A PALAVRA DO EDITOR

Recebi de um amigo pelo zap e repasso pra vocês.

Música brasileira e belas imagens coreográficas.

Acontecido em Kyoto, no Japão, lá do outro lado do mundo.

Tocante, vibrante, lindo, fofo, comovente.

Para alegrar e embelezar o nosso sábado.

Um excelente final de semana para toda a comunidade fubânica!!!

10 pensou em “O BRASIL LÁ NO JAPÃO

  1. Os japoneses adoram a música brasileira.
    A Bossa Nova sempre foi mais entendida no Japão do que no Brasil.
    Muita música de Bossa Nova foi lançada somente no Japão, enquanto
    os ” entendidos ” no Brasil ficavam classificando a Bossa Nova como música
    desafinada e de cantores sem capacidade vocal.
    Nos EEUU. a bossa nova foi entendida e apreciada pelos
    maiores músicos de Jazz e foi incorporada em muitas composições
    apreciadas até o dia de hoje.
    Eu sempre digo: A bossa Nova nunca foi entendida pelos brasileiros.
    João Gilberto e Jobim, considerados gênios na musica mundial , nunca
    tiveram aqui o reconhecimento que merecem ainda hoje.
    Trabalhei com musica e discos durante muitos anos e
    sei o que estou falando.

    • Malditos ninjas cortadores de cebola!!!! Chorei para karáleo!!!! Velho emocionado é uma zerdha!!!!! Se o Berto continuar com essa onde emotiva vai ser phodda!!!!!

  2. Parabéns Berto pra você e seu amigo. Por esse presente vindo da terra do sol nascente. Belo e triste ao mesmo tempo. Começar pelo triste, porque constatamos que estamos muito longe de elegermos nossa cultura como instrumento educativo e libertador do povo. Todo esse aparelhamento ideológico de esquerda, só serviu para derreter a massa cinzenta das pessoas cooptadas, seja na área da educação, nos lares, nas cidades, por todo País, enfim, onde a mentira, a falsidade e o engôdo substituíram a verdade. Falando então do belo. Porque, constatamos iniciativas como essa em diversos Países do mundo. Estrangeiros valorizando nossa cultura de um modo geral, não só a música. Essa tão linda como muitas. Mas, enxergando a riqueza cultural e folclórica do nosso Brasil. No primeiro momento, quando vemos o vídeo nos enchemos de orgulho, e até pensamos: o Japão poderia ser o Brasil que deu certo. Os bons exemplos povoam o nosso planeta. Só nos resta saber, quem quer segui-los.

    • Sempre comentei dentro do rol dos amigos caminhoneiros, que o certo seria que nosso presidente, qualquer presidente, se REALMENTE quisesse que o Brasil desse certo, deveria importar profissionais japoneses, alemães, norte-americanos e israelenses para assessoramento ao corpo técnico de cada MINISTÉRIO. Aí sim, o Brasil iria deslanchar.

Deixe uma resposta