9 pensou em “MAIA SOBE O TOM E ATACA APOIADORES DE BOLSONARO

  1. Sr. Bernardo. Mais uma vez,
    e outra, e outra… fica insuportável esses ataques de pelanca, dessa figura hedionda.

    Esse estulto, degenerado, arrogante, boçal e maledicente.
    Tem que subir é no caráter, na dignidade, na honra, na honestidade, no respeito, na humildade.

    Deixar de ser traidor da Pátria e do povo. Que acho muito difícil.
    Porque isso está no sangue.
    Tanto é, que não é nascido no solo da Mãe Gentil.

    Continue firme, Sr. Bernardo.
    No seu digno e competente trabalho.

  2. Um fdp que está em planilha de propina da odebrecht, um nhonho, um botafogo enfim…em qualquer país sério esse propineiro estaria liquidado. Mas o que importa é queiroz, flavio bolsonaro …

  3. Se havia o “esquema” do Rodrigo Maia junto com os governadores e quem mais, pergunta-se: – Por quê só o Guedes ficou sabendo do esquema e por quê o esquema gorou? Se havia, devia ter prosperado, mas não apareceu sequer uma ponta de um iceberg que só existiu na cabeça do Guedes. Não é lógico? Quer dizer que se o Guedes falou tá falado? Haja Bolsominions para repercutir…

    • Goiano, não foi só o Guedes que sabia, v. também disse e garantia que o Bolsoringa cairia, lá para os idos de maio.

      Não prosperou sabe porquê? Porque Guedes atuou como bombeiro, consultou os urubus, as FFAA e JB deu a cabeça do Weintraub como consolação.

      Mas a causa principal mesmo de ter gorado o golpe é o medo da reação do povão. Bolsonaro tem popularidade e isso é muito importante.

      • João Francisco, de onde achas que eu tirei a “informação” de que Jair Messias Bolsonaro cairia?
        Me admira acreditares que privo com autoridades que me dariam informações de cocheira.
        Ora, é claro que eu falava qye um maluco agindo como um doido na presidência da república deveria estar com seus dias contados: não havia e continua não havendo qualquer notícia de tal “esquema” além da cabeça também algo maluquete do nosso ministro da economia.
        Qual foi a ação de Guedes, como bombeiro, que desmontou o golpe? Respondo: não existiu.
        A cabeça de Weintraub não foi dada como consolação, ele tinha de cair ou o governo caía – e mesmo assim o prêmio de consolação para Weintraub foi maior do que o prêmio principal…
        Ah, estás dfizendo que as Forças Armadas atuaram no caso do esquema?
        A maluquice é contagiante…

        • Goiano, em março v. não dizia apenas que o governo iria cair. Tinha prazo, data, enfim, era uma convicção que me dava a certeza que v. tinha informações valiosas.

          Quer dizer que era tudo obra de um fanfarrão? Ora Goiano, eu te respeito demais para achar que v. é um idiota. Não me faça ter a certeza.

          Paulo Guedes foi contatado pelo João Dória logo que Moro saiu pela porta dos fundos. Deu em todos os jornais da época. Também houve uma reunião fora da agenda que Maia foi a SP para jantar com A. de Moraes, Dória e Alcolumbre. Ninguém quis falar do que era tratado.

          As FFAA não querem que haja uma ruptura no país, para qualquer dos lados.

          O jogo continua, se não queres ver é porque fazes jus ao apelido de “Ceguinho teimoso” que já vi em algum lugar.

  4. João Francisco, começo a perceber um certo desespero argumentativo em tuas intervenções; algo como alguém sendo pego em suas contradições íntimas e resistindo a deixá-las fluir na direção em que querem arrastar.

    Teria havido o seguinte diálogo entre Doria e Guedes:

    “Paulo, estou te ligando não como governador, mas como amigo. Quem sustentava o governo era o Sergio Moro e você. Agora, sobrou você. Você é muito admirado. Em nome da sua biografia, quero te dar um conselho: desembarque do governo agora”, teria dito Doria. “João, eu agradeço sua ligação, mas não sou eu que sustento o governo Bolsonaro. Quem sustenta o governo é o povo que elegeu o presidente. Ele tem um terço de apoio. E outro um terço que fica no meio do caminho e depois vai apoiá-lo. João, o país vive um momento democrático que é barulhento, mas virtuoso”, teria afirmado Guedes. Procurados pelo site, Guedes não quis falar sobre o assunto e Doria não comentou o conteúdo do logo. O governador disse que se tratava de uma conversa “pessoal, não pública”.

    Nesse diálogo, não consegui perceber um aviso de que o governo estaria com os dias contados, mas talvez seja porque tu, João Francisco, tenhas razão: eu, como todo e qualquer esquerdista, somos incapazes de compreender corretamente um texto.

    Quanto à reunião de Maia, Doria, Alcolumbre e Alexandre de Moraes, foi sobejamente comentado na imprensa o que se diz foi tratado, mas… tu tens certeza que não foi nada daquilo, pois tua mente sabe que eles se reuniram para derrubar Jair Messias Bolsonaro.

    Estariam articulando algo para a reeleição nas presidências das Casas do Congresso?

    Ou pretenderiam implantar o comunismo no nosso querido Brasil?

Deixe uma resposta para João Francisco Cancelar resposta