DEU NO JORNAL

Enquanto o voo 2062 da Gol taxiava no aeroporto Santos Dumont para a viagem Rio-Brasília, às 8h55 desta segunda (17), os passageiros constatavam como se respeita e como se desrespeita dinheiro público: na pista, dois jatos da FAB aguardavam autoridades tipo Rodrigo Maia, presidente da Câmara.

No voo de carreira, seguia o mais importante ministro de Bolsonaro, Paulo Guedes (Economia), mostrando a deputados folgados como é fácil respeitar quem paga impostos.

Paulo Guedes embarcou sozinho no voo da Gol, sem seguranças ou assessores.

Viajou sem ouvir piadinhas, lorotas, nada.

Em paz.

* * *

Procurado por esta gazeta escrota para comentar o fato, Lula declarou que isso é coisa de ministro de um governo fascista e reacionário.

Quem tem que viajar de avião são os pobres que eu transformei em ricos“, disse o proprietário do PT, condenado por corrupção e lavagem de dinheiro.

Condenado injustamente e sem qualquer prova, segundo Ceguinho Teimoso.

Procurada pelo JBF, Gleisi Hoffmann, gerente do estabelecimento luleiro, declarou que não podia fazer comentários porque estava ocupada tentando rasgar o furico com o dedo.

De raiva.

1 pensou em “NAS ASAS DA GOL

  1. Gleisy, quando ministra só viajava de FAB.

    Agora, uma simples deputada federal viaja na primeira fileira, entra primeiro que todos, na frente até de cadeirantes e é ladeada sempre por um ou mais seguranças.

    Quanta diferença.

Deixe uma resposta