DEU NO JORNAL

O navio “Esperanza” da ONG Greenpeace chegou ao porto Degrad des Cannes (Guiana Francesa) em 28 de agosto. Saiu no dia 30 e passou onze dias no mar, voltando no dia 10.

As manchas de óleo começaram a aparecer no litoral do Nordeste em 2 de setembro.

O navio saiu outra vez da Guiana Francesa no dia 12, passou quinze dias sem atracar em qualquer porto até voltar no dia 27.

Os dados são públicos e estão em sites como o My Ship Tracking, que monitoram navios em circulação.

Após sete dias ancorado em Degrad des Cannes, o “Esperanza” iniciou em 5 de outubro viagem pela costa brasileira, com destino ao Uruguai.

Procurado, o Greenpeace explicou que estava na região para “estudar os Corais da Amazônia”, na companhia de cientistas franceses.

Indagada sobre se a equipe do “Esperanza” testemunhou nas viagens algo que ajudasse a explicar o mistério do óleo, a ONG não respondeu.

* * *

Quem suja pública e criminosamente a Praça dos 3 Poderes, pode muito bem sujar os mares.

Escondidamente, criminosamente.

Essa militância descerebrada do Green-Pixe é capaz de qualquer babaquice.

Como toda militância zisquerdóide.

Deixe uma resposta