DEU NO JORNAL

Mais uma vez o PT se mostra incansável na luta pelos pobres desse Brasil varonil!

Segundo os deputados Carlos Zaratini e Alexandre Padilha, ambos do PT, o fundão eleitoral (R$ 2,5 bilhões previstos para 2020), serve para democratizar as eleições, permitindo que os mais pobres possam se candidatar.

Na prática, os parlamentares querem aumentar a farra com o dinheiro público.

O Senado Federal deverá votar nesta semana o PL 5.029/2019, que permite o aumento do valor destino aos partidos políticos nas eleições de 2020 e, ao mesmo tempo, diminuirá o controle sobre a forma como os partidos usam o NOSSO dinheiro público.

E não para por aí: a proposta permite o pagamento de passagens aéreas com recurso do Fundo Partidário para uso por parte de pessoas não filiadas segundo critérios próprios das siglas, desde que para congressos, reuniões, convenções e palestras.

O texto permite ainda vários usos para o dinheiro público do Fundo Partidário – inclusive comprar imóveis e impulsionar publicações em mecanismos de busca, como o Google

* * *

Quando o deputado petralha diz que o uso do fundo eleitoral “é uma necessidade”, a gente passa por uma necessidade da porra no estoque de palavrões pra xingar felas-das-putas e cabras safados.

Se o fundão-esgoto não for aprovado, “só os ricos vão fazer campanha”, diz o pobre, o miserável, o mendigo parlamentar petêlho.

Ainda bem que a raiva que a gente passa com esse tipo de putaria será amplamente compensada com a defesa que o fubânico petista Ceguinho Teimoso fará das colocações de Suas Insolências os diputados luleiros.

Vai ser pra gente se mijar-se de tanto se rir-se.

Deixe uma resposta