CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

REZA OU PÓLVORA?

A esse sujeito falta moral até para ser porteiro de prostíbulo

Sou Católico não praticante, mas desde quando começaram a surgir os primeiros podres dos ministros dessa dita suprema corte, eu na condição de cidadão e em nome do Brasil faço uma oração por semana. Porém depois de assistir as primeiras sessões da CPI da Pandemia, passei a orar todos os dias.

Dá para imaginar que um sujeito que não vale o que o gato enterra, que tem metade da família, mulher e irmão, hóspedes de penitenciárias, dirigindo uma CPI que se propõe a investigar roubo do dinheiro público da saúde, quando ele é o principal protagonista dessa prática na área?

Diga-me com quem andas e eu te direi quem és. Pois é, esse sujeito sem caráter aparece no circo montado no senado, se é que esse prostíbulo pode ser chamado de senado, fazendo dupla com um outro elemento que responde a doze processos, processos esses, que há anos servem de almofada para os quadrilheiros do Supremo Tribunal Federal por a bunda.

Vou parar porque se continuar baixarei ainda mais o nível e meus leitores merecem respeito, já chega a falta de respeito ao mostrar o focinho dessas duas figuras imorais que desmoralizam o congresso.

Esse exigia de empreiteira salário para a sua puta – 12 processos

3 pensou em “HUMBERTO LUNA – SÃO PAULO-SP

  1. Esta CPI é o cenário do que há de pior em nossa política e porque não dizer; judiciário (STF).

    Isso é só um pequeno sinal do que irá acontecer se o Lulla voltar.

  2. Toda essa nojeira é culpa dessa democracia de merda!

    É nisso que dá deixar um bando de macacos, analfabetos e mortos de fome, decidir sobre quem deverá dirigir os destinos da nossa nação.

    CADÊ A GUILHOTINA, PORRA !!!!!

    Vamos degolar esses filhos da puta tudinho.

    Considero ótimo que tentem empichar Bolsonaro. Tentem! Estão cutucando a onça com vara curtíssima. É nessa hora que o cacete vai cantar e montes de canalhas dessa estirpe vai ter a cabeça enfiada na ponta de uma vara, como estandarte do bloco da vergonha na cara.

Deixe uma resposta