DEU NO JORNAL

Duas vezes condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro, Lula sofreu sete derrotas num só dia.

Ontem, terça-feira, o Superior Tribunal de Justiça negou os sete recursos do petista em ações da Lava Jato.

A defesa do ex-presidiário Lula insiste na lorota de “perseguição”.

Mas os sete recursos negados pelo STJ seguem o caminho de todos os anteriores: nenhum questiona provas apresentadas pela acusação.

De recurso em recurso, o ex-presidiário Lula ataca quem o investigou, desqualifica quem o julga, torra a paciência dos tribunais, mas continua solto.

* * *

Fique tranquilo o ex-presidiário Lula:

O advogado fubânico Ceguinho Teimoso vai entrar no caso.

Pode aguardar que Ceguinho vai convencer o STJ de que Lula é um anjo de candura.

Se os recursos anteriores não questionavam as provas apresentadas pela acusação, com a entrada de Ceguinho estes questionamentos serão feitos de maneira clara, certeira, contundente, arrasante.

E serão feitos de forma racional e razoável, como são todos os argumentos usados por Ceguinho pra defender o seu ídolo.

Ao invés de ser humilhado e enxovalhado pelos tribunais, o injustiçado ex-presidiário merece mesmo é ser carregado num andor, afirma Ceguinho.

2 pensou em “DO CÁRCERE PRO ANDOR

  1. Decerto que o Ceguinho, além dos conselhos o orientações que ele já recebe dos ínclitos lewandovski, toffoli e morais, agora ele vai contar com a ajuda ainda mais valiosa do ilustre bostífero celsinho pinico de ouro, que desobrigado de atazanar a nossa paciência, vai dedicar todo o seu tempo e elevado saber jurídico na desconstsrução desses processos ignominiosos que nos afligem contra nosso santo cachacífero.
    Agora vai.
    Pinico cheio…

  2. Os advogados de Lula fazem o que os advogados devem fazer: usam todos os meios legais e processuais para defender os interesses do seu cliente. No caso, a defesa de Lula insiste em vários pontos e assim apresentou recurso sobre suspeição de dois desembargadores, um delegado da Polícia Federal e um procurador regional da República que atuam nos processos da Lava Jato contra o petista. Em outro recurso, a defesa pedia o acesso aos diálogos entre o procurador e ex-integrante da Lava Jato Deltan Dallagnol e o ex-ministro da Justiça Sergio Moro, obtidos de forma ilegal por hackers presos na Operação Spoofing. Além disso, a defesa questionava a legalidade das provas apresentadas pela Odebrecht sobre os registros do sistema de pagamento de propina da empreiteira. Que os processos contra Lula são nulos é evidente. Qualquer hora pega na veia.

Deixe uma resposta