DEU NO JORNAL

A chegada de novas doses e insumos para fabricação pela Fiocruz e Instituto Butantan fez o ritmo da vacinação no Brasil quase dobrar neste mês de março, em relação a fevereiro.

Segundo o portal vacinabrasil.org, era de 205.292 a média diária de doses aplicadas ao final do mês passado, mas começou a acelerar em março até atingir 384.752 no domingo.

Com a liberação do estoque que era reservado para garantir a aplicação da 2ª dose, a tendência é que, logo, a média passe de 500 mil.

Sem muita comemoração pelos que parecem torcer pelo vírus, a sexta (19) foi o primeiro dia em que o Brasil aplicou mais de 500 mil doses.

O ritmo cai apenas aos domingos, quando fica entre 65 mil e 115 mil.

O Ministério da Saúde estima que a liberação das doses de reserva, de segunda dose, deve dobrar o número de vacinados em uma semana.

* * *

A notícia aí de cima diz que estes números ocorreram “sem muita comemoração” dos alarmistas funerários, aqueles tabacudos que torcem em favor do vírus e não em favor da saúde do povo.

Pois eu não vi nem muita e nem pouca comemoração: eu não vi nenhuma.

Que eu saiba, a grande mídia oposicionista, cuja missão nos últimos tempos é espalhar o terror nos ares, não falou nada sobre o assunto.

A jornalistagem canhota deste país já está na fila pra ser enrabada pelo jumento Polodoro.

Não vai restar uma única prega nas redações banânicas!

2 pensou em “JÁ ESTÃO NA FILA DE ENRABAMENTO

  1. O ritmo da vacinação do jeito que está, já está na hora de acabar com essa palhaçada de lockdown e toque de recolher e outros bichos. E CADÊ A PRESTAÇÃO DE CONTAS DO DINHEIRO RECEBIDO DO GOVERNO FEDERAL??? GOVERNADORES????

Deixe uma resposta para marcello Cancelar resposta