DEU NO JORNAL

A pandemia de covid-19 não interrompeu os pagamentos feitos pela União para custear serviços prestados a ex-presidentes da República.

Cada um tem direito vitalício a uma equipe de até 8 assessores e à cobertura de gastos com passagens, diárias desses funcionários, combustível, seguro e manutenção de 2 veículos.

Solto depois de passar quase 2 anos preso por condenação na Lava Jato, Luiz Inácio Lula da Silva liderou esses gastos de janeiro a outubro de 2020.

A despesa com o petista somou R$ 790 mil no período.

Desse valor, R$ 249,8 mil foram com diárias e passagens.

* * *

Ceguinho Teimoso está certíssimo: Lula é o líder em tudo!!!

O ex-presidiário está sempre à frente.

Como costuma dizer minha vizinha Maria Satanás, militante petista ferrenha, Lula é o número 1.

No presente caso, ele é bem mais que o número 1.

Ele é o número 790 mil.

4 pensou em “LIDERANÇA ABSOLUTA

  1. Diriam as Cassandras do Lula:

    – Ahin, mas nos EUA os ex-presidentes também têm direito a segurança e passagens, etc.

    Nos EUA, depois de 2 mandatos acabou a possibilidade de eleições de um ex-presidente. Lá, a morte de um ex-mandatário demonstraria fraqueza para o país, aqui nem seria notado.

    Por último, mas não menos importante. Lá não tem ex-presidente ex-presidiário.

Deixe uma resposta para João Francisco Cancelar resposta