ROQUE NUNES – AI, QUE PREGUIÇA!

Essa semana que passou foi realmente interessante o que ocorreu em Pindorama. Aqui, na gloriosa Campo Grande, Tupã resolveu abrir seus cântaros e choveu pacas….graças a Tupã! Nossa terra estava seca e sedenta dessa bendita água do céu. Mas foi na taba central, e mais ainda no além-mar, onde alguns araribóias resolveram descansar suas pirogas e começaram a conspirar contra o Brasil. Fiquei bispando aquele amontoado de pavões, cheios de si, acreditando serem reencarnações de um Cesare Beccaria, ou mesmo um Barão de Montesquieu, ou até mesmo um Drácon na sua sanha punitiva.

Mas o convescote de comadres que se reuniu em Lisboa, com a fina flor do judiciário caeté tinha outra coisa em mente. E, essa outra coisa revela um desejo e um medo que vai tomando forma à medida que o tempo escoa e Jacy ilumina nossos céus. Enquanto isso, pessoas a quem eu, pobre caeté em sua taba necessitando de consertos no telhado, não confiaria nem com um estilingue na mão. Imagina com os destinos e proteção da dita “Carta Magna”, que, de tão magna, ainda não chegou até o povão. Esse mesmo…. o desdentado, o faminto, o barrigudo cheio de esquistossomose esquecido em algum grotão de Pindorama.

Primeiro, o desejo. As falas dos ditos iluminados ministros do STF – Suprema Trairagem Federal – revelam qual o desejo, não somente deles, mas de uma leva de políticos que se acumpliciaram a eles para sabotar o país. Não! Eles não estão fazendo oposição ao Bolsonaro. Eles estão fazendo sabotagem contra o país, afinal, Bolsonaro também vai passar, mas os malefícios que eles fazem vão ficar por gerações nos assombrando. Os ditos ministros do STF – Supremo Tolete Federal – que custam bilhões aos desdentados e descamisados do país estão em uma sanha delinquente de inviabilizar o país, provocar uma bagunça institucional e incitar uma reação mais violenta do povo, ou mesmo das Forças Armadas, pois estão, perigosamente, achando que tudo podem, tudo fazem, e nada vai lhes acontecer.

O que eu temo não é alguém jogar ovo podre, ou mesmo um tomate, mas sim provocar o povo até uma situação de tensão em que a única saída será a guerra civil. Guerra que esses senhores – desordeiros do Estado de DIREITO -, provocarão, mas verão o circo pegar fogo lá de Portugal, de Paris, ou Londres. E isso, no barato. Antes, eles provocarão o fim da Carta de 1988, achando que estão mandando em tudo e esquecem as sábias palavras de uma raposa política da década de 1970, o saudoso senador Petrônio Portella: “quem acha que está mandando em tudo, na verdade não está mandando em nada.”

O desejo que se esconde por trás de outro desejo é bem mais simples de se compreender e segue um modo de agir que já disse várias vezes aqui. Vão bagunçar juridicamente a nação, cauterizando a sensibilidade do povo para poder soltar o ladrão de estimação deles. Não deu outra. Agora o desejo mais profundo é que, sob essa máscara de “defesa da democracia”, estão solapando as liberdades individuais, calando o dissenso e bloqueando quem pensa e age diferente deles. O mesmo que ocorreu com Donald Trump vai ocorrer aqui, só que com o acumpliciamento e a ação da corte que, em tese, deveria ser a guardiã da Constituição, da Lei e da ordem. Tornou-se valhacouto de vagabundos intelectuais e pilantras do Direito, infelizmente.

Se alguém acredita que a eleição de 2022 vai ser pacífica, ordeira e tranquila, pode esquecer. De um lado vai estar a decência, a moralidade, o senso de ética. De outro, como já pode ser visto estarão o STF – Supremo Traidor Federal -, as redes de televisão famintas por verbas públicas, os partidos tradicionais – leia-se “ladrões do dinheiro do contribuinte” -, a retórica da “experiência”, da “salvação da democracia”, da “dignidade”, e tudo isso comandado pelo maior ladrão da história da humanidade. Lúcio Flávio perto dele é um amador de jardim de infância.

O segundo ponto é o medo. Medo de se concretizar em 2022 aquilo que eles menos querem e o que mais temem: mais quatro anos para Jair Bolsonaro. Esse repeteco, que para a maioria dos demais caetés não passa de uma simples prorrogação, na verdade irá ter um impacto fulminante no “status quo” do Poder, sequestrado há trinta anos por parasitas, oportunistas e escroques de todo tipo. A se repetir mais quatro anos, Jair Bolsonaro poderá indicar mais sete ministros do STF – Supremo Toroço Federal – contando com mais dois; Nunes Marques e André Mendonça, serão nove. Entenderam agora o motivo do nanico Davi Alcolumbre não pautar a sabatina do Mendonça. Mas tem mão de gato nesse assado. Alcolumbre não tem estatura política, moral, articulatória, ou mesmo colhões para fazer o que está fazendo. Há mão de gato nesse negócio.

E esse medo os tem “fazido” borrar a toga. O que Dias Toffolli disse em Lisboa foi uma confissão da delinquência que os ministros, juntamente com políticos estão tramando. Antevendo uma vitória de Bolsonaro em 2022 esvazia-se o poder do executivo e o faz conviver com um “semi-primeiro-ministro”. Imaginem um “semi-presidente” convivendo com um “semi-primeiro-ministro”? A República não dura dois meses. Vai ser guerra civil mesmo. Quando Toffolli disse aquela barbaridade, o que mais me deixou assustado foi o silêncio ensurdecedor dos demais poderes da República, dos juristas, dos doutrinadores do Direito, das Escolas de Direito, da OAB, da Associação de magistrados. Todos ficaram calados, vendo membros da corte transformarem aquela instituição em um tribunal de foras-da-lei.

O medo de Bolsonaro se reeleger tem “fazido” – em caeté castiço -, os ministros do STF – Supremo Trambolho Federal – se nivelarem ao mesmo tipo de gente do PCC e do Comando Vermelho. A arrogância, a jactância, a burrice ilustrada permeada por citações em alemão, em francês, em latim, em inglês só revela o tipo de gente que tem lá. Tem-se lá o Marcola, o Fernandinho Beira-Mar, O Escadinha, o João Acácio Pereira ( o bandido da luz vermelha), o Hosmany Ramos, o Maníaco do Parque, entre outros. A diferença é que os verdadeiros faziam horrores com pessoas físicas, e estes fazem horrores com uma nação.

Mas tudo tem um objetivo. A luta será renhida e árdua. Mentiras escorrerão como leite de mamão verde e o nosso STF – Supremo Tribunal Federal -, o glorioso STF de Victor Nunes Leal, de Nelson Hungria, de Sidney Sanches, de Francisco Rezek estará sendo humilhado e vilipendiado por vagabundos e delinquentes morais que tem apenas um único objetivo: entregar o Brasil para a quadrilha mais perversa e desumana do mundo – o PT -, a fim de continuarem vivendo como os czares da Rússia pré golpe comunista. Se cuida Brasil!

10 pensou em “LEGALIDADE

  1. Mas tu é macho mesmo, caboclo! Nesses tempos de encagaçamento geral, só mesmo cabra macho pra falar desse jeito daquelas imundícia!!!! Se aqueles jaguaras lerem a coluna vai bater PF em Campo Grande! Mas é isso mesmo! Que se fodam!

    • Terei orgulho de ser preso a mando desses vagabundos. Esse tipo de prisão enobrece qualquer um, pois a luta é digna. Nunca pisei num presídio, pois tive educação, honra, sentido de ética e de moralidade, única herança deixada pelos meus pais. Mas, se eu for preso por causa desse texto, será a minha glória. Minha prisão mostrará aquilo que eles são: tiranos, ditadores imundos e nanicos morais. Deus te ouça!

  2. Não temos uma carta magna meu amigo , foi-nos impingido uma carta magma saida das profundezas do esturricante abismo político .
    A história do último czar , é bem diferente . O comunismo executou o czar e família ( santificados pelo cristianismo ortodoxo ? ) , porém criou outros mais atrozes. Os czares , reis , imperadores não importa a denominação do mandatário ,na maioria dos países foi trocada pelos reis da república .
    Este nosso presidente ao que vemos é diferente , porém o séquito que herdou de governos passados o estão prejudicando a vistas de muitos.
    Precisamos de toda a forma de evitar uma guerra civil. Teremos em uma guerra , que matar membros de nossas próprias famílias , ou vê-los morrer por mãos de outros . E devido ao estado jurídico em que deixaram a nossa nação e cultura , a barbarie devera ser enorme. Ruanda na Africa , Bósnia na Europa são exemplos recentes.
    Espero do sr Presidente um pouco mais de ação , firmeza e energia como todo chefe de governo deveria ter. Não é preciso truculência , mas o desrespeito e a virulência deve ser combatida com maior rigor. A esquerda está tentando colocar os conservadores em uma latinha de conserva. E não somos sardinha, nem bispos .

  3. Roque, como disse Cazuza “estamos meu bem por um triz…” O STF nas varias denominações do texto é o maior fazedor de merda desse país. Os caras são sacanas aos extremos.

  4. Grande Roque …..

    Um texto, como diz Cícero Tavares, usando CATILOGÊNCIA, termo criado pelo cearense Falcão, ambos meus xarás, com grande honra….

    CATI de “catigoria”
    LOG de lógica
    ENCIA de inteligência

    Suas palavras são o dedo na ferida destes cafajestes do ST, do nosso Senado e outras instituições como OAB, imprensa, ABI e principalmente nossas Forças Armadas…..

    Sua finalização de outro texto memorável….
    ” …. nosso presidente com muita salivação e pouca ação …” foi bem no olho do futico de nosso presidente…….

    Depois de toda a manifestação de sete de setembro, a afinada que JMB deu, mostra o quanto o Toscão se protege com a desculpinha de Janjão de “jogar dentro das quatro linhas …..”

    Ora bolas, ele acha que somos estúpidos ???

    Os caras fizeram gol em “flagrante” impedimento, estão “agredindo” todos os jogadores, meteram a porrada nos bandeirinhas, confiscaram o salario de alguns cidadãos na plateia, expulsaram os bons repórteres, mandaram prender o delegado, estão impedindo a substituição de nosso importante jogador, tornaram sigilosas as imagens oficiais do jogo ( Sorte que a Internet não esquece) e ainda proíbem que a sumula do jogo seja acessada……..!!!!!!

    O que mais é preciso ???!!!!!!!

    O que faz pensar que com um segundo mandato ele vai proteger o Brasil destes FDPs…..
    Nunes Marques ainda não disse a que veio e Mendonça nem está no jogo ……..

    Não acho garantido a reeleição em 2022, seja pela própria atitude falastrona de JMB (por enquanto não tem mais meu voto), seja pelas “urnas” eletrônicas invioláveis.

    Alguém acha que Renans, Barbalhos, Lobinhos, Azis, Pachecos, Alcolumbres, Lyras, Maias, Moro e outros não serão reeleitos pelo voto eletrônico sem possibilidades de auditorias ….????

    Me engana que eu gosto………

    PS…: Como diz Benedita da Silva, “…..sem sangue não há solução ….”

    • Pois é Joaquim Francisco.

      Ela não quis dizer, ela disse e eu concordo ……. Para eliminar esta putaria somente com sangue, muito sangue…….

      Internet e passeatas não resolvem e ainda temos de ouvir as merdas de que são “atos antidemocráticos”

      PQP ,,,,,, e o JMB afinando para se proteger ……. FDP …….

Deixe uma resposta