A PALAVRA DO EDITOR

Humanos podem sempre errar. Somos falíveis. Pessoas bem intencionadas erram o tempo todo, e buscam aprender lições, consertar os rumos, melhorar. Não é o caso do governador João Doria nessa lamentável divulgação do Butantã, de que a eficácia da coronavac é de apenas 50,38%, no limite da aprovação pela Anvisa e OMS.

Doria vem monopolizando a fala em nome da ciência desde o começo, politizando a pandemia de olho em 2022. Apostou todas as fichas na vacina chinesa, desqualificou quem desconfiava da origem (uma empresa acusada de corrupção numa ditadura sem transparência) e chegou a marcar data do começo da vacinação, ignorando os passos necessários para sua aprovação.

Em suma, Doria virou um garoto-propaganda da vacina, chegando a colocar outdoor em Mato Grosso do Sul. A Anvisa tinha apenas uma forma de demonstrar sua imparcialidade técnica: aprovar a vacina. A mídia doriana logo começou a enaltecer o governador de SP enquanto demonizava o presidente Bolsonaro, seu jogo sujo desde o primeiro dia da crise.

Pois bem: de 100% de eficácia a coisa caiu para menos de 80%, depois para 60%, e agora se chegou a esse patamar mínimo, que passa raspando pelo critério técnico. Os tucanos que festejaram, sem qualquer apreço pelo verdadeiro método científico e pelo necessário ceticismo, estão hoje em silêncio, desejando apagar da nossa memória mensagens antigas. Mas estamos aqui para refrescar a memória de todos:

Os apressadinhos falam tanto em nome da ciência, ciência, ciência, mas esquecem que a ciência se faz com desconfiança, paciência e prudência, não com confiança cega em autoridades ou na mídia. Quem confia cegamente numa ditadura chinesa, aliás, é o típico gado, que se oferece para ser cobaia e ainda chama de “negacionista” aquele mais racional. Mas a “assessoria de imprensa” do Doria segue tentando vender o peixe podre:

Ora, isso é ciência, por acaso, ou fé cega? Ag0ra imaginem só se essa “confusão” (empulhação?) toda fosse no governo federal, e não com o governador queridinho da mídia. Qual seria a reação da imprensa? Se continuar assim, a “vachina” será apenas um placebo arriscado em breve! Aliás, um pesquisador usou os dados oficiais e chegou à seguinte conclusão:

4653 voluntários foram vacinados; 85 dos vacinados foram infectados; 4599 voluntários no placebo; 167 do grupo placebo foram infectados; usando esses dados, a eficácia global seria de 49,7%, inferior ao limiar de 50% da Anvisa e OMS.

VAR JÁ! O mínimo que se espera de quem preza pela saúde da população é cobrar uma nova rodada de pesquisas antes de liberar uma vacina nessas condições suspeitas. Os tucanos da mídia estão afirmando que “bolsonaristas” comemoram a notícia ruim e torcem pelo vírus. É inversão leninista, as usual. Atacam os outros diante de um espelho, esses pandeminions. O fato é que Doria apostou tudo no cavalo errado, e tentou impor sua vachina sem qualquer comprovação.

Sobre os casos graves, há um “detalhe” espantoso: foram sete pessoas testadas apenas. SETE PESSOAS! Lembram da turma dizendo que os vários estudos com cloroquina, em milhares de pessoas, eram “inconclusivos”? Não é difícil entender por que agora dizem que não devemos ser tão científicos assim. E isso foi dito pelo secretário de Saúde do governo Doria!

O que a gestão Doria fez com a credibilidade do Butantã é algo criminoso. Diante do ocorrido, só há uma coisa sensata a fazer: levantar a hashtag #ForaDoria e exigir a saída do governador imediatamente do seu cargo. Doria deveria renunciar já!

14 pensou em “DORIA APOSTOU TUDO NO CAVALO ERRADO E DEVERIA RENUNCIAR

  1. Ah, a alegria do Constantino !!! Está tendo orgasmos repetidos e isto pode ser mal para seu organismo

    Mas o caso é: sabe ele qual é a eficácia mínima que a Anvisa considera para aprovar uma vacina? Sabe a eficácia da vacina contra a gripe? Contra o Sarampo?

    Dória renunciar? E porque? O Butantan em parceria com o Sinovac, criou uma vacina que deve ser aprovada pela Anvisa. Eu creio na Anvisa antes de qualquer coisa (Dória, Constantino, Pazzuello, Bolsonaro ou chineses).

    Mas quem deveria renunciar é o Ministrinho Pazzuello, incompetente, juntamente com o seu presidente Jair, que o acompanha n incompetência.

    Bolsonaro olha ao redor, pressiona pelo “dia D”, fica de olho na “hora H” e avalia em que momento vai jogar suas culpas macabras em Pazuello, na mídia, na indústria, nos governadores e no Doria. Ele não quer saber de eficácia de vacina, só do efeito dos atrasos e da incompetência na sua imagem, popularidade e reeleição.

    Logo, o importante não é vacinar para salvar vidas e conter a pandemia. É ter uma vacina para se imunizar contra a própria culpa e responsabilidade e continuar contaminando aquele terço da população que pode até não tomar vacina, mas engole tudo o que Bolsonaro fala e faz.

    Mas cadê as seringas, Constantino? Cadê o PNI? Quando cchegam os míseros 2 mi de doses da Índia?

    Sabe ele que 13 governadores e 1100 prefeitos já entraram em contato com o Butantan para negociar vacinas?

    PS 1: Sei que estou tecendo comentários apenas para os colegas do JBF, pois duvido que o Constantino os leia. êle pode ser um grande literato, mas não lê o povão

    PS 2: E ele fica se achando (Puxa eu fiz um artigo estrondoso que foi replicado no JBF)

    PS 3: Filho de uma pisadela e de um beliscão, culpa tem quem te dá asas ( Manuel A. de Almeida – Memórias de um Sargento de Milícias)

    Saudações

    • Você pode ir ao canal dele no Youtube e publicar os seus comentários , ou durante as lives que ele faz ,fazer no chat, que fica aberto .
      Sobre o PNI . Você vai se vacinar contra o que ?

  2. Já tem gente refazendo as contas e a tal eficiência foi de 49%.

    Uma vergonha para o dória. Moro se rebaixa mais ainda.

    Vejam a zoeira em cima dele feita nos EUA.

    • Como eu disse acima,

      Eu creio na Anvisa antes de qualquer coisa (Dória, Constantino, Pazzuello, Bolsonaro ou chineses).

      Ela vai examinar os números, com todo o conhecimento e capacidade que tem e decidirá.

      Saudações

  3. Considerando que o público alvo foram os profissionais da saúde, gente que está enfrentando a Covid-19 desde fevereiro e não ficaram doentes até a data que começou a vacinação, esta era um condição para ser voluntário.

    Vejam que a vacina foi dada em pessoas que tinham alguma resistência ao virus, afinal a luda é diária e mesmo assim dos vacinados 85 pegaram a covid e dos que tomaram placebo 167 pegaram.

    Quero ver a eficácia desta vacina quando for aplicada no povão.

    • Foram consultados sobre as várias elicácias 100 epidemiologistas e 465 jornalistas sobre a vacina. Obtiveram-se 1245 opiniões diferentes. RsRsRs

      Como eu disse acima,

      Eu creio na Anvisa antes de qualquer coisa (Dória, Constantino, Pazzuello, Bolsonaro ou chineses).

      Ela vai examinar os números, com todo o conhecimento e capacidade que tem e decidirá.

      Saudações

  4. Caro Francisco. Se vc for de São Paulo já fico 50% feliz, pois minha moedinha da sorte indica que tenho a chance de 50% de nao ver mais seus comentários aqui no JBF.
    Se não for, pago passagem pra vc ir lá se vacinar

    • Obrigado pelo gentil comentário.

      Acho que se você não gostar de meus comentários é só pular de página em vez de gastar energia à toa.

      Mas em relação ao meu comentário, acho que você deveria ler só após os RsRsRs.

      Repetindo para você entender melhor:

      Eu creio na Anvisa antes de qualquer coisa (Dória, Constantino, Pazzuello, Bolsonaro ou chineses).

      Ela vai examinar os números, com todo o conhecimento e capacidade que tem e decidirá.

      Fim de papo.

      Saudações

      PS: não sou de SP, pode guardar a moedinha.

      😜😜😜😜😜😜😜😜😜😜😜😜😜😜😜😜

  5. A vacina do almofadinha Dória (50,38) perde pra 51, a pinga do Seboso de Caetés…

    P.S.: – NESSE DUELO DA VACINA, EU VEJO O BUNDA SUJA E O ENGOMADINHO DÓRIA PARECENDO MAIS DUAS PUTAS DE CABARÉ SE AGARRANDO PELOS CABELOS NA CONQUISTA DE UM MESMO MACHO.

Deixe uma resposta para DECO Cancelar resposta