CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Berto,

será que daria pra voismicê postar essa aberração da governadora do RN??

Veja só o desmantelo!!!

Depois os perseguidores dizem que a governadora Fátima Bezerra, do PT, não trabalha.

Esses mesmos perseguidores tramam nas redes sociais um gópi abjeto contra a espetacular capacidade de Fatinha de encher o saco com vento.

Veja:

R. Nada de estranho ou anormal, meu caro.

Em se tratando de um estado governado pelo PT, tudo é possível.

Até legislar sobre menstruação.

Esse decreto idiota aí de cima, com o pomposo título de “Menstruação Sem Tabu”, me fez lembrar que lá em Palmares, nos meus tempos de rapaz, quando uma mulher estava menstruada dizia-se que ela “estava de boi”.

Eu mesmo ouvi uma vez a nossa vizinha, Dona Cenira, informando pra uma amiga:

– Adélia, fiquei de boi hoje. Me arranja umas toalhinhas.

Tinha até uma propaganda que a gente fazia e que dizia assim:

“Quando tiver o seu boi, não chame o vaqueiro: use Modess”.

Já em Goiás, no tempo em que estive por lá, menstruação era chamada de “paquete”.

O fato é que eu acabei de enviar uma mensagem pra gunvernadora petralha lá do Rio Grande de Norte.

Já que no decreto ele fala em “acesso aos absorventes higiênicos”, sugeri que ela distribuísse entra as mulheres carentes um tampão que existia na Farmácia dos Pobres, lá em Palmares.

Era um absorvente da marca OB.

Que o povo dizia significar “obstrutor de buceta”.

Vôte!

4 pensou em “MAURINO JÚNIOR – PAULO AFONSO-BA

  1. E nós homens que temos que fazer barba todo dia pra ficar com a cara limpa e apresentável. Os homens pobres que tem barba exigem acesso universal e gratuito aos barbeadores com 3 lâminas. Barba sem tabu! Já!

Deixe uma resposta