CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Papa Berto

Dei abrigo a São Benedito desde que ele saiu d “A Prisão…

Veja na foto abaixo, que tenho em casa:

Ele, São Benedito, e meus bisavós, Cecília e Sebastião Borges de Souza.

Um abraço,

R. Minha querida amiga, que bom voltar a ter notícias suas e ver você por aqui.

A última vez que nos encontramos foi no cafezinho do Pão de Açúcar, lá na Avenida Rosa e Silva, quando matamos as saudades e fizemos muitos fuxicos.

É um privilégio ter como amiga uma especialista em Recife e sua história.

Liliana Falangola no comando do barco que leva turistas para um belo e inesquecível passeio pelas águas do Rio Capibaribe

Que imagem arretada essa que você me mandou!

Um flagrante que traduz com perfeição a pessoa culta e sensível que você é.

São Benedito entre os seus bisavós, protegendo e velando pela sua casa.

Você está muito bem protegida mesmo!

Devo muito a este santo querido, pois foi com a crônica onde conto a história de sua prisão em Palmares que comecei o meu ofício de escriturador.

A sexta edição de “A Prisão de São Benedito” está pra sair nos próximos dias.

É um livro que vende que só a peste.

Os leitores gostam muito dos desmantelos acontecidos em Palmares e que descrevo neste opúsculo.

Gratíssimo pelo contato.

Apareça mais vezes. Será uma grande alegria. 

Capas da terceira e da quinta edição de A Prisão de São Benedito

Deixe uma resposta