CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Sinhô Dotô Luis Berto:

Acabo de lhe enviar uma doação para a melhor Gazeta do mundo.

O valor total é de R$ 300,00

Descontando daí um exemplar de “O Romance da Besta Fubana” que lhe peço me enviar ao endereço anexo.

Seu fiel leitor,

R. Essa foi arretada!

Fiquei ancho que só a porra por você ter dito que este jornal safado é “a melhor Gazeta do mundo“.

Brigadão pela força.

E brigadão também pela doação.

Chupicleide chega se mijou-se de tanta alegria. Vai ajudar a pagar o décimo terceiro dela que está atrasado.

Quanto ao livro, embora eu não seja o vendedor, pois quem comercializa é a minha editora, informo que despachei ontem um volume que, por sorte, tinha aqui comigo. Mandei pra você o número do registro do correio, pra monitorar a entrega pela internet.

A Editora Bagaço, cuja página está aí do lado direito na lista de “Comparsas”, tem todos os meus títulos à disposição dos leitores. Entregas para todo o Brasil e pro exterior.

Ainda neste semestre, será lançada a quarta edição d’O Romance da Besta Fubana. O estoque tá zerado.

Ô povo pra gostar de safadeza! O livreto vende é muito.

E isto deixa este autor muito feliz mesmo.

Já escreveram coisa que só a peste sobre a Besta. E muitas estão na internet. Dê uma olhada numa delas clicando aqui .

A danada da Besta virou até Tese de Mestrado da Professora Ilane Ferreira Cavalcante, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Tese que se transformou no livro O Romance da Besta Fubana – Festa, Utopia e Revolução no Interior do Nordeste, publicado pela Bagaço.

É isso aí, seu cabra doido.

Espero que goste da leitura.

Um grande abraço pra você e pra todos os fubânicos dessa bela e progressista cidade de Arapongas.

Deixe uma resposta