DEU NO JORNAL

O ex-governador Geraldo Alckmin foi denunciado, nesta quinta-feira, por falsidade ideológica eleitoral, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A ação foi apresentada pelo Ministério Público de São Paulo no âmbito da chamada Lava Jato Eleitoral, um desdobramento da operação no estado.

* * *

Com uma denúncia constando de três itens, o tucano Geraldo Xuxu Alckmin ganhou de Lula, que foi condenado por apenas duas, corrupção e lavagem de dinheiro.

Se eu estiver errado, que o jurista luleiro Ceguinho Teimoso me corrija.

O fato é que o item “falsidade ideológica eleitoral” deixou Lula morrendo de inveja.

De acordo com a denúncia, Alckmin recebeu R$ 2 milhões em dinheiro vivo da Odebrecht na campanha ao Palácio dos Bandeirantes em 2010.

E mais R$ 9,3 milhões quando disputou a reeleição, em 2014.

Em dinheiro vivo, não custa nada repetir.

Uma ninharia pros padrões banânicos.

A Odebrecht é um exemplo fantástico de tolerância ideológica: comprava tanto mercadoria petista quanto mercadoria tucana.

Se era corrupto passivo, a empresa não queria nem saber de que lado o vendido estava.

Um belo exemplo, uma verdadeira aula de administração de grande empresa.

Veja, Aiquimim: nóis dois forma uma dupra do carai”

5 pensou em “NO FURICO DO TUCANO

  1. Gilmar Mendes deve estar aflito para parar logo com este “ataque” ao ninho tucano.

    Haja pano para os jornalistas comentaristas “isentos” passar para limpar esta sujeira que enfim começou a aparecer. Bastou o Moro sair do governo e mudar a direção da PF.

    • Pô, JF, é tudo mera coincidência!!!!!!!

      E, quer saber? Esses caras (boto minhas duas mãos no fogo) são inocentes.

      O Brasil é o único, e disse ÚNICO país no mundo em que todos os políticos são honestos. Tenho dito!!!!

  2. E não é só com petistas e tucanos. A Odebrecht, assim como outras companheiras suas, são amiguinhas de todos os governos desde o tempo do Médici e do Geisel.

Deixe uma resposta para Nikolai Hel Cancelar resposta