DEU NO JORNAL

Os ex-governadores do Rio de Janeiro Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho foram presos na manhã desta terça-feira, 3, no Rio de Janeiro em uma operação do Ministério Público estadual.

Por conta de fraudes em contratos da prefeitura de Campos dos Goytacazes com a empreiteira Odebrecht.

A denúncia foi baseada em no superfaturamento na construção casas populares em dois programas habitacionais do município, em licitações que superam o valor de 1 bilhão de reais, durante os dois mandatos de Rosinha na cidade do norte fluminense, entre 2009 e 2016.

Segundo o MP-RJ, o prejuízo aos cofres públicos é de 62 milhões de reais.

* * *

A família que rouba unida, permanece presa unida.

Por ordem de Lula, Gleisi Amante Hoffmann já expediu uma nota oficial em nome do PT condenado a “judicialização da política”.

Um absurdo prender dois inocentes, disse ela.

Fazer marido e mulher cagar de cócoras na cela não é condizente com o alto cargo que os dois exerceram na governança do Rio de Janeiro, o estado que já teve os melhores governadores do Brasil.

E ainda mais por conta de uns poucos míseros milhões.

“Esses dois cumpanheros forma uma parelha de honestos que eu munto admiro”

Deixe uma resposta