DEU NO JORNAL

“O país não pode parar. Isso não quer dizer ser contra o isolamento, mas você tem que ter abastecimento, produção agrícola, medicamento chegando na farmácia, farmácia aberta, mercado aberto. Para isso você tem que ter transporte de pessoas”

Dias Toffoli

* * *

O ex-presidiário Lula já deu ordem pra esse seu subordinado calar a boca.

O “amigo do amigo do meu pai”, segundo Marcelo Odebrecht, disse que vai obedecer ao chefe.

A ordem das zisquerdas é o quanto pior, melhor.

Nada de “abastecimento, produção agrícola, medicamento chegando na farmácia, farmácia aberta, mercado aberto.”

2 pensou em “FALOU O AMIGO DO AMIGO

  1. Ou seja, os agricultores, os empregados dos laboratórios (fabricante de remédios, os empregados nas farmácias, os funcionários dos mercados, os motoristas de transportes de bens, de transporte público, os médicos, os enfermeiros, os atendentes na recepção dos hospitais devem continuar trabalhando e se arriscando a contrair o vírus do covid-19 para que os advogados, juízes, senadores, deputados (fe.derais e estaduais) e vereadores possam ficar em casa mais dias do que já ficavam (exemplo: deputados que só “trabalham” de terça à quinta-feira). No mais, façam o que nós mandamos e fiquem quietinhos pois nós somos os donos do Brazil! E abaixo a “ditadura” dos militares! Viva a ditadura dos civis. Ficar em casa e ver o que se conseguiu com trabalho árduo de anos ir para o ralo por causa de safados cujo único emprego na vida foi o de demagogo!

    • Se de um lado é preciso que haja o isolamento, de outro há a imposição legal para que os serviços considerados essenciais sejam prestados.
      O presidente Jair Bolsonaro editou no dia 20 de março de 2020 um decreto e uma med, afirma-se.ida provisória que garantem ao Governo Federal a competência sobre serviços essenciais, entre os quais a circulação interestadual e intermunicipal.
      A justificativa é de que os dispositivos têm como objetivo “harmonizar as ações de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus”.
      Medidas devem uniformizar ações que, até o momento, eram estaduais, afirma-se.
      “As atividades que não poderão ser interrompidas:
      I – assistência à saúde, incluídos os serviços médicos e hospitalares;
      II – assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade;
      III – atividades de segurança pública e privada, incluídas a vigilância, a guarda e a custódia de presos;
      IV – atividades de defesa nacional e de defesa civil;
      V – transporte intermunicipal, interestadual e internacional de passageiros e o transporte de passageiros por táxi ou aplicativo;
      VI – telecomunicações e internet;
      VII – serviço de call center;
      VIII – captação, tratamento e distribuição de água;
      IX – captação e tratamento de esgoto e lixo;
      X – geração, transmissão e distribuição de energia elétrica e de gás;
      XI – iluminação pública;
      XII – produção, distribuição, comercialização e entrega, realizadas presencialmente ou por meio do comércio eletrônico, de produtos de saúde, higiene, alimentos e bebidas;
      XIII – serviços funerários;
      XIV – guarda, uso e controle de substâncias radioativas, de equipamentos e de materiais nucleares;
      XV – vigilância e certificações sanitárias e fitossanitárias;
      XVI – prevenção, controle e erradicação de pragas dos vegetais e de doença dos animais;
      XVII – inspeção de alimentos, produtos e derivados de origem animal e vegetal;
      XVIII – vigilância agropecuária internacional;
      XIX – controle de tráfego aéreo, aquático ou terrestre;
      XX – compensação bancária, redes de cartões de crédito e débito, caixas bancários eletrônicos e outros serviços não presenciais de instituições financeiras;
      XXI – serviços postais;
      XXII – transporte e entrega de cargas em geral;
      XXIII – serviço relacionados à tecnologia da informação e de processamento de dados (data center) para suporte de outras atividades previstas neste Decreto;
      XXIV – fiscalização tributária e aduaneira;
      XXV – transporte de numerário;
      XXVI – fiscalização ambiental;
      XXVII – produção, distribuição e comercialização de combustíveis e derivados;
      XXVIII – monitoramento de construções e barragens que possam acarretar risco à segurança;
      XXIX – levantamento e análise de dados geológicos com vistas à garantia da segurança coletiva, notadamente por meio de alerta de riscos naturais e de cheias e inundações;
      XXX – mercado de capitais e seguros;
      XXXI – cuidados com animais em cativeiro;
      XXXII – atividade de assessoramento em resposta às demandas que continuem em andamento e às urgentes;
      XXXIII – atividades médico-periciais relacionadas com o regime geral de previdência social e assistência social;
      XXXIV – atividades médico-periciais relacionadas com a caracterização do impedimento físico, mental, intelectual ou sensorial da pessoa com deficiência, por meio da integração de equipes multiprofissionais e interdisciplinares, para fins de reconhecimento de direitos previstos em lei, em especial na Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015 – Estatuto da Pessoa com Deficiência; e
      XXXV – outras prestações médico-periciais da carreira de Perito Médico Federal indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade.”

Deixe uma resposta