A PALAVRA DO EDITOR

Uma das palavras mais ouvidas no governo federal nesses últimos meses é “governabilidade”. O que seria esse bicho? Segundo nos contam, trata-se daquele balaio de decisões moralmente lamentáveis e tecnicamente ineptas que os governos, coitados, são obrigados a tomar para conseguirem governar – ou fazem essas coisas feias, mas tidas como indispensáveis, ou não governam nada (em política, argumentam os que estão mandando, a prática deliberada do erro nem sempre é uma desvantagem). O governo do presidente Jair Bolsonaro, como sabem até as crianças com dez anos de idade, decidiu tempos atrás tornar-se governável em modo extremo – está fazendo tudo o que lhe pedem, e muito do que não lhe pedem, com o elevado propósito de governar o Brasil. Está dando certo para os governantes, ao que parece. E para os governados?

A “governabilidade” pode ser uma coisa admirável na teoria política, mas na vida prática a pergunta que se tem de fazer é a seguinte: governar para quê? Se for para dar ao Brasil uma espécie de Dilma-2, o Retorno, com anos de crescimento zero que se alternam com anos de recessão, e com a população escalada para exercer a mesmíssima função, como escrava que trabalha dia e noite para sustentar a máquina estatal – bem, muito obrigado. É onde se encontra, após dois anos inteiros no comando, o governo atual: mais ou menos onde Dilma Rousseff nos deixou. O Estado continua a engolir (e a gastar) a maior fatia da renda nacional. A economia está onde estava em 2018. A alta burocracia deita e rola. O Centrão, o inimigo número 1 do erário nacional, é de novo a grande estrela do governo. As leis continuam servindo para proteger os políticos dos cidadãos, em vez de fazer o contrário. Praticamente nenhum índice de “performance”, salvo no agronegócio, saiu do lugar. O que adianta governar desse jeito?

Nesses dois anos, o governo não fechou, não de verdade, uma única empresa estatal – uma meia dúzia de subsidiárias foram vendidas por suas controladoras, e ficou nisso. De concreto, a única coisa que aconteceu foi a demissão do secretário-ministro encarregado da privatização, que nunca teve o que fazer. Não conseguiram fechar nem a empresa do “trem-bala”, um dos maiores contos do vigário do governo Dilma – o ministro dos Transportes acha que a empresa, que jamais colocou um metro de trilho no chão, é indispensável. Outra joia da coroa petista, a TV Brasil inventada por Lula, continua intacta.

Não foi cortado nenhum privilégio nas altas castas do funcionalismo. A população continua sendo extorquida pela mesma carga de impostos de sempre – 30%, ou mais, numa conta de luz, de telefone ou de farmácia. A economia permanece como uma das mais fechadas e menos capazes de competir do mundo. Na hora de fazer a indicação mais importante de seu governo, a de um novo ministro para o STF, Bolsonaro veio com o dr. Kassio, o preferido do Centrão e de um senador processado por corrupção.

O governo está no seu quarto ministro da Educação em dois anos, e não se mexeu um milímetro nos índices brasileiros na área, que continuam entre os piores do planeta; falaram o tempo todo de política, e os livros didáticos lidos nas escolas continuam insultando abertamente os militares, chamados de “torturadores”, os agricultores, acusados de viverem às custas do “trabalho escravo”, e o próprio governo eleito em 2018, que é denunciado nas aulas como fascista, racista, homofóbico, genocida e destruidor da Amazônia.

Quando lembrado de qualquer dessas coisas, Bolsonaro diz: “Então vota no Haddad”. É melhor mudar o disco. Uma hora dessas ele ainda vai ouvir: “E daí? Qual é a diferença?”

27 pensou em “GOVERNAR PARA QUÊ?

  1. A verdade as vezes, é difícil de “engolir”, mas J.R. Guzzo tem razão,sou eleitor do Bolsonaro e aposto em sua reeleição, quanto ao TremBala e TV Lula, deveriam ter sido extintas como primeiro ato de governo, tem que fazer propostas ousadas, se não aprovarem, “jogue” o povo contra eles, tem que investir pesado contra a tal reeleição de Maia e Alcoollumbre (com LL”s), tem que pensar no futuro, Educação não se muda rápido, pode durar décadas, mas tem que mudar e rápido e o tal Nióbio e o Grafeno? Mudou o que? Pelo alto preço e 97% em solo brasileiro, pode ser a nossa salvação financeira, O STF continua “interpretando” a CF/88,um absurdo, a constituição é igual ao jogo do bicho: “VALE O QUE ESTÁ ESCRITO”, TEM QUE SER CUMPRIDA”. Vamos lá Capitão use o “freio de arrumação”, os porcos vão gritar, mas fodam-se!

    • Pois é….. a boa intencao de JMB foi abandonada.

      Defender os filhos, Queiroz, e esposa, é impossível sem “pagar” um bom preco.

      As porradas na mesa do Heleno sumiuram, Mourao no muro, Cruz puto pois a turma do JMB mudou……
      Centrão, Aras, Kassio, Estatais ( EBC, Trem bala, foram promessas de campanha ) e o final da Lava Jato….

      Falou que ia apresentar as provas das fraudes na votacao de 2018 e fingiu demencia, nao tocando mais no assunto, nem o STF……

      Com certeza Joyce nao será considerada a unica traidora…….

      Uma pena…..!!!

      Vejam em SP…… Boulos e Covas foram ao 2o. Turno, um absurdo mas bem previsivel na falta de gente decente…….

      70 anos….. minha ultima eleicao, graças a Deus

  2. “Quando lembrado de qualquer dessas coisas, Bolsonaro diz: “Então vota no Haddad”. É melhor mudar o disco. Uma hora dessas ele ainda vai ouvir: “E daí? Qual é a diferença?”

    Melhor frase você não poderia ter dito Guzzo. Parabéns.

    Lamento aqueles que acreditam cegamente no presidente. Vejam as recentes pesquisas. Seu governo só tem aprovação no Norte, no Mato Grosso e em Pernambuco. É hora de trabalhar pelo Brasil

    • E calar a boca, dele e dos filhos
      E de trabalhar em políticas de educação e saude (ministérios nem-nem: não trabalham nem deixam os outros trabalharem)
      E olhar de frente para a pandemia
      E deixar de se preocupar com “adversários políticos”. Um bom governo é certeza de reeleição
      E cuidar do meio ambiente (defenestrar o minístro ridículo Salles)
      E deixar de atacar a China, maior parceira comercial do Brasil

      Aí vai dar certo

        • Nenhuma dúvida… John Doe, Famigerado, Xande, Francisco, etc, etc…

          Mas (iluminado mas), o criativo cidadão que, feito Pessoa, é tantos, possui meu apreço.

          Vida longa a tantas vidas…

          Um brinde com “Il Mito” ao fubânico que nos brinda com tantos heteronômios.

          TODOS esses seriam BERTO? Taí algo que me faz pensar, pensar, pensar e não chegar a nenhuma conclusão.

          Como já tomei umas dez cervejas (não revelo o nome para não fazer merchandising), creio que está na hora de ir às putas.

          Ótimo domingo aos queridos fubânicos do coração sanchiano.

  3. Infelizmente, é a nossa realidade. Votamos, acreditamos na escolha a cada eleição e nos decepcionamos. Interesses vários se misturam e, o povo? O povo é mero detalhe, como dizia uma personagem da Escolinha do Raimundo. Faltou no texto incluir que até no item família o atual governo se assemelha ao famigerado PT do Lula., bem como na boçalidade dos comentários, que mais parece coisa apropriada para boteco de quinta. Como em texto anterior do Guzzo, precisamos de um estadista, mas onde acha-lo? Os políticos atuais estão mais para membros de facção criminosa que para os cargos que recebem nas urnas. “vamo que vamo”.

  4. sim, agora é bater no Bolsonaro!!
    isso, pessoal!!!
    e deixar rolar o desgoverno paralelo!
    o que dizer do senado, da câmara e dos urubus de toga que na realidade estão governando o país?
    e a dúvida maior: de que lado estão as ffaa (em minúsculas)??
    pandemia, ficar em casa, governadores e prefeitos autorizados pelos urubus a fazer o que bem entendem passando por cima do Poder maior!!
    governar como? com quem o Presidente poderá contar se nós cruzarmos os braços e passarmos de apoiadores para o lado dos críticos isentos e donos da verdade???
    pobre Brasil!
    zero de patriotismo!

    • Que os comentaristas acima leiam, releiam e rerreleiam este comentário da Anita.

      Para Anita ficam aplausos de Sancho: clap, clap, clap…

      • STF, Senado e Camara já eram conhecidos. Ele esteve lá durante 30 anos.

        Ele como militar poderia ter tentado unir as FA, mas nao conseguiu pois Olavo e Filhos torraram o saco deles…

        ARAS, KASSIO, CENTRAO e manter EBC e Trem bala foram escolhas dele pois precisava “governar”,……… acho que pra ele se proteger pois para o Brasil nao mudou nada com seus novos amigos, desculpe, aliados….

        Nao é falta de patriotismo é simples desilusao em funcao da realidade…..

        Como diz JR Guzzo, ele esta parecendo exatamente iguais aos outros…… pra que mudar…..

  5. Guzzo tem mostrado pouca paciência em relação ao Bolsonaro, seria para manter uma boa relação com o Estadão, onde ele é colunista?

    J. Nêumanne também enveredou a criticar Bolsonaro para agradar os patrões.

    Mas vamos lá. Comparar o Governo Bolsonaro como sendo uma versão Dilma 2 é um estelionato intelectual, uma cretinice.

    A esquerda e a grande imprensa (Estadão incluído) ainda não aceitaram a vitória do Bolsonaro em 2018 e jogam como se um 3º turno ainda existisse.

    Bolsonaro errou na escolha de alguns ministros? Sim, Santos Cruz, Bebiano, Mandetta e Moro estão aí para provar. O Weintraub foi detonado depois que Celso de Mello deu publicidade a uma reunião privada do governo onde este disse “por mim eu botava estes vagabundos na cadeia”.

    Na pandemia o STF também deu autonomia aos governadores e prefeitos, que fizeram todos os alunos, do infantil à faculdade perderem o ano letivo de 2020. Isso não é pouca coisa. Ainda assim mudanças drásticas estão sendo feitas na grade curricular.

    Guzzo já esteve em melhor forma, porém a necessidade de garantir o emprego está lhe tirando a razão.

    • Escreve Guzzo: O governo está no seu quarto ministro da Educação em dois anos, e não se mexeu um milímetro nos índices brasileiros na área.

      Aí é muita má vontade com o atual governo que possui MENOS de dois anos de atuação.

      Vejamos: o sujeito encontra TERRA ARRASADA ao assumir o governo e é torpedeado 24 horas por dia por todos os setores da sociedade, com uma pandemia a destruir pontes e mais pontes, como faria um tsunami.

      Aí vem o Guzzo e quer melhoria numa educação que padece de problemas crônicos desde a implantação do MEC, sendo o setor onde impera e domina a esquerda.

      Seria muito mais proveitoso se jornalistas como Guzzo, que sabem ascrever, passassem a pensar em quanto DESPIOROU o Brasil sob o atual governo, pois MELHORAR ninguém deixa.

      Quanto às mudanças na educação digo ser prova cabal de que o governante está se mexendo, tentando encontrar a equação certa. Ao mudar significa que não se acomodou com a péssima situação do banco escolar brasileiro.

      Haja má vontade!!!!!

      Olho para o atual governo e vejo um PRESIDENTE secundado por MINISTROS do mais alto gabarito, que montaram grandes equipes (perfeito ninguém o é) que tentam tirar o BRASIL da ZHERDA onde o enfiaram governos anteriores.

    • Ele também escreve para a Revista Oeste , junto com Ana Paula , Constantino ,Fiuza , Augusto Nunes , entre outros .
      Bolsonaro errou e por que errou ? Alguém o obrigou a errar ( no caso do Mandetta e do Onix fez um agrado ao DEM ) ?
      Por que escolheu Bebiano ?
      Por que escolheu Moro ( aquele que o ignorou antes das eleições , segundo o Bolsonaro ) ?
      Ele poderia ter procurado os parlamentares de primeiro mandato e ter conversado , mas achou que o apoio popular seria o suficiente .

  6. Dizem que certa vez perguntaram a Mussolini se era difícil governar a Itália. Ele teria respondido:

    “Não, governar a Itália não é difícil. É inútil !”

    • Prendi i fugilli
      E vattene a la fontana
      Lá cè il nemigo
      Lá cè il nemigo
      Lá cè il nemigo
      Que nella fontana aspetta
      Prendi il fucile e gettalo per terra
      Vogliam la pace
      vogliam la pace
      Vogliam la pace
      e non vogliam più la guerra

  7. Só para cutucar as onças fubânicas com vara curta:

    “O presidente, que integra a lista dos poucos chefes de Estado que ainda não reconheceram a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais americanas, também declarou hoje ter informações de que houve fraudes na corrida pela Casa Branca. Sem apresentar elementos que corroborem sua tese, amplamente rechaçada por autoridades eleitorais dos Estados Unidos’

    Leia mais em: https://veja.abril.com.br/politica/bolsonaro-defende-voto-impresso-e-fala-em-fraudes-nas-eleicoes-dos-eua/

    Ele tem informações de fraude. Feitas por quem?? Weintrouble, Heleno, Salles, Eduardo (ex-diplomata e boquirroto) ou Carlos (A besta-fera)?
    O Witzel disse que não foi ele, O Doria dissi “inclua-me fora desta”, o Ciro disse que foi o Haddad

    • Joe Biden já venceu nos EUA? Já foi a convenção dos delegados dos estados que elegerá o próximo presidente?

      Trump já disse que se Biden vencer a convenção do dia 14/12 ele reconhecerá sua derrota. Trump está muito confiante

      Aguardemos, pois temos ainda 2 semanas pela frente..

  8. Queiram ou não o Brasil tem no poder público o seu maior empregador (Governos Federal, Estadual e Municipal).
    Os governantes brasileiros, em todos os tempos, consideram que o Estado deve centralizar as ações econômicas. Brasília o centro do poder e de tudo, ainda mais agora com o STF governando também.
    O complicadíssimo e grande sistema tributário, além de prejudicar o sistema o privado virou um gigante indomável.
    Privatizar, mesmo que em pequenas parcelas é impossível com o quase total domínio do Estado e dos políticos.
    Esperar o quê de um país que coloca no poder, além do pouco que escrevi, verdadeiros ladrões para tomar conta do cofre da nação? Até parece que pelo menos os roubos nos cofres públicos quase sumiram. Talvez isto já seja bom demais. Pobre Brasil do futuro!

  9. JUMENTO ILETRADO – VAIDADE DO DEFEITO – PROJETO DE PODER PESSOAL/FAMILIAR
    E VÁCUO TOTAL DE UM VERDADEIRO PROJETO DE NAÇÃO

    1) Para início de conversa afirmo que votei,em 2018, em Bolsonaro Zero Zero,ciente de todas as limitações,insanidades que possui e por absoluta falta de opção frente ao risco da continuidade do projeto petista-comunista de poder ditatorial e totalitário.
    Além das metas pontuais,como:não ao aborto,ao politicamento correto,estado mínimo,a liberação da posse e porte de arma,fim do conluio político “toma-lá-dá-cá”,economia liberal,…

    2) Bolsonaro Zero Zero não foi,não é e nunca será ,ideologicamente, de direita.

    3) Bolsonaro Zero Zero é um ator.Quando deputado estadual/RJ para deputado federal/RJ,como um ponto fora da curva,fez defesa intransigente dos militares e ao período da ditadura militar de 1964 a 1985.E com isso,durante décadas fincou sua bandeira no Congresso Nacional.

    4) Durante 28 anos como parlamentar não teve a competência e o interesse de executar um verdadeiro projeto de nação.Ter um trabalho profundo sobre o que impediu o Brasil de ser uma
    nação próspera e exemplar.

    Ter conhecimentos básicos de economia,saúde,infra-estrutura,geopolítica,ideologia política (todas),
    (…) é obrigação de qualquer parlamentar e governante.
    Com desempenho medíocre como deputado federal por sucessivas eleições,Bolsonaro Zero Zero,
    preocupou-se em “comer gente” segundo suas próprias palavras e proporcionar elevação patrimonial imobiliária e financeira.

    PS-E por puro oportunismo,para ficar bem na foto do “mercado”,coloca como ministro da economia,
    Nero (Paulo Guedes) que está gerando o problema em cima do problema,com suas insanidades,tal como,a estúpida,inapropriada desvalorização cambial,beneficiando a exportação e ferrando com o custo de vida (principalmente os mais pobres) da população.

    5) Bolsonaro Zero Zero,tem psicologicamente personalidade atormentada e atormente.
    E uma patológica aversão ao trabalho.Um preguiçoso nato.
    Tal qual o criminoso Lula,tem aversão a qualquer leitura.Um jumento iletrado.

    6) O seu perfil moral,não é o que vende (um cara popular comedor de pastéis em feira por onde passa),mas um perfil ralé.Sem nenhuma elegância,ponderação,classe que o coloque portador das
    características de um Estadista.

    7) Bolsonaro Zero Zero foi eleito (repito o que eu disse no início,com meu voto também) pela “sorte” do atentado ao lhe deixar de fora de qualquer participação em debates,onde seria “trucidado” totalmente por farsantes políticos,mas com veneno na língua,tal como Ciro Gomes.

    8) Bolsonaro Zero,eleito,sem nenhum projeto de nação definido com metas e datas,nenhum trabalho apresentado à nação das causas que inviabilizaram o país por centenas de anos.

    9) Desde 1/1/2019,posse de Bolsonaro Zero Zero,a marca registrada foi o “personalismo”,sem se dar conta que é impossível governar sem liderança contínua,sem partido,sem maioria no Congresso,sem um verdadeiro projeto de nação e sem um time de primeiríssima qualidade moral,cultural/intelectual de ministros e assessores diretos.Um time praticamente perfeito e disposto a executar um governo competente,atento as graves demandas da nação,e principalmente,um time onde a vaidade pessoal não exista.

    10) E lá se vão dois anos de (Des)governo colocados no lixo.
    PS2-Para cada ano desperdiçado,representa para a nação,vários anos a frente como legado negativo.

    11) Como bem disse Guzzo no seu artigo,tudo está por fazer.

    12) Bolsonaro Zero Zero,procedeu desafiadoramente com a tentativa de dar o golpe,fechando o STF,Congresso Nacional,censurando a imprensa,…,mas não deu certo porque os militares de alta patente (são incompetentes mas não loucos) não avalizaram tamanha insensatez.
    E teve que se “moderar”.Até quando? (vide 13).

    PS-E o mais questionável foi terceirizar suas próprias ambições golpistas/ditatoriais aos “filhos desencapados”.Os “porta-vozes” indiretos do presidente.

    13) Bolsonaro Zero Zero,na minha opinião,aguarda um caos generalizado de ordem mundial,com graves consequências para o Brasil,uma vez instalado o caos no país,tentar o golpe ditatorial.

    14) Bolsonaro Zero Zero,não se dá conta o que representou a sua eleição com mais de 57 milhões de votos.Em vez de apresentar de forma DI-DÁ-TI-CA a verdadeira realidade do país (todas as demandas) e conjunto,um programa de metas e datas definidas para realizar,Bolsonaro Zero Zero,
    se junta a canalha política do Congresso (vulgo Centrão),exatamente os que sempre inviabilizaram a execução de um projeto de nação.

    (…)

    Em relação a Bolsonaro Zero Zero,eu não possuía nenhuma ilusão,mas nunca pensei que fosse tão BURRO.

    Bolsonaro Zero Zero tem mega projeto de poder pessoal/familiar e não um mega projeto de nação.

    PS3-Muitos me dizem: Germani,você criticando Bolsonaro,está promovendo a volta do PT.
    Confundem crítica construtiva,senso de avaliação,questionamento,alertas,ausência pessoal de idiotice,(…),com atitude destruidora,quando tudo isso,tem caráter colaborativo.

    Para pensar (1): “Não há vento favorável para o marinheiro (*) que não sabe para onde vai.”

    (*) quem será o marinheiro?!

    Para pensar (2): Ditado do Antigo Egito: “Todo(a) aquele(a) que ultrapassar os limites do destino
    e não entender sua missão na vida,terá um porvir trágico.”

    PS4-Bolsonaro Zero Zero entendeu a sua missão?

Deixe uma resposta