CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Assistam o vídeo que está no final desta mensagem.

O presidente da CPMI faz perguntas ao hacker sobre o código-fonte e funcionamento das urnas.

Questionado sobre o que é, e como funciona, o código fonte das urnas eletrônicas.

Delgatti explicou a gravíssima e histórica vulnerabilidade das urnas eletrônicas no Brasil, com o código fonte manuseado por 1 única pessoa, no máximo 5, que, em mãos maliciosas podem alterar resultados eleitorais em todo o Brasil, e perguntado sobre a solução para eliminar os riscos, e garantir proteção, declarou que somente o voto impresso auditável poderia garantir a proteção das urnas dos riscos de mãos maliciosas terem a posse do código fonte.

Um detalhe importante, o hacker mandou um recado para o STF/TSE, quando falou sobre o código fonte, nomeou o Janino como criador de possíveis fraudes e deu detalhes da jogada algorítmica IA para manipular resultados por regiões…..

Clique aqui para ver o vídeo.

3 pensou em “LUIS MEZETTI – VITÓRIA-ES

  1. Prezado Luis Mezetti, Devo confessar que não entendo patavina de urna eletrônica ou analógica então envio uma questão que queria ver resolvida: Se a urna é fraudável, por quê o PT deixou Bolsonaro ganhar em 2018?

    • Os sintomas de fraude são vários, Senador sendo eleito com 5 milhões de votos e o filho que fez campanha junto teve 200 mil votos(Bahia/2022). No Ceará Governador sendo eleito com 6 milhões de votos e PT elege 5/6 Deputados Federais que somados dá 1/5 da votação do Governador…..Em 2018 o sistema projetado não esperava a votação expressiva de Bolsonaro e deu no que deu, tentaram até uma falha do sistema que atrasou o resultado sem efeito. Quando se projeta algoritmos dentro de um sistema temos que limitar sua atuação, ter uma base e um limite. O Hacker falou em média regional de eleições anteriores, pode ser este o parâmetro. O que nos leva a desconfiar dos partidos políticos(direções) e suas atuações .

      • Caro Flavio Ferronato, a explicação do Luis Mezetti foi perfeita. A fraude algorítmica não foi capaz de lidar com o excesso de votos para Bolsonaro. Bugou o sistema. Por isso não deixaram Bolsonaro governar e agora nem concorrer ele poderá mais. E ainda vai ser preso. Ou morto. E outra o voto impresso não tem nada a ver com esquerda, direita ou centro. Terminada a eleição, feita a contagem publica dos votos, ganhou esquerda? Esquerda vai governar. Ganhou o centrão? Centrão vai mandar. Ganhou direita? A direita vai governar. Imagina se os bancos pararem de emitir comprovantes das nossas operações bancárias, onde a palavra do dono do banco é a garantia. Não sei como não fizeram isso ainda. Precedência/jurisprudência já existe…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *