna-se outra pessoa; incapaz de interpretar um texto ou raciocinar.

        Eu acredito que v. possa ver a verdade, caro C. Goiano Eduardo.

        Sabe, João,

        Quanto mais tento entender o Eduardo, mais ele se parece, a meus olhos o GOIANO. Será impossível ser a mesma pessoa?

        João, reveja suas próprias palavras, com as quais comecei meu comentário e verás que POSSUO alguma razão.

        • Caro Sancho, eu tenho que ser coerente com meus pensamentos e ações, mesmo a de alguns anos atrás.

          Quando John Doe e suas vertentes andava aqui por estas bandas eu cheguei a implicar com o Goiano, que ele seria a mente por trás destes pseudônimos infames.

          O Goiano dizia que não, eu não me convencia. Aí tirei a duvida com o nosso querido Berto, que pelos emails que recebe, disse não serem a mesma pessoa.

          Eu, nutrido de genuíno sentimento de culpa, pedi desculpas ao Goiano e o mesmo foi muito gentil, dizendo que relevava.

          A partir daí eu rechaço que ele possa assumir outra identidade. Goiano, eu já disse várias vezes, era doente de amor pelo Lulla, o que o próprio reconhecia.

          C. Eduardo já disse várias críticas ao Lulla, coisa que Goiano em em pensamento poderia admitir.

          Goiano foi embora deste espaço, pois provavelmente não se sentia bem. Assim como Altair Pinheiro se foi. Vida que segue.

          Portanto minha convicção, até que me convençam do contrário é que são criaturas distintas.

  2. “Bolsonaro governará com a mais poderosa forma de liderança que o mundo conhece: O Exemplo e a Verdade!”
    A inflação acumulada em 12 meses no Brasil é 9,68% (IPCA) e 31,12% (IGPM)
    O Brasil pode garantir energia segura para empreendimentos que precisam expandir ou instalar-se no Brasil?
    A reforma dos impostos que está no Senado aumenta ou diminui a carga tributária? Não tenham vergonha de responder “não sei” o Governo também não sabe. Todos os tributaristas afirmam que aumenta.
    A taxa de juros básica que chegou a 2% em agosto de 2020, Já está em 6,25 e será aletrada (provavelmente) em 1% em 26/10 e 07/12. A expectativa do Boletim Focus é que esteja em 8,5% no fim de 2021. O BC faz o trabalho dele, quem não está fazendo seu trabalho direito é o Governo Federal que cria uma crise nova a cada dia, gera instabilidade e desvalorização do Real que alimenta a inflação.
    O Governo não pagar o que a justiça determina (precatórios) é calote?
    Governo Central não cumprir determinação judicial transitado em julgado, dá segurança para quem deseja investir no Brasil?
    O crescimento do PIB projetado (relatório FOCUS) para 2021 que já foi 5,3% já está em 5,04%. Para 2022 o Fundo projeta 1,7%. O Banco BTG, notadamente bolsonarista, projeta para 2022 1,5%, Itaú 0,5%
    Comparando com as projeções do FMI para outras nações em 2021: (Economias desenvolvidas 5,6%)USA 7%; França 5,8%; Reino Unido 7%; Canada 6,3%. (Emergentes 6,3%) China 8,1%; Índia 9,5%; México 6,3%.
    Projeções do FMI para 2022: (Economias desenvolvidas 4,4%) USA 4,9%; França 4,2%; Reino Unido 4,8%; Canada 4,5%. (Emergentes 5,2%) China 5,7%; Índia 8,5%; México 4,2%.
    Desemprego em 14%
    Se não é responsabilidade do Governo Federal coordenar o trabalho de combate à pandemia da Covid19 (como alegam os bolsominions), por que o Presidente insiste em defender determinadas medicações? Por que não cria um conselho de médicos e cientistas notáveis para evitar que o Brasil continue sendo um dos maiores casos de mortes por milhão de pessoas?
    O que está relatado acima é mentira?
    Aposto que esse Kirchhofer nasceu num gabinete do Palácio do Planalto e não tem CPF. É mais uma mentira.

  3. Já vou antecipar aqui a maioria dos comentários a seguir. Vão dizer que o MInistro Tapa-Buracos continua trabalhando incansavelmente, que pavimentou mais 20km de uma estrada, que inaugurou 2 pontes, que licitou um novo trecho de ferrovia que um dia poderá virar realidade, quando tivermos um governo confiável, que não desrespeita decisões juduciais e tem um programa de governo claro com início, meio e fim.

      • Canse não João Francisco, você é um dos poucos que procuram defender o Miliciano com argumentos, a maioria usa apenas xingamentos. O Capitão está cada vez mais só, vitima da sua ignorância indefensável. Os mercenários serão os últimos a abandonar o Psicopata, mas também abandonarão, porque não há dinheiro que pague a destruição da pouca dignidade que resta dentro deles. Quem são os mercenários? São muitos, pessoas físicas e jurídicas que vendem sua reputação, até a boa imagem pública em troca de pagamentos e promessas. Promessas que não serão cumpridas, como não foram cumpridas as promessas de campanha. Não faltam pessoas que foram abandonadas pelo Ignorante. Quantos políticos, generais e pessoas públicas que foram usadas para atingir o trono e depois de usadas foram descartadas sem dó nem piedade. E como bom psicopata trai depois acusa as vitimas de traição. Freud explica.
        Um brasileiro de boa-fé não quer que seus compatriotas sofram com esse desgoverno por mais tempo. Infelizmente a continuidade dessa desordem governamental poderá levar a troca do incapaz corrupto pelo corrupto incapaz. Está na hora das pessoas responsáveis e com capacidade de enxergar o mundo real, mandarem essa dupla diabólica de volta para de onde vieram.
        Em 22 nenhum dos 2

        • Então, caro C. Eduardo, é isso que cansa. Um monte de narrativas, conversas, nenhum dado concreto, ódio, bílis. Não tem argumentos, não dá nome aos bois, datas, fatos, nada. Só argumentos pueris de aluno que há 10 anos faz faculdade de humanas e só frequenta o Diretório Acadêmico da escola.

          Então, volto a repetir: senta lá Cláudia que eu tenho mais o que me preocupar.

          Que Deus tenha misericórdia de ti, pois prevejo um futuro mais triste do que é o seu atual presente.

          • João,
            C Goiano Eduardo assim escreve sobre João: você é um dos poucos que procuram defender o Miliciano com argumentos, a maioria usa apenas xingamentos.

            Sobre os xingamentos que ele, C. G. Eduardo, profere referindo-se ao presidente da República nem uma palavra do mesmo sobre si mesmo?

            Só ele possui o direito de ofender a outrem? Interessante…

          • “Um monte de narrativas, conversas, nenhum dado concreto, ódio, bílis”

            Típico Bolsominion. Acabei de mandar um texto recheado de números e até datas, fatos incontestáveis e você vem acusar a mim, da estratégia bolsominion. É isso, a logica é inverter as coisas, como falei. Não dou nomes, como você gostaria, por educação e porque não é necessário, todos conhecem os mercenários vendidos a esse projeto de destruição. Alguns velhos que jogam no lixo a reputação em troca de vantagens ou ignorância total. Os bolsomininos não são exclusivamente mercenários ou ignorantes, tem de tudo, mas os dois tipos mencionados predominam.

            • V. mandou dados de inflação, que está alta no mundo inteiro em função do aumento da demanda por energia, alimentos e commodities.

              O crescimento do Brasil, segundo o FMI, vai muito bem. Só este ano foram gerados mais de 1,8 milhões de empregos formais.

              Então, não vamos discutir números.

              Quanto aos precatórios. O Governo tinha uma expectativa baseado em anos anteriores de 40 bi, de repente (final de junho) este número dobrou. É óbvio que tal mudança mexe com o orçamento, que não pode ser alterado de uma hora para outra. Tal situação já está sendo organizada junto ao parlamento e não, isso não é uma pedalada, pois foi uma despesa que não era prevista.

              Está na hora de v. provar (atentou para a palavra?) onde houve corrupção no atual governo ou parar de falar idiotices.

              • Olha o que você diz: “O Governo tinha uma expectativa baseado em anos anteriores de 40 bi, de repente (final de junho) este número dobrou” Um governo sério não tem que ter expectativa nenhuma ele tem que acompanhar os processos e saber o quanto é devido em cada momento. É querer demais de um Psicopata que ele se preocupe com coisa séria.
                Governo incompetente que usa os órgãos da controladoria, advocacia, procuradoria apenas para defendê-lo dos absurdos diários do Presidente, nunca sabe de nada do que se passa, fica refém da ignorância de um maluco que ao invés de governar para o bem do País, só quer saber do que não interessa. É o estadista as avessas. Os precatórios são questões que um Governo sério deveria ter controle regular dos processos, saber em cada instante o andamento e o orçamento das causas. Não sabe. O Ministro que não gosta de trabalhar, disse que apareceu um meteoro que ele nem sabia que existia. Na verdade, o Ministro não conhecia o trajeto do meteoro e o Presidente nem sabia que existia meteoro, ele nem sabe o que é precatório. O Presidente deveria estar andando de moto quando foi avisado do meteoro e nem ligou. Continua andando de moto e pouco se lixando para o orçamento.
                João Francisco, pare de defender um elemento que fala: “A covid apenas encurtou a vida das pessoas por alguns dias ou semanas” Um bandido que não tem sentimento por 600 mil brasileiros que se foram, muitos pela incompetência desse criminoso.

Deixe uma resposta