NÃO TEM COMO NEGAR: É ARGENTINO MESMO!

* * *

Argentino não deixa de ser argentino nem quando vira Papa.

Agride até uma fiel em público.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

Em compensação, tem outro tipo de gente que ele trata bem que só a porra.

22 pensou em “NÃO TEM COMO NEGAR: É ARGENTINO MESMO!

  1. O verdadeiro Papa da Igreja Católica Apostólica Romana é o Bento XVI.

    Ainda virá à tona a verdade sobre a renúncia do Papa Bento.

    Está longe de ser aquela retratada no filme da Netflix.

    Francisco será o responsável pelo sisma da igreja Católica.

    • Eu quase ia dizendo Bento XVI renunciou, babaca, mas me contive a tempo, porque é preciso tratar as coisas da Igreja com a indispensável liturgia.
      Basta dizer que ele renunciou e até o momento eu não tive notícia de motivos secretos teóricos de conspiração ou não que não os revelados pelo próprio abdicante:
      “Caríssimos Irmãos,
      convoquei-vos para este Consistório, não só por causa das três canonizações, mas também para vos comunicar uma decisão de grande importância para a vida da Igreja. Depois de ter examinado repetidamente a minha consciência diante de Deus, cheguei à certeza de que as minhas forças, devido à idade avançada, já não são idóneas para exercer adequadamente o ministério petrino. Estou bem consciente de que este ministério, pela sua essência espiritual, deve ser cumprido não só com as obras e com as palavras, mas também e igualmente sofrendo e rezando. Todavia, no mundo de hoje, sujeito a rápidas mudanças e agitado por questões de grande relevância para a vida da fé, para governar a barca de São Pedro e anunciar o Evangelho, é necessário também o vigor quer do corpo quer do espírito; vigor este, que, nos últimos meses, foi diminuindo de tal modo em mim que tenho de reconhecer a minha incapacidade para administrar bem o ministério que me foi confiado. Por isso, bem consciente da gravidade deste acto, com plena liberdade, declaro que renuncio ao ministério de Bispo de Roma, Sucessor de São Pedro, que me foi confiado pela mão dos Cardeais em 19 de Abril de 2005, pelo que, a partir de 28 de Fevereiro de 2013, às 20,00 horas, a sede de Roma, a sede de São Pedro, ficará vacante e deverá ser convocado, por aqueles a quem tal compete, o Conclave para a eleição do novo Sumo Pontífice.
      Caríssimos Irmãos, verdadeiramente de coração vos agradeço por todo o amor e a fadiga com que carregastes comigo o peso do meu ministério, e peço perdão por todos os meus defeitos. Agora confiemos a Santa Igreja à solicitude do seu Pastor Supremo, Nosso Senhor Jesus Cristo, e peçamos a Maria, sua Mãe Santíssima, que assista, com a sua bondade materna, os Padres Cardeais na eleição do novo Sumo Pontífice. Pelo que me diz respeito, nomeadamente no futuro, quero servir de todo o coração, com uma vida consagrada à oração, à Santa Igreja de Deus.
      Vaticano, 10 de fevereiro de 2013. BENEDICTUS PP. XVI”
      Se alguém tem algo a dizer que não configure teoria de conspiração diga logo para que possamos conhecer a força e pressões que comandam a Santa Igreja Católica e os perigos que correm lá dentro e a gente não sabe.

      • Caro Goiano,

        Você é uma pessoa que não vê nada de estranho na morte do Celso Daniel, que acha que o atentado ao Bolsonaro, se não foi fake (isso é o Lula que diz), foi obra de um louco solitário.

        Então não adianta eu colocar os meus argumentos que indicam a saída repentina de um Papa conservador do Vaticano, para a entrada de um outro progressista que já declarou em entrevista que vê em Jesus Cristo um homem comum com dons superiores e nada mais do que isso.

        Para quem é católico, como eu, comparar Jesus a um ser humano qualquer, negar sua divindade, a concepção de Maria sem pecado e a sua ascensão ao Céu; soa como heresia.

        Vamos deixar nossas crenças para lá, eu com Jesus Cristo e V. com Lula.

        Eu respeito sua escolha e oro por ti.

        Um feliz 2020.

        • Caro João Francisco, espero que o Ano Novo nos traga muita coisa boa, inclusive melhor compreensão da realidade, afastamento das teorias da conspiração e pesquisas das notícias falsas, para não sermos enganados pelos pirados e pelos adoradores de fake news.
          1) Fico assustado com as ideias que as pessoas fazem gratuitamente. Por exemplo, sobre o assassinato de Celso Daniel. Sim, pode haver algo estranho, sim pode ter sido assalto, sim pode ter sido queima de arquivo, mas daí a embarcar em teorias da conspiração, como acreditar de pés juntos que Lula está envolvido no assassinato… É claro que Lula não está envolvido no assassinato de Celso Daniel, quem procura se informar, lê o noticiário, compreende que pode ter havido algo de político, por assim dizer, de vingança, de crime para afastar alguém que de alguma forma estava atrapalhando a corrupção no esquema local da prefeitura e contratos de concessão de transportes públicos, mas quem lê pensando vou dar um jeito de acreditar que foi o Lula que dou matar Celso Daniel está prontinho para acreditar em fadinhas.
          2) Teus argumentos são do tipo dos argumentos que levaram à condenação do Lula: qualquer coisa é prova. Prova cabal. Mais uma ve fico assustado com argumentos desse tipo “é claro que tem coisa, pois um Papa conservador renunciou e entrou outro que é progressista”. Ou seja, Bento XVI está mancomunado com os progressistas? Não é incoerente o conservador sair para “dar lugar” ao “inimigo”?!
          A coisa funciona assim: tu partes da crença em alguma coisa e para confirmar tu te apegas a algo que achas ser mais do que indício, é prova!
          3) Podes indicar a fonte a respeito de o Papa Francisco cometer o sumo absurdo de dizer que Jesus é um homem comum?
          O Papa receberia um impeachment por ir contra os dogmas da Igreja, pois sabemos que são dogmas a respeito de Jesus Cristo:
          Jesus Cristo é verdadeiro Deus e filho de Deus por essência, sendo chamado em Isaías como “Deus Conosco” (Emanuel): “O dogma diz que Jesus Cristo possui a infinita natureza divina com todas suas infinitas perfeições, por haver sido engendrado eternamente por Deus.”
          Jesus possui duas naturezas que não se transformam nem se misturam: “Cristo é possuidor de uma íntegra natureza divina e de uma íntegra natureza humana: a prova está nos milagres e no padecimento.”
          Cada uma das naturezas em Cristo possui uma própria vontade física e uma própria operação física: “Existem também duas vontades físicas e duas operações físicas de modo indivisível, de modo que não seja conversível, de modo inseparável e de modo não confuso.”
          Jesus Cristo, ainda que homem, é Filho natural de Deus: “O Pai celestial quando chegou a plenitude, enviou aos homens seu Filho, Jesus Cristo.”
          Cristo imolou-se a si mesmo na cruz como verdadeiro e próprio sacrifício: “Cristo, por sua natureza humana, era ao mesmo tempo sacerdote e oferenda, mas por sua natureza Divina, juntamente com o Pai e o Espírito Santo, era o que recebia o sacrifício.”
          Cristo nos resgatou e reconciliou com Deus por meio do sacrifício de sua morte na cruz: “Jesus Cristo quis oferecer-se a si mesmo a Deus Pai, como sacrifício apresentado sobre a ara da cruz em sua morte, para conseguir para eles o eterno perdão.”
          Ao terceiro dia depois de sua morte, Cristo ressuscitou glorioso dentre os mortos: “ao terceiro dia, ressuscitado por sua própria virtude, se levantou do sepulcro.”
          Cristo subiu em corpo e alma aos céus e está sentado à direita de Deus Pai: “ressuscitou dentre os mortos e subiu ao céu em Corpo e Alma.”
          4) O Papa Francisco disse que Lúcifer é Deus e pai de Cristo e que Jesus é hum homem comum?
          Oras, claro que não! Só se estivesse pronto para ser internado como completamente louco, como quem acredita nisso!
          https://www.boatos.org/religiao/papa-francisco-lucifer-deus.html
          5) Me dá um desânimo…

  2. Jesus se irritou e reagiu duramente com os vendilhões do templo.

    O Papa também é humano, é menos do que Jesus, e também tem reações humanas em situações extremas, por mais que se eduque para a santidade.

    Tenho muitos, muitos amigos argentinos, são gente boa. Fui à Argentina, adorei o País e sua gente, os argentinos.

    Gosto muito de alfajor também.

    Aprecio o tango e até canto e já gravei alguns.

    É preciso criar um sentimento latino-americano de união, irmandade e até cumplicidade, em lugar de estgabelecer birras e antipatias com Argentina, Bolívia, Venezuela e demais vizinhos do Continente Sul Americano, além de estreitar laços com os demais americanos de origem espanhola.

    O Burro é contra.

    • Goiano meu Caro, É claro que eu sou um dos burros, pois sou
      contra.
      Também estive na Argentina por diversas vezes à serviço, assim com
      na maioria dos países da américa latina. Somente na Argentina
      encontrei um povo hostil ao Brasil e de uma antipatia enorme.
      Numa das minhas chegadas à B,Aires, calhou ser no dia em que
      o ex pres. PERON voltava do seu exílio no exterior. O aeroporto estava contaminado pela
      multidão de fanáticos gritando Peron, Peron …..
      No local de trabalho, um funcionário me perguntou :
      Você gosta de Peron ?
      Eu prontamente respondi : Não, porque gostaria ?
      Os demais funcionários responderam em côro : Os brasileiros são
      imperialistas.
      Não gostei da Argentina, não gostei do seu povo, não gostei
      do famoso churrasco argentino etc…
      A única coisa que me gusta da Argentina é CARLOS GARDEL,
      que para desespero e mágoa dos seus fãns fanáticos nasceu na FRANÇA.
      Este Papa vermelho é de uma antipatia a toda prova e está
      ajudando a acabar com a Igreja Católica, sem muito esforço.

      • d. matt, a meu ver é comum que os povos façam juízos equivocados ou exagerados a respeito de outros povos, e isso decorre mais das diferenças culturais do que de reais defeitos ou virtudes.
        Juntando os tempos de minhas estadas na Europa, morei alguns anos na França, em algumas cidades, a maior parte do tempo em Paris.
        Pude observar que há verdades e exageros a respeito, por exemplo, da grosseria dos franceses, sendo que muitas vezes o que se toma por grosseria é parte da forma de educação e das tradições e costumes daquele povo. Fui tratado com grosseria na França, como também fui maltratado muitas vezes por brasileiros considerados cordiais, de motoristas de táxi a doutores.
        Também notei que muitos franceses nos julgam mal, pensam que somos desordeiros, mal educados, falamos alto e tem de ter cuidado até mesmo com a nossa honestidade. Mas, nos meus contatos mais íntimos, essa impressão de que franceses nos veem assim modificou-se, pois fomos recebidos com cordialidade, carinho, confiança, respeito e admiração.
        Quanto aos argentinos, não tenho queixa, ouço falar de coisas que desconfio que sejam, também, equívocos de avaliação.
        O que quero dizer é que ninguém é melhor ou pior do que ninguém, não somos os brasileiros preguiçosos, nem os alemães são como formigas no trabalho, nem os portugueses são burros, nem os italianos são bagunceiros, nem os belgas são tapados, nem os nórdicos são os mais organizados do mundo, nem que o argentino é ególatra e nem que o brasileiro é o bambambam, o que vemos são as diferenças culturais, sociais, econômicas, que são diferenças e estágios.
        O que quero concluir é que cultivar os atritos, inimizades e disputas não favorece as relações com nossos vizinhos.

    • Bom, não quero me precipitar num julgamento, mas não vejo como justificar a agressão por mais banal que ela seja. O Papa poderia ter, simplesmente, repreendido e alertado que ele poderia ter caído. Considero estranho a receptividade que ele deu a ditadores e as críticas ao governo brasileiro, principalmente no episódio da amazônia. O verdadeiro líder busca alternativas de convergência. Quanto a expulsão que Jesus fez dos vendilhões do templo, embora registrado dessa forma, eu duvido que tenha sido como relatado. Pra mim essa interpretação é semelhante ao heróis americanos que vencem exércitos inteiros sozinhos.

        • Já passei desse ponto. Tem uma lei, chamada lei da gravidade, que embora tenha sido proposta por volta de 1660, por um cara que realmente nasceu no dia 25/12, já valia desde que o universo foi criado. Logo, como Jesus tinha massa, ele seria inevitavelmente levado pra o fundo do rio.

  3. A atitude do papa até pode criticada.
    Mas que moral os brazucas apoiadores do mito lacrador têm para jogar pedras em quem eventualmente perde a cabeça e agride alguém?

  4. A moral e personalidade deste papa vermelho, está muito bem retratada
    no filme DOIS PAPAS dirigido pelo comuna brasileiro Meireles.
    O roteiro do filme que não foi escrito pelos comunas, deixa bem claro
    e mostra com cenas reais a atitude e comportamento do baixo caráter
    do papa argentino, que colaborou com a cruel ditadura argentina
    e denunciou e entregou os seus amigos da igreja que tentavam combater
    as cruéis atitudes dos ditadores selvagens.
    O próprio papa no filme, conta uma anedota, dizendo como um
    argentino se suicida: ELE SE ATIRA DE CIMA DO SEU PRÓPRIO EGO.
    Esse papa não vai durar muito, podes crêr.

  5. Caro Goiano,
    Digas o que disseres, não temos nada a ver com esse povo seboso!
    Deviamos tyer invadido aquela porcaria em uma das diversas vezes em que tivemos a chance. Não o fizemos, agora é aguentar essa vizinhança com los “hermanos”.
    Quanto ao tango, concordo contigo. Alguns são simplesmente sublimes! Mas isso é coisa de uma Argentina que não existe mais.

    • Sumo Patife. Se fosse um menino adolescente ele levaria para o Vaticano. Este picareta envergonha os católicos do mundo inteiro. Deveria ser considerado persona non grata no território brasileiro.

  6. Infelizmente, chegamos ao Papa vermelho, o papa das minorias. Mas, não haveria como fugir disso, afinal cumpre-se a profecia de São Malaquias: este será o último Papa.

  7. Já cheguei a gostar de Francisco e admirá-lo. Mas estou decepcionado com a sua estranha mudez em relação à situação da Venezuela. E mais grave ainda por esse país, comandado por esse incompetente e cínico Maduro, fazer parte da mesma região em que o papa nasceu. Lamentável.

  8. Sobreira, o que queres dizer com “mesma região”? Seria o fato de serem todos da América do Sul?! Porque olha, são cinco mil quilômetros que separam Argentina da Venezuela, sendo que ainda tem um matagal a enfrentar pela frente.

Deixe uma resposta