DEU NO JORNAL

Mark David Chapman, 65, o homem responsável por tirar a vida de John Lennon em 1980, teve sua liberdade condicional negada pela 11ª vez, segundo informações das autoridades penitenciárias estaduais nesta quarta-feira (26).

Chapman está cumprindo uma sentença de prisão perpétua numa penitenciária de segurança máxima.

A primeira vez que Chapman pediu uma revisão da sua sentença foi em 2000, 20 anos após ter cometido o crime.

A próxima audiência de liberdade condicional de Chapman está marcada para agosto de 2022.

* * *

Isto pode ser classificado de injustiça desumana e cruel, que não adota o princípio da ressocialização dos presidiários, como é o caso de Banânia.

Um fato que, segundo Maria do Rosário, só poderia mesmo acontecer num país imperialista, nazi-fascista, direitista, subdesenvolvido, retrógrado e de terceiro mundo.

É por isso que Trump e Bolsonaro vivem aos beijos e abraços, completou Rosário.

Ao tomar conhecimento desta decisão absurda da justiça americana,  Gilmar Mendes declarou que vai recorrer à Corte Internacional de Apelação, em nome do STF.

Boca-de-Buceta informou que irá requerer a soltura imediata deste pobre excluído pela sociedade capitalista, injustamente encarcerado há quatro décadas.

40 anos!!!

Que coisa absurda!!!

2 pensou em “JUSTIÇA INJUSTA NUM PAÍS DO TERCEIRO MUNDO

  1. Que merda de país e este que além de tudo não da o direito destes excluídos da sociedade a aquela famosa saidinha que nesta República de banania até quem mata os pais tem direito

Deixe uma resposta