LIDIANE LEITE, A EX PREFEITA OSTENTAÇÃO

Lidiane Leite em três momentos de ostentação com o dinheiro roubado da Prefeitura

A justiça do Maranhão condenou pela segunda vez em primeira instância a ex prefeita ostentação do município de Bom Jardim (MA), Lidiane Leite, a seis anos e quatro meses de reclusão no regime semiaberto “por superfaturamento em licitação de obras de infraestrutura em estradas vicinais e esquemas criminosos de desvio de dinheiro de merenda escolar.”

Lidiane já havia sido condenada antes a catorze anos de reclusão em outro processo por fraude em licitação, falsidade ideológica, associação criminosa e crime de responsabilidade. Segundo denúncia do (MP-MA) “a ex prefeita desviou dos cofres públicos mais de R$ 3,5 milhões de reais.”

Nessa segunda condenação, além de Lidiane, também foram condenados Humberto Dantas dos Santos, o “Beto Rocha” (o ex comedor dela), Antônio Oliveira da Silva, José Ribamar Oliveira Rego Júnior, Rodolfo Rodrigo Costa Neto, Márcio Magno Ferreira Pontes e Macson Mota Sá.

As penas ficaram assim distribuídas pela Justiça de Primeiro Grau:

Humberto Dantas dos Santos, o “Beto Rocha” – oito anos e sete meses de reclusão no regime fechado, mas está solto.

Era o responsável por montar o esquema criminoso para fraudar licitações no município e desviar o dinheiro dos cofres públicos. Uma empresa disposta a participar do esquema era escolhida, vencia a licitação e em seguida os documentos eram falsificados. Apesar de não ser o prefeito, tinha influência sobre Lidiane Leite, sua companheira e então prefeita municipal.

Rodolfo Rodrigo (condenado a quatro anos e 10 meses de reclusão no regime semiaberto) e José Ribamar Oliveira Rego (condenado a quatro anos e dez meses de reclusão no regime semiaberto). Eram os “proprietários” da empresa ganhadora das licitações e sabiam que tudo era realizado de forma ilegal. Eram cúmplices dos demais réus para se beneficiarem das verbas que seriam destinadas ao Município pelos contratos entre sua empresa e a Prefeitura.

Márcio Magno Ferreira Pontes, (condenado a cinco anos de reclusão no regime semiaberto). Era o presidente da CPL à época dos fatos e confessou que não tinha nenhuma experiência na área. Afirmando ainda que não cumpriu as determinações legais, como publicação de editais, observância de requisitos essenciais da empresa contratada, dentre outros, e que mesmo assim assinava a documentação toda como se estivessem totalmente de acordo com a legislação. Cada ação era ordenada pelo acusado Antônio Oliveira, de alcunha “Zabar”, e que, apesar de não ser funcionário do Município, era amigo de Beto Rocha e Lidiane Leite e comandava o setor de licitação.

Antonio Oliveira da Silva, o ‘Zabar’, e Macson Mota, (ambos condenados a quatro anos e dez meses de reclusão no regime semiaberto). Eram os homens de confiança de Beto Rocha e foram agraciados com vitórias de empresas suas e de aliados em licitações. Para o MP, eles ‘davam as cartas’ no setor de licitação do Município e a RJ Construções LTDA era de propriedade de dois conhecidos seus, os acusados Rodolfo Rodrigo e José Ribamar Oliveira.

Todos estão livres, leves e soltos para roubarem, assaltarem o erário municipal, delinquirem, matarem (se for o caso), ocultarem patrimônios, coagirem testemunhas, concorrerem a quaisquer cargos eletivos, participarem de novas licitações fraudulentas, assumirem cargos de confiança e comissionados, graças à decisão de seis ministros canalhas, bandidos, marginais, do Supremo Tribunal de Favores (STF), que decidiram que “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória ad infinitum.”

8 pensou em “LIDIANE LEITE, A EX PREFEITA OSTENTAÇÃO

      • Estimadíssimo Carlos:

        Infelizmente, não! Essa bandida se casou com o presidente da “Câmara de Vereadores” de outra cidade contígua, já pariu três filhos, e vive nababescamente com toda grana que roubou da prefeitura municipal de Bom Jardim (MA), utilizando os modos operandi aprendidos ante, e rindo-se da cara da justiça e de todos os abestalhados do município!

        No Brasil a lei só funciona para os lascados, honestos, fudidos e malpagos!

    • Caro A. Luís em:

      Ela está sendo “cumida” por outro, do qual já pariu três filhos, para fugir da justiça, que só funciona para quem é lascado, fudido, malpagos!

    • Estimado colunista José Ramos:

      Quero deixar um testemunho de coração aqui e agora, como diria o repórter do SBT Gil Gomes: leio todas suas crônicas publicadas aos domingos aqui no JBF, e me delicio com as peripécias da infância.

      Meu nobre cronista: Infelizmente eles não vão se fuder nem devolver o dinheiro roubado dos fudidos cofres públicos municipais, porque toda essa grana foi investida em bens imóveis e nunca registrados em CARTÓRIO DE REGISTRO GERAL DE IMÓVEIS, principalmente no interior do Nordeste, onde tudo funciona como um CURRAL!

      E nunca eles vão para a cadeia, porque o Brasil é um país onde as leis só penalizam os HONESTOS!

  1. Ao invés de chamar essa desgraça de PREFEITA ostentação, deveríamos chamar de PERFEITA ostentação. O povo não tem jeito. Essa mulher foi candidata porque o tal Humberto não podia por era mais sujo do que pau de galinheiro. Agora, pode até devolver os bens, mas as viagens não tem como.

    • Maurício, é uma honra recebê-lo aqui nesse espaço despretensioso.

      A “Justiça” não vai provar nunca quais são os bens que pertencem a essa pilantra e a quadrilha que com ela atuou para saquearem a Prefeitura de Bom Jardim (MA), porque no Brasil não existe uma lei eficiente que prove a rota da grana roubada como acontece nos EUA.

      Mesmo que ele e a quadrilha que com ela atuou tenham pego todo o dinheiro roubado e tenham investido em imóveis esses imóveis não estão registrados em nome deles, porque eles fazem apenas os TRASLADOS NO CARTÓRIO DE NOTAS, não registram em CARTÓRIO DE REGISTRO GERAL DE IMÓVEIS, onde o dono, que pode ter recebido uma grana preta por fora para não transferir a titularidade, e morreu o boi!

      Quem é que vai provar quem é o dono de imóvel? O que está com o nome do imóvel Registrado do Cartório de Registro Geral de Imóveis, ou a quem ele vendeu e só fez o TRASLADO?

      Trabalho na área de corretagem há muito e é o que mais VEJO: “Advogados”, agiotas, “empresários”, “gente que possui muita grana adquirida de forma ilícita, para ocultarem os “bens” do fisco e da esposa, como fez LAPA DE LADRÃO, comprarem os imóveis ATÉ POR MEIO DE ESCRITURA PARTICULAR!”

      Como falei certa vez a um determinado TABELIÃO: “Enquanto o PARLAMENTO não aprovar uma lei eficiente obrigando a todos os proprietários de imóveis, (até barraco de favela), a registrarem seus imóveis no Cartório de Registro Geral de Imóveis, eliminando toda a burocracia, criada só para obstacular o sujeito honesto a registrarem seu imóvel, eu não registro o meu”!

      Como disse Tom Jobim: “O Brasil é o único país do mundo que funciona de cabeça para baixo!”

      Portanto, nobre professor, nunca vai se descobri onde esses pilantras “investiram” a grana roubada!

      Não vê LAPA DE LADRÃO! É DONO DE TUDO E NÃO É DONO DE NADA!

Deixe uma resposta