DEU NO JORNAL

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, suspendeu nesta terça-feira (21) a ação de busca e apreensão no gabinete do senador José Serra (PSDB-SP).

“Defiro a liminar para suspender a ordem judicial de busca e apreensão proferida em 21 de julho de 2020 pelo Juiz Marcelo Antonio Martin Vargas, da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, nas dependências do Senado Federal, mais especificamente no Gabinete do Senador José Serra”, decidiu Toffoli.

* * *

Ontem, numa postagem, eu roguei esta praga:

“Bandido que protege bandido, tem cem anos de fudido.”

Dona Gina, a maior catimbozeira de Palmares, após ser por mim consultada, me garantiu que a praga é boa e vai funcionar.

Já aqui no JBF, a decisão de Toffinho, o Amigo do Amigo do Amigo do Meu Pai, foi recebida com muita alegria e entusiasmo pelo nosso estimado colunista lulo-serrista Goiano.

Vejam o que ele comentou sobre o assunto:

O presidente do Senado bloqueou a entrada da Polícia Federal para que ficasse aguardando até que o Supremo Tribunal Federal decidisse a questão, ao qual estava submetendo Reclamação.

Em seguida, atendendo à consulta de Alcolumbre, o Supremo Tribunal Federal deu-lhe razão liminarmente e suspendeu a ordem judicial de busca e apreensão no gabinete do Senador José Serra.

Escreveu o presidente do STF (Dias Toffoli) na decisão:

“Forte nessa compreensão e por vislumbrar de plano, neste juízo de cognição sumária, que a decisão da autoridade reclamada pode conduzir à apreensão de documentos relacionados ao desempenho da atividade parlamentar do Senador da República, que não guardam identidade com o objeto da investigação , sem prejuízo de reanálise pelo eminente Relator, defiro a liminar para suspender a ordem judicial de busca e apreensão proferida em 21 de julho de 2020 pelo Juiz Marcelo Antonio Martin Vargas, da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, nas dependências do Senado Federal, mais especificamente no Gabinete do Senador José Serra. Comunique-se, com urgência , solicitando informações à autoridade reclamada. Após, vista à PGR. Serve, esta decisão, como mandado”.

Desse modo, em princípio o presidente do Senado não usou de arbitrariedade, pois fez a Reclamação ao órgão competente do judiciário que liminarmente deu-lhe provimento.

Vocês são muito irritadinhos e não analisam as coisas com profundidade, ficam só no rasteiro, coisa característica do pensamento político de cabeça oca.

Um leitor fubânico, que “fica só no rasteiro” e que tem um pensamento político de gente de “cabeça oca”, fez o seguinte comentário:

“Ver o Goiano defender o Serra, não tem preço.”

Bom, o fato real e verdadeiro, conforme concluiu nosso estimado colunista Goiano, é que os “irritadinhos” quebraram a cara com a decisão de Sua Excelência o Senhor Ministro Antonio Dias Toffoli, Presidente do Supremo Tribunal Federal, de riquíssimo (êpa!!) currículo, o maior e mais titulado jurista que já ocupou a presidência do STF, ex-professor de cursinho preparatório para concursos de juízes de primeira instância, ex-empregado dos ex-presidiários José Dirceu e Lula e que recebe uma pobre mesada doméstica da esposa.

Enfim, vocês que são caracterizados pelo “pensamento político de cabeça oca”, foram, mais uma vez, brilhante desmoralizados.

Serrador, Toffinho e Batoré: um trio autenticamente banânico

5 pensou em “DESMORALIZADO O “PENSAMENTO POLÍTICO DE CABEÇA OCA”

  1. Durante a minha discreta existência, já fui chamado de vários nomes estranhos. Ainda não tinha sido chamado de “cabeça oca”. Deve ser coisa da idade. rsrsrs.

    • Pois esse sempre foi o apelido de Sancho entre os caminhoneiros. Então, já estou acostumado e até gosto. Inclusive a coisa é tão oca que possuo 10 vozes gritando dentra da imensidão craniana.

  2. V. Insolência Adúltera, Davizinho Alcapone: a bosta.

    V. Insolência Genérica, Zé Serrote: o rola-bosta.

    (a cabeça de) V. Urubuscência Bireprovada, Tofinho Amigo-Do-Amigo-Do-Meu-Pai: (conforme uma charge fubânica) morada do V. Insolência Adúltera, Davizinho Alcapone.

Deixe uma resposta