COMENTÁRIOS SELECIONADOS

Comentário sobre a postagem UMA FRANÇA INTEIRA

Marcos André:

Aqui o mundo é real.

O consórcio de veículos de impressa macabra, cingiu uma grande bolha, na qual alberga toda militância ideologizada e pôs antolhos fixados à solda MIG, nos olhos e cabeça vazia, deles.

Como as redes sociais é mais acessível e esclarecedora, eles procuram censurar de toda forma.

Com a complacência nada discreta do Sr. Zuckerberg e Cia.

O duelo é desigual, mas não abrimos parada nem pra um trem.

Este veículo – JBF – é um dos últimos bastiões da verdadeira democracia e responsável pela mudança dos rumos do país. Sou testemunha.

Não é a toa que a página sofre centenas de ataques cibernéticos diários, tentando prejudicar e intimidar leitores, colunistas e o editor.

Senta a pua, Berto.

* * *

Este Editor no seu incansável serviço de abestalhar o mundo, ancho que só a peste com a apreciação do nosso leitor

7 pensou em “ESTA GAZETA ESCROTA É UM BASTIÃO

  1. Prezado Marcos, permita-me discordar um pouco

    “Este veículo – JBF – é um dos últimos bastiões da verdadeira democracia e responsável pela mudança dos rumos do país. Sou testemunha”

    Democracia seria completa se o JBF fizesse postagens de todas as correntes. Não vejo.

    Somente (fora poesias, contos, marketing, claro) postagens pró governo.

    E eu, na maioria das vezes para apresentar o controverso.

    Abraços

    • A própria manifestação da sua opinião, Sr. Hipólito, justifica mais ainda o meu comentário.

      Isto sim, é espaço democrático. Só o fato da página sofrer centenas de ataques cibernéticos (diários, semanais e mensais) procurando obstruir seu funcionament, é um bom indicativo do que representa, democraticamente falando.

      A luz afasta a escuridão. É apenas isto que ocorre.

      Seja sempre bem vindo.

      • “Este veículo – JBF – é um dos últimos bastiões da verdadeira democracia e responsável pela mudança dos rumos do país. SOMOS testemunhas”.

        Tanto é e era que até uma tal CIDA, do PCdoB, amiga do Berto, por aqui deu o ar da graça pedindo voto (não lembro agora a que ela concorria).

        Tinha um colunista de viés tucano, que mandava chumbo em Bolsonaro a cada coluna, ficando muito amigo do JF e outro que amava lula de paixão.

        Até briga de faca já rolou nesta escrotíssima gazeta…

        Aproveito o espaço para mandar abraço forte ao amigão Marcão.

        • O impagável, Sancho Côcomen.

          O cabra que a caneta arrebenta o côco, mas num arrebenta a sapucaia.

          Aguarde meu pitaco benaventurado, tá okey?

  2. Tá vendo, Marcos André?

    E o novo Ceguinho Teimoso diz isso, que “o JBF não faz postagens de todas as correntes”, tendo ampla e irrestrita liberdade de usar os espaços desta gazeta escrota pra dizer o que bem quiser.

    Inclusive usar a seção de cartas, pra onde pode mandar seus textos, artigos, elogios e cacetadas.

    Ele bem que poderia por fim à minha busca incessante por um colunista de “outra corrente”, expressão que ele usou, me fazendo uma indicação. Quem sabe, ele mesmo.

  3. Obrigado a todos,

    Não tenho, já falei, pendores para escrever artigos, portanto apenas comento. Faz falta um u mais Goianos.

    Mas mantenho a minha opinião. Por exemplo, o Guzzo é comentarista do Estadão, colocando em seus artigos a sua opinião pró ou contra.

    Perdão, não me considero “novo ceguinho”; já fiz comentários pró e contra. Mas, prezado Berto, você é o editor e escolhe o que se deve ou não publicar. Isso eu tenho que aceitar

    Abraços

Deixe uma resposta para Luiz Berto Filho Cancelar resposta