DEU NO JORNAL

Sexta-feira à noite, Jair Bolsonaro participou das comemorações dos 41 anos do Colégio Militar de Brasília.

Três de seus ministros estudaram lá, na mesma turma: Jorge de Oliveira, Tarcísio de Freitas e Wagner Rosário.

* * *

Como o tempo passa ligeiro…

Já lá se vão 41 anos que foi fundado o Colégio Militar de Brasília, um centro de ensino de excelência.

Como são centros de excelência educacional todas as instituições de ensino das três Forças Armadas.

Conseguir uma vaga era uma disputa acirrada entre a garotada de Brasília, que se submetia a um verdadeiro vestibular.

A meninada tinha que estudar muito. Muito mesmo

Lembro-me do dia em que fiquei na porta do Colégio Militar de Brasília, esperando a divulgação do resultado no ano em que meu neto mais velho, Pedro Berto, filho da minha primogênita Patrícia, fez o concurso.

Foi uma festa quando vimos o seu nome na lista dos aprovados.

E pra mim foi emocionante o dia em que entreguei a sua boina, no começo das aulas do ano 2000, numa tradicional cerimônia que marca o início das atividades escolares.

Já lá se vão 19 anos…

No pátio interno do colégio, o destaque continua sendo a mesma frase que lá estava escrita no dia da cerimônia de entrega das boinas:

Anos depois, quando eu já havia me mudado pro Recife, voltei a Brasília para outra cerimônia.

Fui eu que entreguei o espadim ao Aspirante Pedro Berto, quando concluiu sua formação superior, cursando a Academia da PM.

Hoje em dia, meu neto, que me chama de “Vozinho”, é um profissional dedicado e competente.

Um beijão, Capitão Pedro Berto!!!

No dia em que você for promovido a Coronel, eu estarei aí pra comemorarmos.

Você tocando seu bandolim, como excelente chorão que você é

Do mesmo jeito que está no vídeo abaixo, quando da última vez que estive aí em Brasília, você e seu grupo de chorinho tocando pra mim “Noites Cariocas“.

Um vídeo no qual aparecem filhos, netos e bisnetos, deste véio babão.

Vozinho ta ama muito!!!

Deixe uma resposta