DEU NO JORNAL

A Polícia Federal encaminhou ao Supremo Tribunal Federal um pedido de abertura de inquérito para investigar repasses ilegais ao ministro da Corte, Dias Toffoli.

O pedido tem como base a delação de Sérgio Cabral.

O ex-governador do Rio afirma que Toffoli recebeu R$ 4 milhões para favorecer dois prefeitos fluminenses em processos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Toffoli foi ministro da corte de 2012 a 2016, tendo sido presidente de maio de 2014 a maio de 2016.

* * *

Notícia absurda.

Não acredito nisso de modo algum.

Para os padrões de um militante petista de alto escalão do calibre de Toffoli, um pixuleco de 4 milhões é pouco.

Muito pouco.

Ele deve ter sido subornado na casa da dezena de milhar.

Apenas 4 milhões é uma minxaria que não condiz com o prontuário desse urubu togado.

Deduragem mentirosa essa do Sérgio Cabral.

Deixe uma resposta