DEU NO JORNAL

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello depõe nesta quarta-feira (19) na CPI da Pandemia.

Ele está ciente de que, apesar do habeas corpus do Supremo Tribunal Federal, que lhe garante o direito de permanecer em silêncio, encontrará mais do mesmo na comissão: tentativas de criminalizar sua atuação como ministro e de envolver o presidente Jair Bolsonaro.

Sob holofotes, a tropa de choque de oposição aposta na agressividade e nas provocações para tentar tirar Pazuello do sério

* * *

E isso numa CPI que tem Renan Vagabundo Calheiros como relator.

Uma CPI cujo relatório está pronto na cabeça do corrupto das Alagoas, independentemente do que venha a ser apurado.

Coisa mesmo de uma republiqueta banânica.

5 pensou em “É HOJE

  1. Senhores

    Assisti ao depoimento até a sua interrupção.

    Pazuello, no afã de defender Bolsonaro, mentiu tanto que acabou passando mal. Disturbio atendido pelo senador Oto Alencar.

    Mesmo ao ser confrontados por documentos oficiais, ele mentiu. Mentiu.

    Mentiu barbaridades sobre o problema do oxigênio de Manaus. Não sou be explicar porque recusou o envio de oxigênio pelos EUA. E vai por aí…

    O depoimento vai continuar

    Acho que ele vai passar mal de novo.

    Abraços

  2. Perdão, V. Sa. encontrou algo errado em meu comentário?

    Mestre, reproduzi o que vi e ouvi na CPI. V. Sa. pode comparar, vídeos devem aparecer no Youtube

    Abraços

    E o pior cego é aquele que não acompanha os depoimentos. Aposto que hoje o Pazuello vai ter outro troço

Deixe uma resposta