DEU NO JORNAL

Após o desfile cívico de sete de setembro, realizado na Avenida da Paz, em Maceió, o governador Renan Filho (MDB) resolveu descer do palanque onde assistiu à apresentação com as demais autoridades para cumprimentar os integrantes da passeata denominada como, ‘Grito dos Excluídos’.

Durante os cumprimentos, Renan Filho, o vice-governador Luciano Barbosa e lideranças do movimento posaram para a foto junto de uma bandeira que pedia liberdade do ex-presidente da república Luís Inácio Lula da Silva.

* * *

Este gunvernadô é o cabra certinho pra defender o encarcerado de Curitiba e pra cometer a desfaçatez de empunhar a bandeira do “Lula Livre”, maculando a festa de comemoração da nossa independência.

Filho de um corrupto como Renan Calheiros, que responde a duas dezenas de processos por ladroagem, o governador das Alagoas perpetrou essa indecência durante a festa da independência, no último sábado

A falta de caráter é genética neste caso: passou do pai para o filho.

A dupla de ratos com foro especial, Renan Pai e Renan Filho, é investigada em dois inquéritos por ter recebido propina da Odebrecht.

Dois tolôtes consanguíneos que se nivelam nas artes ladroatíferas.

E que formam um trio perfeito com o cumpanhêro Lula.

Corrupto Pai, Corrupto Chefe e Corrupto Filho num palanque alagoano: um trio surrealista autenticamente banânico

Deixe uma resposta