DEU NO JORNAL

A nova polêmica da aviação chinesa chegou aos noticiários do mundo após uma matéria da Bloomberg, em que reporta que comissários de bordo foram instruídos a usar fraldas descartáveis ​​em vez de usar banheiros a bordo durante voos de alto risco para países com alta prevalência do novo coronavírus.

A medida faz parte das novas recomendações dos regulador da aviação civil da China.

Talvez o mais curioso seja a sugestão de que os comissários usem fraldas descartáveis ​​para evitar o uso do banheiro.

* * *

Os tarados e degenerados que estarão dentro do avião vão ficar excitados quando estiverem sendo atendidos por essas fofuras.

Imaginando que elas estão ali ao seu lado, mijando em pé.

E isto contrariando a tradição oriental de mijar e obrar de cócoras.

Agora, tem um detalhe:

A companhia aérea Emirates leva 17 horas e 35 minutos para percorrer os 13.821 km que separam a Cidade do Panamá e Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Dependendo do volume de mijo nas fraldas, o fedor vai infestar a aeronave.

Vôte!

4 pensou em “MIJANDO NOS ARES

  1. Esse comentário do Papa Berto até me deu um sapituco…. que despertou certas áreas taradescas de minha imaginação no ato de mijar dessas lindezas…. saravá… onde compro as passagens?

    • O Cícero já comprou todas.
      É só ver o comentário dele na outra postagem Só no próximo ano , se a aviação aguentar o fedor.

  2. Acho que os responsáveis pelas decisões que se tomam hoje no mundo. Em quaisquer setores e conjunturas.
    Principalmente neste cenário pandêmico.
    Devem estar sendo inspiradas
    no Imperador Calígula ou no seu cavalo Senador, Incitatus.

Deixe uma resposta