DEU NO JORNAL

Um homem acusado de roubo em Japeri (RJ) se livrou da prisão preventiva graças à Lei de Abuso de Autoridade.

Na decisão que o tornou réu — inclusive por usar arma de fogo e ter agido com um comparsa — o juiz Heitor de Andrade disse ter sido convencido da necessidade de prisão preventiva, mas evitou a medida para não ser punido.

Um dos artigos da lei prevê 1 a 4 anos de detenção para quem “decretar medida de privação da liberdade em manifesta desconformidade com as hipóteses legais”.

“A vagueza das expressões utilizadas pelo legislador parece incriminar a própria judicatura […] A pretexto de se coibir o abuso de autoridade, não se pode acabar com a autoridade que o juiz precisa para decidir”, despachou o juiz.

Segundo a acusação, o homem agiu com um comparsa e usou arma de fogo para ameaçar a vítima.

* * *

A Lei de Abuso da Nossa Paciência está  funcionando a pleno vapor.

A bandidagem do Brasil inteiro festeja com muito alegria.

Ao invés de fogos, eles soltam tiros em homenagem a quem votou pela aprovação dessa excrescência.

Bandido festejando a aprovação da Lei de “Abuso de Autoridade”

Deixe uma resposta