8 pensou em “NADA DE ROUBISMO. SÓ BOCASUJISMO

  1. UOL fala que foram 29, Globo que JB disse 34 palavrões.

    Há uma diferença quanto aos critérios, O Globo entende que “Bobo” e “feio” são considerados palavrões.

    Eu só acho que se foi só isso o que encontraram de ilícito na tal fita, JB está reeleito em 2022, pois os palavrões vieram de encontro ao que a população gostaria de falar.

  2. Este tipo de lixo é o mesmo que deu ênfase a um “estudo ” para provar que certo remédio que usaram em doses excessiva para matar inocentes e indefesos idosos não evita certa doença. As vítimas devem ser entubadas e se esperar que reajam a doença pelo próprio organismo já debilitado . Este “estudo” sobre os ditos palavrões , é clássico de debiloides.

  3. Pode ser agora …. VTNC todos estes esquerdopatas, os cafajestes do Congresso, os VAGABUNDOS (inclusive os do STF conforme bem destacado na reunião) e os da imprensa canalha …….

  4. Segundo o Globo na reunião de 2 horas (120 minutos) foram falados 42 palavrões. Ou seja uma reunião padrão brasileiro um palavrão à cada 2minutos e 52 segundos. Alguém que nunca participou de uma reunião onde o chefe está p*t* da vida com os subordinados pode achar que é muito palavrão, mas quem já participou de uma reunião dessas sabe que não é muito não. Principalmente quando os participantes sabem que o que o autor dos palavrões está certo na avaliação.

  5. Para a ciência, falar palavrão é sinal de que você é mais honesto

    Quando uma pessoa usa um palavrão a chance dela estar sendo sincera é bem maior do que alguém que responde outra pessoa de forma polida e comportada. Parece óbvio? A ciência explica: pessoas que falam palavrão como uma maneira de expressar seus sentimentos são mais honestas. Isso acontece porque, de certa forma, essas pessoas se preocupam menos com regras sociais e com a possibilidade de machucar os outros ao dizer a verdade. Um estudo publicado no Journal Social Psycholagical and Personality Science avaliou pessoas que costumam falar palavrões e descobriu que elas mentem menos. Inclusive, pessoas que fazem isso nas redes sociais costumam mentir menos na internet para fingir ser aquilo que não são.
    David Stillwell, coautor do estudo e professor da Universidade de Cambridge, disse: “Você pode olhar para esse resultado de duas maneiras: achar que usar muitos palavrões é um indicador de comportamento social, o que te induz a acreditar que quem fala palavrão é uma pessoa ruim, ou entender que essas pessoas não estão filtrando suas palavras, então, provavelmente também não estão filtrando o que é verdade ou mentira no seu discurso”.
    Continuem lendo em:
    https://manualdohomemmoderno.com.br/desenvolvimento/para-ciencia-falar-palavrao-e-sinal-de-que-voce-e-mais-honesto

  6. A toda essa imprensa canalha e mafiosa vai tomar bem dentro do olho do produtor de bosta vulgarmente conhecido como “o olho que nada vê” ou seja, Cú.

Deixe uma resposta