CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Caro Luiz Berto,

Com a invasão de lojinhas de 1,99 (dona Dilma até teve uma), criou-se no país a fantasia de mostrar valores com menos 0,99 como se fossem uma grande vantagem.

Eram produtos chineses – na maioria – sem qualquer utilidade ou se usado fora de qualquer controle de qualidade.

Então, adotou-se a prática em que somos ótimos; produtos começaram a serem oferecidos com a mágica do 99 no final, dando a falsa impressão que os compradores faziam grande negócio.

Hoje, vemos isso em todo lugar, como se 1 centavo diminuísse o valor total do produto.

Agora, vejo o presidente da Petrobras anunciar que o gás de cozinha – essencial para quem não pode usar lenha para cozinhar – custará “Ó maravilha! R$ 99,99 o bujão de 13 kg”.

As lojinhas de 1,99 voltaram a moda, com o atual governo.

Creia, se colar, serão usadas até exaustão, até alguém desconfiar …

Que tal falar a verdade?

Abraço

Um comentário em “JOSÉ ALVES FERREIRA – SÃO PAULO-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *