4 pensou em “FACÇÃO PRÓ-CRIME

  1. Prova disso é a defesa apaixonada que advogados fizeram no STF contra a prisão em segunda instância. Interessados diretos na procrastinação dos processos, o que significa aumento considerável de ganhos, alguns advogados não pensam na aplicação correta da justiça, nem no direito dos cidadãos de bem, mas apenas em vantagens pessoais. Suas opiniões, obviamente suspeitas, nem deveriam ser consideradas na decisão do stf. Eles não tem vergonha do que dizem e fazem.

  2. Amplo direito de defesa não quer dizer tempo para deixar o crime prescrever. Justiça tem que ser rápida.

    Quem está preso em segunda instância pode ser inocente? Sim; mesmo pessoas que foram julgadas em última instância podem se provar inocentes.

    Justiça falha? Sim, pode falhar, como toda decisão humana.

    Por esta razão sou contra a pena de morte, pois neste caso não há reparo.

    Não podemos tratar casos excepcionais como regra.

  3. A pergunta de 1 milhão de dólares.

    Os crimes implementados pelo STF ficarão impunes ??

    E a falta de coragem do Janot (mentiroooooso), será perdoada ?

    Malucos existem e principalmente lobos solitarios, não é Adélio ??
    (Mentiroooooso)

  4. sinceramente , pela situaçao atual que vivemos nestes dois poderes da republica, que mostram cada vez mais escancaradamente , a su podridao , e cumplicidade entre corruptos e criminosos , inclusive destes dois poderes , so a intervençao militar e o paredao ara estes traidores da patria , pois caso contrario ,certamente o discursso do general figueiredo em 1980 , nao tera sido apenas um discursso de esclarecimento , mas sim uma premoniçao .

Deixe uma resposta