DEU NO JORNAL

O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Gesivaldo Britto, e outros cinco magistrados foram afastados do cargo por 90 dias, na manhã desta terça-feira (19), em Salvador.

A decisão decorreu de uma operação da Polícia Federal para combater um suposto esquema de venda de decisões judiciais, além de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência no estado.

Os mandados foram expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e houve bloqueio de bens de alguns dos envolvidos na investigação sobre legalização de terras no oeste baiano, no total de R$ 581 milhões.

* * *

Êita porra!!!

Mais de meio bilhão de reais de ladroagem foi bloqueado. 

O STF está servindo de inspiração pros TJs estaduais.

Até o presidente do Puteiro de Justiça da Bahia levou um pé na bunda.

Enquanto isso acontece lá naquele estado, com o presidente do cabaré sendo afastado, o militante petista Dias Toffoli continua na presidência do Supremo Puteiro Federal.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

Deixe uma resposta