DEU NO JORNAL

O Partido dos Trabalhadores enxergou irregularidade em projeto idealizado pela prefeitura de São Bernardo do Campo (SP) durante a pandemia da covid-19.

Com escolas fechadas, o Executivo da cidade do ABC Paulista criou o “cartão merenda” para permitir que famílias com crianças e adolescentes matriculados na rede pública de ensino comprem alimentos.

A iniciativa, no entanto, não agradou ao PT.

O partido entrou na Justiça a fim de suspender o programa.

A representação do PT é endereçada ao prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando.

Integrante do PSDB, ele foi eleito em 2016, depois de o município passar oito anos sob comando do petista Luiz Marinho.

De acordo com o Partido dos Trabalhadores, o prefeito de São Bernardo estaria “realizando propaganda eleitoral antecipada visando angariar votos a fim de viabilizar sua reeleição ao cargo”.

Alunos da rede pública de São Bernardo do Campo: sem poder ir à escola, eles contam com “cartão merenda”, mas esse benefício poderia ser extinto graças ao PT

* * *

O PT entrou na justiça contra o “cartão merenda” para os alunos de escolas públicas não é porque o prefeito de São Bernardo seja tucano e quer ser reeleito.

Num é nada disso.

Segundo informou o colunista fubânico Goiano, o seu partido entrou na justiça foi pra exigir que o “cartão merenda” possa comprar também iogurte.

Iogurte é aquele alimento que, garante Goiano, Lula colocou nas mesas de todos os pobres do Brasil quando foi presidente.

É só isso.

4 pensou em “FALTOU UM ITEM

  1. Além da bem fundamentada opinião de Goiano concordando com essa medida extremamente ética do pt de São Bernardo do Campo, aguardamos algo semelhante, ou mais estapafúrdia da Artemísia.

  2. Sancho mora em São Bernardo do Campo. E o votante bolsonarístico Sancho, sem qualquer compromisso com tucanos, é testemunha do excelente trabalho do atual prefeito, o que me levará a votar nele em novembro.

  3. Como todos sabem, o PT é assim meio comunista, meio defensor de políticas de distribuição de auxílio à população carente, de tal modo que seria estranho esses comunistaços safados do petismo serem contra a distribuição de merenda para os estudantes durante a sua impossibilidade de comparecerem às escolas em razão do impedimento determinado pela epidemia do vírus Covid 19.
    Desse modo, conviria que as pessoinhas procurassem saber se o PT é contra a distribuição de merenda ou se ele reclama de certas circunstâncias safadas e eleitoreiras envolvidas no procedimento.Vamos pensar: dou-lhes uma, dou-lhes duas, dou-lhes três… pensaram? Viram que só podem estar falando porcaria?
    Quanto à hipótese levantada pela Direção Geral e Despótica do Jornal da Besta Fubana a respeito do interesse do Partido dos Trabalhadores de que seja incluído iogurte na merenda daquela cidade, entrei em contato com Lula agora mesmo e ele afirmou que, se eleito, o que é muito provável, o candidato petista à prefeitura de São Bernardo do Campo ampliará o cartão merenda para, sim, incluir iogurte e raspadinha no cardápio e estenderá o cartão a todos os que votarem nele, independente de serem estudantes, de serem carentes ou de serem abastados.

  4. De acordo com o duplo padrão do Inglório Boiano, deus greco-fubânico das DSTs, alcoolismo e vagabundagens hedonistas, o cartão-merenda é “medida eleitoreira”. Porém, filme do Demiurgo de Caetés em meados de 2010 e a manipulação das tarifas de energia da Vaca Peidona Búlgara para ganhar a eleição em 2014 são “defesas de políticas de auxílio a população carente”.

    O mal desse tipo é que cinismo nunca envelhece.

Deixe uma resposta para Goiano Cancelar resposta