COMENTÁRIOS SELECIONADOS

Comentário sobre a postagem NO OLHO DO FURICO DO PERGUNTADOR

Eladio Estrela:

Querido Berto,

Venho por este caminho pois não consegui via face com o blog após inúmeras tentativas ali tem bug.

Estou com muita saudade do site original. Ele tinha alguns bugs de adaptação ao smart fone, mas tinha uma melhor visão e podíamos acessar os colaboradores.

Berto, com todo o carinho que lhe tenho embora não me conheça, tenho saudade do site antigo, pois ali tinha um repositório cultural invejável e tenho certeza que não fiquei órfão sozinho.

Nem tudo que é moderno é bom. Por isso por exemplo, não tenho Whatsapp, pois ainda não tenho a ferramenta para bloquear tolices.

Pense na possibilidade de retornar o site anterior, pois seus admiradores e fãs dos seus colaboradores estamos no limbo cultural.

Cordial abraço.

#voltabestafubana!

* * *

Nota do Editor:

Caro Leitor Eladio Estrela:

Você me emocionou e me deixou de coração apertado.

Francamente, não sei nem o que dizer por enquanto.

Vou pensar numa resposta que darei oportunamente.

E, enquanto penso, limito-me a transcrever uma mensagem que mandei, via e-mail, para todos os colunistas,  amigos e colaboradores do antigo Jornal da Besta Fubana.

Uma mensagem datada do dia 8 de janeiro passado.

Está transcrita a seguir.

E, logo após a mensagem, está um link que dá acesso a um postagem sobre este assunto que estamos tratando.

* * *

UM PEDIDO ESPECIAL

Caros amigos:

O projeto do meu novo livro, um romance, já em andamento, não me permite continuar atualizando diariamente o nosso JBF.

Ele deixará de ser um jornal diário, com colunas fixas, e passará a ser apenas um blog comum, um recanto no qual irei postar algumas miudezas pessoais.

Quando tiver tempo e vontade.

Os leitores serão devidamente informados que não mais haverá atualizações diárias.

No novo formato, serão suprimidas as 51 colunas atualmente existentes (isto mesmo: 51 colunas!!!).

Os textos já enviados por vocês serão publicados enquanto a modificação não for implantada.

Peço que não enviem mais novos textos.

Lamento muito, mas conto com a compreensão de todos.

Não tenho palavras pra agradecer a alegria que a convivência com todos vocês me proporciona como editor desta gazeta escrota.

Estou às ordens para qualquer dúvida e mando um abraço do fundo do coração.

Berto

* * *

Clique aqui e leia uma postagem sobre este assunto.

Deixe uma resposta