MAURÍCIO ASSUERO – RECIFE-PE

Prezados Editodos,

Hoje, quinta-feira, 17 de setembro, entre às 19h30 e 20h30, teremos mais uma sessão (ou será seção?) de fuxicos do JBF.

Desta vez será com o nosso estimado e valoroso poeta Jesus de Ritinha de Miúdo, colunista deste jornal, falando sobre doidos, malucos, alezados, “lezins”, lelé da cuca, e adjacências.

Inclusive será uma grande oportunidade para entendermos o porquê do nosso palestrante convidado não estar num hospício e explicar a loucura que envolve colunistas e leitores desta Gazeta Escrota.

Para participar basta acessar basta clicar aqui

Do computador ou do celular.

Abraços

R. Meu caro colunista Maurício Assuero, nunca é demais ressaltar que a plataforma onde se realiza a assembleia da turma fubânica, essa cujo link está na mensagem aí em cima, é uma criação sua.

Esta conquista nós devemos a você.

É como eu digo sempre: nessa gazeta escrota só tem gente talentosa e qualificada.

Pois nesta quinta-feira, a partir das 7 e meia da noite, estaremos reunidos para nos deleitarmos e muito aprendermos com a conferência do colunista Jesus de Ritinha de Miúdo, um talentoso poeta nordestinado, um cabra inspirado, cuja presença muito dignifica este nosso jornaleco.

O debate estará aberto para todos os participantes, ao vivo e a cores.

Mais tarde a gente se encontra por lá!

11 pensou em “MAURÍCIO ASSUERO – RECIFE-PE

  1. Apois!!! Eu, sinceramente, não sei quem é mais djoidjo: o Editor dessa gazeta malassombrada, os colunistas ou os leitores… Vôte!!! O mais djoidjo ness coisa toda sou eu!!! Há 8 anos de doidice nessa gazeta malassombrada e conversando com gente doida!!! Isso avicia!!!

  2. Nao importa o tema…….
    Importa a zona e as historinhas…….
    Com certeza mais uma noite de cultura e divertimento……..
    Sds fubanas

  3. Eu gostaria de estar presente ao vivo, pois só estou remoto vendo vocês falarem e remoendo as agruras de não ser computero. Sou um pobre sem putero.

    Mas sei que estou por aí porque vocês viram e me falaram disso. Qualquer hora dessa eu aprendo a lidar com essa “bagaça”.
    O tema da conferência sobre “doidos, malucos, alezados, e adjacentes” proferida hoje pelo nosso grande poeta -que é miúdo apenas no nome-, é o mais relevante problema da humanidade. agora a do que que nunca. . Perto dele a pamdemia é bico, já está passando, a vacina está por aí daqui a pouco.
    O problema da doidura é mundial e só tem cura com bons médicos.

    Brito .

Deixe uma resposta