3 pensou em “INVASÃO VERDE-OLIVA (I)

  1. Excelente notícia.
    500 dias sem NENHUM caso de corrupção no governo Bolsonaro.
    Brasil acima de tudo e Deus acima de todos!!
    Nossa bandeira jamais será vermelha!!

  2. Primeiro não são 13. São 9 militares. Graças. Sem problemas. Equipe altamente técnica. Qual problema? E temos o ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello

    Anotem aí:

    Alexandre Magno Asteggiano, capitão, será assessor;

    André Cabral Botelho, subtenente de infantaria, será coordenador de contabilidade;

    Angelo Martins Denicoli, major, será diretor do Departamento de Monitoramento e Avaliação do SUS (Sistema Único de Saúde);

    Giovani Cruz Camarão, subtenente, será coordenador de FNS (Finanças do Fundo Nacional de Saúde);

    Luiz Otávio Franco Duarte, coronel, será assessor especial do ministro;

    Marcelo Sampaio Pereira, tenente-coronel, será diretor de programa;

    Mario Luiz Ricette Costa, tenente, atuará na Subsecretaria de Planejamento e Orçamento;

    Ramon da Silva Oliveira, major, será coordenador-geral de Inovações de Processos de Estruturas;

    Vagner Luiz da Silva Rangel, tenente-coronel, será coordenador de execução orçamentária.

Deixe uma resposta