A PALAVRA DO EDITOR

Domingo, 30 de abril.

Um terço do ano já se foi.

Logo, logo, estaremos perto das festas de final de ano.

O tempo é mesmo vapt-vupt: passa nuito rápido.

Esta gazeta escrota fecha o mês de abril com tudo pago, em ordem e em dia.

O competente técnico Bartolomeu Silva, que nos dá assistência, já recebeu seu pagamento.

E Chupicleide está relinchando de alegria com o salário depositado em sua conta.

Isso graças às generosas doações dos nosso leitores neste mês de abril, entre eles  Boaventura Bonfim,  Luiz Leôncio, Marta Bianchi e José Mateus na última semana.

Um excelente feriadão para toda a comunidade fubânica!!!

E para embelezar a nossa tarde de domingo, vamos fechar a postagem com a valsa Contos dos Bosques de Viena, uma comovente homenagem de Johann Strauss II à sua belíssima cidade natal.

3 pensou em “LIGEIRINHO, LIGEIRINHO

  1. Lindíssima valsa! Lembrei me do meu avô, professor Celestino Pimentel, que adorava as valsas austríacas!!! Ele tinha uma coleção belíssima. A radiola era “alta fidelidade” Ele colocava os discos no último volume, e ia ouvir passeando na calçada. O povo corria para o Palácio do Governo, que ficava perto, pensando que estava chegando alguma autoridade..E alternava com Inezita Barroso, cantando Cisne Branco e outros dobrados. rsrsrs.. Morei na casa dele, para cursar a Escola Normal.

    Bom dia, querido Berto! Grande abraço.

  2. Ele foi uma figura inesquecível. Era o viúvo de Anna Lima. Catedrático em Inglês, era o tradutor oficial de Natal, durante a 2ª Guerra.

    Abraços e um ótimo dia!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *