CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Caro Berto,

Passando a vista pelo G1 na manhã de ontem, me deparei com uma manchete cujo sub titulo me deixou muito curioso.

Resolvi ver a matéria para verificar se havia sido apenas um pequeno erro (que já é muito estranho por se tratar de um sitio muito correto), e dentro da matéria tinha o mesmo trecho (veja fotos de captura de tela anexo).

Ai eu pergunto:

Será que vão esperar pra ver se o defunto vai pro céu ou pro inferno para poder marcar o novo interrogatório?

R. Enquanto espera a solução desta dúvida cruel, acho que o eclesiástico corrupto não vai aguardar a marcação da data do interrogatório no Céu ou no Inferno.

O Monsenhor vai ficar esperando a decisão no Purgatório…

 

Deixe uma resposta