DISCURSO DE CANALHA

80% dos latrocínios no Distrito Federal foram para roubar celular, diz Secretário de Segurança Pública do DF, Anderson Torres

* * *

Esta notícia foi publicada no jornal Correio Braziliense, em julho deste ano.

Tem tudo a ver com o horrendo discurso de Lapa de Corrupto ao deixar a prisão, exercitando sua habitual demagogia para um bando de antas descerebradas.

“Matem e roubem, meninos!”, foi esse o recado que este canalha passou.

4 pensou em “DISCURSO DE CANALHA

  1. Solicito apenas aos fubánicos, que parem de zoar aquela meia dúzia de apoiadores ainda fiéis ao lula, pois se um dia eles aprenderem a ler, vai dar uma treta danada.

  2. Para Lapa de corrupto (não vou falar o nome dele em função do algorítimo do Google), o roubo de celular é um delito pequeno, justificável; uma vez que o jovem da “periferia” tem vontade de ter um aparelho bacana e não pode. Esta é a fantasia.

    A realidade é que entre a camada mais pobres tem celulares modernos e é aí que os meliantes vão buscar o seu produto de roubo. Como estes resistem a entregar o aparelho, uma vez que deram duro para conquistar o sonho, acabam morrendo.

    Classe média e média alta não andam mais em lugares suscetíveis a roubos com celulares à mão. Rico então, nem pensar.

  3. so esqueceram de dizer que a enorme maioria das pessoas assassinadas , em latrocinos de roubo de celular sao da classe media baixa , que compram estes celulares em ate vinte e quatro vezes , e por serem custosos para eles relutam a entregar , e como os criminosos , em boa parte menores de idade sabem que a esquerdopatia que e o sinonimo do pt e seus quadrilheiros , os apoiam e defendem assim como os direitos dos manos tambem ligados e igreja criminosa e a esquerdopatia , a sim temos tambem a organizaçao de apoio aos bandidos , que defendem todos os tipos de criminosos e ainda estao sempre prontos a condenar o honesto que consegue livrar o mundo de um dos seus animais bipedes , quando se defende de um assalto , e alguns deputados esquerdopatas sao as provas vivas disto

Deixe uma resposta