CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Nobre Editor,

Uma colaboração para o meu jornal predileto.

É dedicada ao Ceguinho Teimoso.

Peço que publique por favor.

Cordiais saudações

18 pensou em “MARINALDO NUNES FRANÇA – CUIABÁ-MT

  1. E olha pra quem o prefeito do PT foi pedir arrego .

    Com hospitais lotados, Araraquara decide prorrogar lockdown e pede ajuda ao Exército
    José Maria Tomazela
    3-4 minutos

    José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

    23 de fevereiro de 2021 | 21h30

    A prefeitura de Araraquara, no interior paulista, prorrogou por mais 78 horas o lockdown, adotado para frear a transmissão do coronavírus. A restrição terminaria nesta terça-feira, 23. Com isso, cidadãos e veículos estão proibidos de circular pelas ruas, exceto em casos de emergência. O município também pediu ajuda ao Exército no combate à covid-19.

    Araraquara registrou mais seis mortes na segunda-feira, 22, totalizando 177 óbitos desde o início da pandemia. Em boletim extraordinário, na manhã desta terça, foram informados 190 novos casos positivos, chegando a 13.683 infectados. A cidade voltou a registrar 100% de ocupação de leitos de UTI.

    O município confirmou 12 pacientes com a variante amazônica do coronavírus e há outros casos em investigação. A prefeitura estendeu até as 20 horas o atendimento em unidades de saúde.

    Desde a tarde do domingo, quando o lockdown foi adotado, 91 pessoas foram autuadas por sair de casa sem necessidade. Elas poderão recorrer da multa de R$ 120,58 por infração. Pelas regras do lockdown, até supermercados devem fechar as portas – ficam abertas farmácias e unidades de saúde. Conforme o Estadão revelou, a gestão João Doria (PSDB) também planeja um lockdown noturno no Estado.
    Militares dão apoio à fiscalização e ajudam a sanitizar postos de saúde

    Uma equipe do 13.o Regimento de Cavalaria Mecanizada (13.o RCMec), sediado em Pirassununga, circula pelas ruas da cidade em apoio às ações de fiscalização do lockdown. A equipe, de cerca de 30 militares, também iniciou a sanitização de unidades de saúde locais.

    O Exército informou ter atendido ao pedido da Secretaria Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública e da Defesa Civil Municipal. “Em cooperação com diversos órgãos e agências governamentais nas áreas de saúde e da segurança pública, (o Exército) segue cooperando para a prevenção e o controle da covid-19 no país, em cumprimento à determinação do Presidente da República”, disse o Exército, em nota.

    A tropa permanece na cidade até domingo, 28. As equipes já iniciaram a sanitização com hipoclorito de sódio a 1% nas partes externas e com ozônio aquoso nos ambientes internos das unidades de saúde. Serão desinfetadas quatro unidades de pronto atendimento, além do terminal rodoviário de passageiros e do terminal central de integração. Está prevista a aplicação da substância em locais públicos com grande circulação de pessoas.

    Os militares não devem participar de barreiras, mas podem colaborar na orientação dos moradores sobre as regras do lockdown. “Essa colaboração do Exército no combate ao coronavírus em nossa cidade já aconteceu no ano passado e é de extrema importância, principalmente nesse momento de agravamento da pandemia”, disse o secretário municipal da Segurança Pública, João Alberto Nogueira.

  2. Felizmente, Marinaldo, quando Lula pastoreou não faltou capim, nem arroz, nem feijão, nem frango, nem iogurte, nem universidade, nem passagem de avião para o seu dele rebanho. Amém.

  3. Nikolai, vai aí uma palinha da transformação de feno em arroz, feijão, frango, iougurte, universidade e avião, tipo transformação de água em vinho, pelo Lula :

    1) Reduziu a inflação de 12,5% (2002) para 4,3% (2009) ao ano; a taxa média anual de inflação no governo Lula (6% ao ano) é menos da metade da que tivemos no governo anterior (12,5% ao ano);

    2) Aumentou o salário mínimo para o seu maior patamar em 40 anos, com um aumento real de 74% entre 2003/2010;

    3) Reduziu a relação dívida/PIB de 51,3% (2002) para 36% do PIB(2008); 

    4) Acumulou um superávit comercial de US$ 252 Bilhões (2003/2010);

    5) Pagou toda a dívida com o FMI e com o Clube de Paris e o Brasil se tornou credor do FMI, algo inédito na história do país, para quem emprestou US$ 10 Bilhões;

    6) Reduziu o déficit público nominal de 4% do PIB (2002) para 1,9% do PIB (2008); 

    7) Ampliou a capacidade de investimento do Estado;

    8) Aumentou as exportações de US$ 60 Bilhões/ano (2002) para US$ 198 bilhões/ano (2008) acumulando um crescimento de 230% em 6 anos;

    9) Aumentou as reservas internacionais líquidas de US$ 16 Bilhões (2002) para US$ 285 Bilhões (Novembro de 2010); 

    10) Ampliou o Pronaf de R$ 2,5 Bilhões/ano (2002) para R$ 16 Bilhões/ano (2010); 

    11) A concentração de renda e as desigualdades sociais diminuíram sensivelmente; o índice de Gini atingiu o menor patamar da História;

    12) Gerou 15 milhões de empregos formais entre 2003/2010; 

    13) Reduziu o percentual da população brasileira que vive abaixo da linha de pobreza de 28% (2002) para 19% (2006), segundo o IPEA;

    14) Elevou os gastos sociais públicos para 21% do PIB;

    15) O BNDES emprestou R$ 137 Bilhões em 2009 para o setor produtivo, contra cerca de R$ 22 Bilhões em 2002;

    16) Fez o Brasil se tornar credor externo, com um saldo positivo de US$ 65 Bilhões, algo inédito na História do país;

    17) Criou programas sociais inclusivos, como o Bolsa-Família, ProUni, Brasil Sorridente, Farmácia Popular, Luz Para Todos, entre outros, que beneficiaram aos pobres e miseráveis e contribuíram para melhorar a distribuição de renda;

    18) Iniciou novas grandes obras de infra-estrutura (rodovias, ferrovias, usinas hidrelétricas, etc) financiadas tanto com recursos públicos como privados. Exemplos: Usinas do Rio Madeira, Transnordestina, Ferrovia Norte-Sul, recuperação das rodovias federais, duplicação de milhares de quilômetros de rodovias;

    19) Anulou portaria do governo anterior que proibia a construção de escolas técnicas federais e iniciou a construção de dezenas de novas unidades e que foram transformadas em Institutos Superiores de Educação Tecnológica (são 214 novas escolas técnicas federais construídas entre 2003/2010);

    20) Criou o Reuni, que iniciou um novo processo de expansão das universidades públicas, aumentando consideravelmente o número de universidades, de campus e de vagas nas mesmas;

    21) Os lucros do setor produtivo cresceram quase 200% no primeiro mandato em relação ao governo anterior;

    22) Fez o Estado voltar a atuar como importante investidor da economia. Exemplos disso: a criação da BrOI, que têm 49% do seu capital nas mãos do Estado; a compra e incorporação de bancos estaduais pelo Banco do Brasil (da Nossa Caixa, do Piauí, Santa Catarina e Espírito Santo) evitando que fossem privatizados; a participação da Petrobras em 2 grandes petroquímicas nacionais (a Braskem, com 30% do capital nas mãos da Petrobras; a Ultra, com 40% do capital nas mãos da Petrobras); o aumento da participação dos bancos públicos (BNDES, CEF, BB, BNB) no fornecimento de crédito para a economia do país;

    23) Elevou o volume de crédito na economia brasileira de cerca de 23% do PIB, em 2002, para 46% do PIB, em 2010;

    24) Criação do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) que prevê investimentos públicos e privados de R$ 646 Bilhões entre 2007/2010; até 2013 os investimentos previstos chegam a R$ 1,14 Trilhão;

    25) Reduziu a taxa de desemprego de 10,5% (Dezembro de 2002) para 6,8% (Dezembro de 2008);

    26) Reduziu os gastos públicos com pagamento de juros da dívida pública para 5,9% do PIB (em 2008), representando uma queda de cerca de 36% quando comparado com o segundo mandato do governo anterior..

    • Carai, Boiano, é “memo”?

      Mas me fala aí, e a taxa de homicídios que chegou a mais de 60.000 por ano, matando mais do que países mergulhados em guerras civis infindáveis?

      E a taxa de desemprego que chegou a casa dos oito dígitos, fadando o destino de muitos a informalidade, a pobreza e a miséria?

      E a incontável leva de analfabetos funcionais que, apesar da massiva inclusão nas Universidades, são a mesma coisa de levarem macacos à Academia Brasileira de Letras na esperança do símio sair de lá o novo Machado de Assis?

      E a corrupção metastática que descambou em Mensalão, Petrolão, uso despudorado do BNDES, dentre outros escândalos?

      Nem preciso me estender muito para mostrar que tais “pequenezas”, além doutras similares, não deveriam existir caso todos esses dados pautados por ti realmente tivessem servido para algo. Já vi paliativos mais eficientes do que as supostas medidas atribuídas ao cabra mais corrupto da História moderna.

      Com o verniz dialético que aplicas nessas explanações, era para o Lapa de Corrupto nunca ter saído do poder e o Brasil ser a nova Europa. Maaaaaaaassssss… Maaaaaaaaassssss…

      Sinceramente, dá-me muita dó ver o seu trabalho de Sísifo em sair catando toneladas de informações para, assim como a pedra da figura mítica citada acima, rolar montanha abaixo pela “força irresistível” do óbvio.

  4. Queres saber as taxas de homicídio por 100 mil habitantes, não é isso ?
    Vou te dar mais essa colher de chá, para tu veres se arranjas outra pinimba contra as
    esquerdas, o PT, o Lula, essa cambada de comunista sem-vergonha que governou o
    Brasil de 2003 a 2018 :
    BRASIL – Homicídios por 100 mil habitantes – quantidade de pessoas
    2000 = 27,35 FHC
    2001 = 27,85 FHC
    2002 = 28,53 FHC
    2003 = 29,14 LULA
    2004 = 26,94 LULA
    2005 = 26,13 LULA
    2006 = 26,61 LULA
    2007 = 26,20 LULA
    2008 = 26,72 LULA
    2009 = 27,18 LULA
    2010 = 27,80 LULA
    2011 = 27,45 DILMA
    2012 = 29,41 DILMA
    2013 = 28,55 DILMA
    2014 = 29,82 DILMA
    2015 = 28,89 DILMA
    2016 = 30,33 DILMA (até 12/5/2016) E TEMER
    2017 = 31,60 TEMER
    2018 = 27,80 TEMER

    Taxa média do período (19 anos) = 29,67 p/100 mil habitantes p/ano

  5. CONTINUANDO COM NIKOLAI

    ASSASSINATOS NO BRASIL:

    ASSASSINATOS 2019 :Quanto aos números de 2019 eu não os trouxe porque onde os vi ainda não estavam consolidados.
    2019 – Consta que foram 22,52 homicídios por cem mil habitantes em 2019.
    2020 – Em 2020 houve um ligeiro aumento em relação a 2019, com 23,65 assassinatos por cem mil habitantes.
    Esses são dados a confirmar porque peguei em fontes não oficiais.
    Sejam quais forem as causas das reduções, cabe festejar, uma vez que indicam redução da violência.

    TONELADAS DE INFORMAÇÕES:

    Trago toneladas de informações ao invés de argumentar com minhas próprias crenças. E as informações que trago têm fontes, boas fontes, não são tiradas da maluquice generalizada das redes sociais.
    O Lula, que consideras o mais corrupto da História, tem uma folha corrida limpa, até que resolveram acusá-lo e condená-lo em um processo que é só irregularidades, com sentenças por fatos indefinidos e sem que tenha existido uma equivalente contraprestação de elevadas somas em dinheiro (todo o patrimônio, modesto para os cargos ocupados, foi considerado lícitdo), salvo a merreca de umas reformas de cozinha e outras pequenezes feitas certamente para agradar uma das figuras políticas mais importantes da nossa época).
    O escândalo processual havido é impossível fechar os olhos e não reconhecê-lo : os processos contra Lula são nulos. Aliás, só os dois sob o tacão de Moro levaram a condenação, inúmeros outros foram arquivados ou sentenciada a absolvição.

    • “Trago toneladas de informações ao invés de argumentar com minhas próprias CRENÇAS.”

      Boiano, o lulo-beato

      (cuspi a coca-cola na gargalhada com essa apostasia lulaica circunstancial, pois sorte de não vivermos em uma teocracia lulo-petista, ou seria condenado ao “paredon”)

      • Nikolai, talvez não tenhas percebido, mas não estou falando de “crença” no sentido estrito religioso, mas da estrutura psíquica:
        “Os princípios de uma pessoa, geralmente, são resultado do conjunto das suas crenças e dos seus valores. Todos nós os possuímos, mas, em muitos casos, temos dificuldade para reconhecê-los, uma vez que nem sempre eles estão no nível consciente. Crenças e valores são responsáveis por comandar e determinar nossos pensamentos, sentimentos, decisões, felicidade, ações e sucesso.
        É nossa espinha dorsal, que sustenta nosso ser, garante e determina o tipo de pessoas que seremos, a nossa ética, senso de responsabilidade, se teremos sucesso e felicidade ou não, entre diversos outros aspectos de nossa personalidade.”
        “A crença é a convicção de que algo é verdadeiro e certo. É uma avaliação pessoal que pode ser baseada em elementos racionais ou em uma sensação interna. É comum escutar dizeres de pessoas que creem em algo. A crença representa que você acredita em algo ou na possibilidade de alguma coisa.”
        Assim, nada a ver, no que falei, com beatitude, tá no ré?

  6. AINDA CONTINUANDO

    NIKOLAI, O BNDES E O QUE TU NÃO SABES :
    1) TINHA CAIXA-PRETA?
    Ao que tudo indica, a caixa preta do BNDES é branca, não sumiu, abriram e encontraram um céu azul dentro.
    2) É COISA DOS GOVERNOS PETISTAS ?
    Os financiamentos feitos por ele para serviços e obras na área externa existem muito antes dos governos do PT e têm rendido bons resultados para o Brasil.
    Primeiro, vamos saber que em Cuba, nem Venezuela: país que mais recebeu recursos do BNDES foram os EUA.
    No total, entre serviços de engenharia e bens, o banco financiou US$ 38 bilhões a 40 diferentes países em duas décadas. Desse montante, US$ 17,7 bilhões – ou 44% – foram destinados aos Estados Unidos.
    Isso deve querer dizer que, ao contrário de sermos simpatizantes dos comunistas spor termos emprestado dinheiro para serviços em Cuba, parece que somos uns danados duns capitalistas safados, né não ?
    3) ONDE ?
    Como gostamos de saber mais, vamos tomar conhecimento também de que os financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para obras de infraestrutura em países da América Latina e África, principalmente nos casos de países sob regimes ditatoriais, são o principal alvo dos questionamentos ao banco na famosa “caixa-preta” que o governo Bolsonaro exige que seja aberta, foram atrás da caixa-preta, não tinha caixa-preta e os financiamentos foram feitos, afinal, porque foi onde empresas brasileiras de engenharia ganharam as licitações e se candidataram aos financiamentos, o que responde onde e por que o BNDES empresta recursos para operações no exterior?
    Na verdade, a concentração dos financiamentos em países da América Latina e da África é explicada pelo fato de serem países em desenvolvimento, com bastante demanda de obras estruturais, e sem muitas empresas capazes de conduzi-las, o que abre oportunidades para as companhias brasileiras.
    4) LEVAMOS PREJUÍZO?
    O BNDES emprestou, entre 1998 e março de 2019 US$ 10,499 bilhões para empresas brasileiras realizarem obras no exterior, na modalidade “exportação de serviços de engenharia” em 15 países da América Latina e da África. Desse total, US$ 6,862 bilhões já foram pagos pelos entes devedores, US$ 3,119 bilhões ainda estão dentro do prazo de pagamento e US$ 518 milhões estão atrasados, representando parcelas não pagas por Venezuela e Moçambique.
    5) É BOM OU RUIM PARA O BRASIL ?
    O financiamento é justificado pelo banco como uma forma de fomentar empresas brasileiras e gerar a entrada de mais recursos no país, uma vez que o BNDES desembolsa os recursos exclusivamente no Brasil, em reais, para a empresa brasileira, à medida que as exportações vão sendo realizadas e comprovadas. Quem paga o financiamento ao BNDES, com juros, em dólar ou euro, é o governo ou a empresa que importa os bens e serviços do Brasil, num negócio considerável rentável e estratégico para o banco.
    6) O BOM NEGÓCIO VAI MUITO ALÉM
    Mas o financiamento à exportação de serviços de engenharia é apenas uma fração de pouco mais de 25% do total de aportes do BNDES no exterior. A maior parte desses empréstimos vai para a exportação de bens de alto valor agregado – como aeronaves, ônibus e caminhões – de empresas brasileiras de grande porte.
    7) PREJU AINDA NÃO É CALOTE, A MAIOR PARTE DOS FINANCIAMENTYOS FOI PAGA
    Venezuela, Moçambique e Cuba não estão em dia com seus empréstimos junto ao BNDES. Ao todo, o banco já acumula US$ 518 milhões em parcelas atrasadas. O país do ditador Nicolas Maduro pagou pouco menos da metade do US$ 1,5 bilhão que emprestou, sendo que US$ 352 milhões são parcelas atrasadas.
    Os africanos têm US$ 188 milhões emprestados do BNDES, e conta como “em aberto” o pagamento de US$ 118 milhões. Cuba pagou US$ 102 milhões dos US$ 656 que teve financiados, e US$ 48 milhões estão atrasados.
    8) SEGURO:
    Existe um sistema de seguro para o caso de não-pagamento, de calote mesmo.
    Apesar dos recentes atrasos, o BNDES argumenta que o Fundo Garantidor de Exportações, criado justamente para dar cobertura às garantias prestadas pela União nas operações, está superavitário em mais de US$ 700 milhões, tendo arrecadado US$ 1,313 bilhão em prêmios e pagando US$ 547 milhões em indenizações.

  7. E CONTINUANDO AINDA

    Nikolai,
    É ERRADO INCLUIR OS POBRES NO ENSINO SUPERIOR ?
    Existe um pensamento do tipo fascistóide que condena a abertura do ensino médio e dos cursos superiores para os pobres, porque eles, com sua baixa cultura decorrente do meio familiar e do ambiente social em que vivem, têm teoricamente maior dificuldade de se destacarem nos estudos e acabam atrapalhando os ricos e alta classe média.
    Alguém até já declarou a esse respeito que « é a mesma coisa de levarem macacos à Academia Brasileira de Letras na esperança do símio sair de lá o novo Machado de Assis ».
    É possível que o acesso às classes menos favorecidas às universidades, e às escolas em geral, tenha diminuído o nível de rendimento escolar : foi preciso contratar muito mais professores e até diminuir o nível de exigência do magistério para atender à nova quantidade de gente que entrou para todas as faixas escolares, sendo quer os pobres têm, realmente, menor cabedal anterior de cultura, de estrutura educacional, vindos em geral do menor nível de ensino das escolas públicas.
    Além disso, os menos favorecidos também não dispõem de recursos para material escolar, cursos paralelos, extensões, estágios, complementações no exterior, dependem mais do que tudo das bibliotecas públicas e do reaproveitamento de material – embora muitos consigam superar as adversidades e despontar até mais do que os ricos.
    Isso dá a impressão, pela aparência de resultados globais, que os mais humildes são menos inteligentes e que é perda de investimento incluí-los nos estudos mais elevados, mas a verdade é que o fenômeno nada tem a ver com inteligência, mas com inúmeros outros fatores, alguns deles levantados aqui, sendo um de grande importância o fato de os menos favorecidos não poderem dedicar-se integralmente aos estudos, como podem os da classe média alta e os ricos, porque pobre tem de trabalhar oito horas por dia, mora longe e dispõe de menos tempo para repouso e estudo.

    • Boiano, o tal “pensamento fascistoide” por ti explanado apenas faz sentido quando se apoia medidas como “cotas para negros, pardos, índios, LGBT, alienígenas, etc”.

      Qual de nós então é o fascista?

      PS: eu não sou negro, mas detestaria o Estado que me pusesse a pecha de “deficiente cognitivo” pela minha quantidade de melanina com a narrativa piegas chamada “dívida histórica”.

    • Não são as pessoas pobres que atrapalham as ricas, mas as elites de ESQUERDA, geralmente de famílias de servidores públicos abastados, que tomam as vagas em universidades públicas que deveriam servir para receber os pobres.

      Daí criam outro desastre: pessoas sem mérito ou critério objetivo (leia-se “pontuação”) tomando vagas de quem realmente tinha mérito e alcançado o devido critério através de medidas do Estado.

      Daí criam a massa que precisa fazer das tripas o coração pra pagar um EAD enquanto ganham um salário de fome em sub-empregos, e continuarem alimentando a narrativa de canalha de que tem um “pensamento fascistoide que não quer minorias nas universidades”.

  8. Nikolai, falaste do desemprego deixado pelo PT, então,

    vamos continuar com as toneladas de dados:

    TAXA DESEMPREGO BRASIL

    FHC
    1999 = 7,5
    2000 = 7,1
    2001 = 6,4
    2002 = 11,7

    LULA
    2003 = 12,3
    2004 = 11,5
    2005 = 9,8
    2006 = 9,6
    2007 = 9,3
    2008 = 7,9
    2009 = 8,1
    2010 = 7

    DILMA
    2011 = 6
    2012 = 5,5
    2013 = 5,7
    2024 = 4,8
    2015 = 6,4

    DILMA E TEMER
    2016 = 11,8

    TEMER
    2017 = 12,8
    2018 = 12,3

    BOLSONARO
    2019 = 11,93
    2020 = 13,9

    Nikolai, são dados oficiais.
    Obcserve, analise, depois me diz.

    • Fácil de analisar, Boiano.

      O que hoje se atravessa se chama “herança maldita”.

      De quem herdamos mesmo?

      Ahhh… Não é por menos que a Esquerda é tão obcecada na destruição de conceitos como “família” ou “ancestralidade”. Sem tais conceitos fica fácil fomentar a amnésia histórica e consequentemente criar qualquer narrativa pra sabotar quem ameaça sua hegemonia.

      Haddad deu uma clara demonstração disso numa gafe monstruosa dizendo que ia consertar os erros dos governos anteriores (só esqueceu que era o segundo poste dos tais governos anteriores).

  9. Nikolai, estás boiando, não analisaste porra nenhuma, se tivesses feito isso verias que o último ano do FHC deixou uma taxa alta de desemprego para o início do governo do Lula (veja os números de 2002 a 2004), taxa cujas causas podes pesquisar se quiseres, e observarias que a partir de 2005 foram 11 anos de baixas taxas de desemprego.
    Notarás que os governos da Dilma tiveram as mais bcaixas taxas de desemprego.
    Se fores bem arguto, te lembrarás de que houve uma crise econômica mundial iniciada em 2015.
    O ano de 2015 foi o pior ano para o mercado de capital desde 2008, embora o PIB global tenha crescido perto de 3%.
    Mas o começo de 2016 bateu todos os recordes negativos e foi o pior início de ano da história das bolsas de valores.
    Tanto o Banco Mundial, quanto o Fundo Monetário Internacional apontaram redução do crescimento econômico e dessa crise o Brasil não escapou.
    Mas, bem te lembras, a crise no Brasil foi agravada pela crise criada pela política de desestabilização do governo, que, de política, refletiu-se social e economicamente, acabando de arrebentar com o que já corria mal.
    Pois, Dilma foi defenestrada, governou somente até 12 de maio de 2016, quando Temer foi o beneficiário do golpe e assumiu – e foi a partir daí que o desemprego cresceu, continuou, está aí no quadro que não perdeste tempo de analisar, e permanece, agora com os recordes de desemprego determinados pela crise mundial causada pelo Covid 19.
    Não é possível que a adesão ao ódio ao PT chege a toldar tanto as vistas que a pessoa não veja o que os números dizem e a História esclarece!
    Aí o que se percebe é que não adianta toneladas e toneladas de informações confiáveis, as pessoas continuam se orientando pelas redes sociais…

Deixe uma resposta para Airton Cancelar resposta