CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Nobre Editor Berto do Jornal da Besta Fubana e leitores.

Solicito-lhes a gentileza e a paciência em assistirem esse vídeo, pois o mesmo dura uns 15 minutos.

Trata-se de uma aula cujo assunto tratado seria sobre substantivo.

Foi publicado pelo “Escola Sem Partido” através do seu fundador o Sr. Miguel Nagib.

Acredito que possa servir de alerta, principalmente para os pais que tem seus filhos como alunos dessa Escola.

Existem vários exemplos idênticos pelo Brasil todo.

Este aconteceu no Nordeste. Na encantadora Cidade de Guarabira-PB, em um colégio particular.

Como podemos combater essa doutrinação esquerdopata comunista que já dura mais de três décadas?

Agradeço pela atenção na publicação do mesmo.

13 pensou em “LUIZ CARLOS – RIO DE JANEIRO-RJ

  1. Depois de ver essa lavagem cerebral (ou será sujeira), fiz uma viagem no tempo e fui lá na minha infância, no tempo da cartilha. Me lembrei de uma frase que dizia: “O cavalo pulava e bufava”. Me veio à mente como era constrangedor para nós, crianças, quando tínhamos que ler a tal frase. Como vemos no vídeo, hoje a “mercadoria” é outra.

  2. Nossa, FIQUEI HORRORIZADO!
    ESTÃO LAVANDO O CÉREBRO DAS CRIANÇAS para que elas acreditem que homens e mulheres são iguais em direitos e deveres e como tal devem ser tratados!
    Méu Déus!

    • Eu também fiquei horrorizado!
      Professores querendo que crianças acreditem que homens e mulheres são iguais em direito e deveres e como tal devem ser tratados.
      Isso em um um país atrasado cujo presidente da república declara que tem cinco filhos, sendo quatro homens e, após dar uma fraquejada, veio uma menina.
      Se deixarem, os professores desta e de outras escolas ainda vão tentar incutir na mente das crianças que a Terra NÂO É plana.

    • Meu querido V.V. Goiano: Eu ia estranhar se você tivesse concordado com o teor do vídeo, mas sei da sua lealdade aos ensinamentos do seu partido que tanto admiras.
      Ah, o V.V. acima não é de viado véio, é de venerável valente. rsrs.

  3. Ressalto que o Luiz Carlos é um de nossos melhores comentaristas. E ser um dos melhores entre tanta gente espetacular não é para qualquer um… Quanto à educação… Só tristeza, pois o que se ouve, vê e lê é sofrível… E o pior de tudo é saber que tanto atraso só será corrigido, se o for, quando Sancho não mais estiver entre os fubânicos… Há muita estrada esburaca pela frente no quesito educação brasileira…

  4. Eu não entendi se essa pessoa é professora de portugues ou de sociologia. Só entendi que ela quer que os alunos saibam que ela é à favor da igualdade de genero, assim como um bando de idiotas que cobram o “politicamente correto”.

  5. Agradeço as observações dos comentaristas. Em especial ao Sr. Sancho Pança. Sempre generoso em seus elogios. Acredito, como bem disse o Sr. Beni Tavares. Que além da nossa infância, podemos acrescentar a adolescência e até mesmo o resto de nossa existência. Pois, a educação que recebemos dos nossos pais. Nos sentimos constrangidos, com certeza, diante de várias situações onde o desvio de conduta e desrespeito ao próximo se fizeram presentes. Os valores Morais e Cristãos que são inerentes à formação Conservadora, nos eram passados, na nossa mais tenra idade. Caráter, respeito, ética, gratidão, obediência, mérito, honra, dignidade e muito mais. Faziam parte da nossa formação em Família e que era complementada, com o aprendizado que recebíamos dos nossos Mestres e Professores. Não entendo, certas formas de justificativas, não só com relação ao conteúdo desse vídeo, mas em tantas e tantas outras questões. Ora, o que certo é certo, o que é errado é errado. Não tem meio termo. A aula da professora era sôbre substantivo e pronto e acabou. Não era sôbre direitos e deveres entre homens e mulheres. Essa dificuldade em reconhecer o que é correto ou não, por parte da idolatria compulsiva psico obsessiva de uma seita maléfica reconhecidamente aviltante e impiedosa para com os sêres humanos normais: Respeitadores, cumpridores dos seus deveres, trabalhadores. Enfim, aqueles que querem o bem das suas famílias, o bem dos próximos e o bem maior que é ver e contribuir para o desenvolvimento e crescimento do nosso País. Obrigado e um bom final de semana para todos.

  6. Sinto muito. Sou extremamente lento. Só poderei respondê-lo daqui há três décadas e meia, talvez. Pode ser, que nessa data futura. Aula sôbre substantivo não seja desonesta e deliberadamente substituída por ideologia, igualdade de gênero ou qualquer coisa que o valha. Meus sinceros cumprimentos. Passar bem.

  7. Obrigado por responder, Luiz Carlos.
    Mas ficou no ar uma pergunta, sem resposta:
    Afirmaste que a aula da professora foi uma doutrinação esquerdopata comunista.
    Talvez fosse possível reclamar de um desvio do currículo.
    Mas…
    … doutrinação esquerdopata comunista?
    Não queres explicar o porquê de entenderes que trata a aula de doutrinação esquerdopata comunista?
    É o xis do busílis.
    O resto parece diversionismo.

  8. Com todo respeito, deixo isso ao seu cargo. O senhor é a pessoa mais certa em responder a sua própria pergunta. Não tenho capacidade em contorcionismo verborrágico. Por educação e princípios. Tenho respeito por tudo e por todos. Mas, essa determinação em defender arbitrariedades, desvios de função e conduta. Enxergar as coisas com um viés de pseudo eloquência de genialidade e divindade do Olimpo. Realmente é típico do que os senhores são e representam. Verdade e mentira tem significados totalmente antagônicos. Os que o senhor defende e corrobora. Pregam o que dizem ser verdades, ardilosamente utilizando-se de mentiras, subterfúgios e mal entendidos. Como disse antes, pratico o respeito antes de mais nada. Poderia esperar tamanha desfaçatez de universitários, professores de meia idade, doutrinados na cartilha alienante da psiquê humana. Ou ainda, de pessoas ignorantes no assunto, ou até mesmo dos que são manipulados pela mídia cumpliciada à seita. Mas, do senhor, continuo acreditando que não. Só se for demência, senilidade ou má intenção. Qualquer um pode ter, seguir e pregar suas ideologias político partidárias. Mas, se não reconhecer os danos: moral, ético, econômico, financeiro, político e tantos outros. Causados por esses governos e governantes antes do atual. Não pode ser respeitado. Peço-lhe desculpas e com todo apreço e simpatia, agem de má fé, embuste e perversidade. Não vou aprofundar mais no repertório de palavras que definem e simbolizam essa “caterva”. Tenha o senhor um bom final de semana na proteção do Nosso Deus Todo Poderoso.

Deixe uma resposta